Bilionário norte-americano Jeffrey Epstein detido por tráfico sexual de dezenas de menores

O bilionário norte-americano Jeffrey Epstein foi detido por suspeitas de tráfico sexual de dezenas de menores em Nova Iorque e na Florida, entre 2002 e 2005.

Segundo três fontes policiais, citadas pelo Daily Beast, Jeffrey Epstein vai a tribunal esta segunda-feira, 12 anos depois de ter conseguido chegar a um acordo judicial, que lhe permitiu escapar da prisão perpétua, quando era acusado de alegadamente ter violado dezenas de raparigas menores na Florida, noticiou no domingo o Diário de Notícias.

De acordo com as acusações, o milionário é suspeito de ter explorado cerca de 40 adolescentes num esquema ao qual já tinha sido associado no passado. Pagava-lhes por um serviço de massagens, mas acabava por abusar sexualmente das raparigas, forçando-as a ter relações sexuais consigo ou com uma mulher descrita como “escrava sexual”.

Esses abusos que ocorriam num bairro nobre de Manhattan, o Upper East Side, e na sua residência em Palm Beach, para onde as vítimas eram transportadas no seu jato privado.

As raparigas menores eram recrutadas pelos assistentes pessoais de Jeffrey Epstein e, em alguns casos, acabavam por se tornar recrutadoras. Detido sob acusações de tráfico de menores para fins sexuais e de conspiração para o tráfico, arrisca-se a uma pena de prisão que pode chegar aos 45 anos.

Até ao momento, o advogado do bilionário, Martin Weinberg, recusou-se a prestar declarações sobre a detenção do seu cliente, que já terá sido amigo do príncipe André, de Bill Clinton e do atual presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump.

Recuemos até 2007, ano em que o bilionário foi acusado de abusar sexualmente de dezenas de adolescentes. Quando enfrentou a justiça, o então promotor Alexander Acosta – atual secretário do Trabalho nos EUA – permitiu que fosse feito um acordo, evitando que fosse condenado a prisão perpétua.

Ao considerar-se culpado por crimes menores, entre os quais a contratação de serviços de prostituição a uma menor de 18 anos, Jeffrey Epstein cumpriu apenas 13 meses na prisão (numa área privada) e foi registado como agressor sexual. As alegadas vítimas não foram informadas do acordo com a justiça, pelo que não conseguiram recorrer da decisão.

No início deste ano, contou a BBC, um juiz da Florida considerou que houve uma infração da legislação, uma vez que as vítimas não foram informadas, pelo que está neste momento a ser avaliada a possibilidade de manter ou não o acordo que livrou o milionário de uma pena mais pesada. Esta decisão levou a Casa Branca a dizer, em fevereiro, que estava a investigar o papel de Alexander Acosta no caso enquanto era promotor dos EUA.

TP, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Estúdios de tatuagens podem reabrir na segunda-feira

Os estúdios de tatuagens e de ‘bodypiercing’ vão poder reabrir na segunda-feira juntamente com outros serviços de atendimento ao público e comerciais, mas terão de funcionar mediante marcação prévia e cumprindo as regras sanitárias. Na resolução …

As rãs de cristal revelaram uma nova forma de camuflagem

As rãs de cristal são bem conhecidas pela sua pele transparente, mas, até agora, o motivo desta curiosa característica não tinha recebido atenção experimental. Uma equipa de cientistas da Universidade de Bristol, no Reino Unido, da …

Pescador encontra destroços de navio que terá naufragado há mais de 200 anos

Arqueólogos mexicanos localizaram os destroços de um navio na costa do estado de Quintana Roo, no México, e acreditam que o mesmo terá naufragado há mais de 200 anos. De acordo com a BBC, o naufrágio …

Bloco apoia travão ao desconfinamento na região de Lisboa

O Bloco de Esquerda apoiou o adiamento do levantamento de restrições impostas pela pandemia na região de Lisboa e Vale do Tejo, destacando que é importante aumentar a vigilância nas empresas de construção e trabalho …

Descoberto "cemitério" de mamutes nos arredores da Cidade do México

Investigadores descobriram um "cemitério" com cerca de 60 mamutes nos arredores da Cidade do México, avança o Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do país. De acordo com o site Live Science, a descoberta aconteceu, …

David Luiz confirma rumores. Regresso "vai acontecer se o presidente permitir e os adeptos quiserem"

David Luiz confirmou este sábado os rumores que davam conta que o Benfica e o jogador estavam a negociar um eventual regresso do brasileiro à Luz. Em entrevista ao desportivo Record, David Luiz confirmou a …

Cães treinados para proteger animais selvagens salvam 45 rinocerontes

Há inúmeras razões que explicam o motivo pelo qual os cães são conhecidos como o melhor amigo do Homem. Além de leais e inteligentes, dão sempre o corpo às balas, mesmo nos piores momentos. Quarenta e …

Fez-se história. Foguetão da SpaceX lançado com sucesso rumo à EEI

O primeiro foguetão concebido e construído por uma empresa privada, a SpaceX, de Elon Musk, levando a bordo dois astronautas foi lançado este sábado na presença do Presidente do Estados Unidos, Donald Trump. O lançamento decorreu …

"A Rússia não permitirá a privatização da Lua", avisa Roscosmos

A Rússia não permitirá a privatização da Lua, independentemente de quem avance a iniciativa, avisou o chefe da agência espacial russa (Roscosmos), Dmitri Rogozin, em entrevista ao jornal Komsomólskaya Pravda. "Não permitiremos que ninguém privatize a …

Plataforma flutuante extrai energia das ondas, do vento e do Sol

A empresa alemã Sinn Power criou uma plataforma marítima flutuante capaz de gerar energia renovável a partir de ondas, vento e energia solar. A plataforma híbrida combina turbinas eólicas, painéis solares e coletores de energia das …