Bilionário norte-americano Jeffrey Epstein detido por tráfico sexual de dezenas de menores

O bilionário norte-americano Jeffrey Epstein foi detido por suspeitas de tráfico sexual de dezenas de menores em Nova Iorque e na Florida, entre 2002 e 2005.

Segundo três fontes policiais, citadas pelo Daily Beast, Jeffrey Epstein vai a tribunal esta segunda-feira, 12 anos depois de ter conseguido chegar a um acordo judicial, que lhe permitiu escapar da prisão perpétua, quando era acusado de alegadamente ter violado dezenas de raparigas menores na Florida, noticiou no domingo o Diário de Notícias.

De acordo com as acusações, o milionário é suspeito de ter explorado cerca de 40 adolescentes num esquema ao qual já tinha sido associado no passado. Pagava-lhes por um serviço de massagens, mas acabava por abusar sexualmente das raparigas, forçando-as a ter relações sexuais consigo ou com uma mulher descrita como “escrava sexual”.

Esses abusos que ocorriam num bairro nobre de Manhattan, o Upper East Side, e na sua residência em Palm Beach, para onde as vítimas eram transportadas no seu jato privado.

As raparigas menores eram recrutadas pelos assistentes pessoais de Jeffrey Epstein e, em alguns casos, acabavam por se tornar recrutadoras. Detido sob acusações de tráfico de menores para fins sexuais e de conspiração para o tráfico, arrisca-se a uma pena de prisão que pode chegar aos 45 anos.

Até ao momento, o advogado do bilionário, Martin Weinberg, recusou-se a prestar declarações sobre a detenção do seu cliente, que já terá sido amigo do príncipe André, de Bill Clinton e do atual presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump.

Recuemos até 2007, ano em que o bilionário foi acusado de abusar sexualmente de dezenas de adolescentes. Quando enfrentou a justiça, o então promotor Alexander Acosta – atual secretário do Trabalho nos EUA – permitiu que fosse feito um acordo, evitando que fosse condenado a prisão perpétua.

Ao considerar-se culpado por crimes menores, entre os quais a contratação de serviços de prostituição a uma menor de 18 anos, Jeffrey Epstein cumpriu apenas 13 meses na prisão (numa área privada) e foi registado como agressor sexual. As alegadas vítimas não foram informadas do acordo com a justiça, pelo que não conseguiram recorrer da decisão.

No início deste ano, contou a BBC, um juiz da Florida considerou que houve uma infração da legislação, uma vez que as vítimas não foram informadas, pelo que está neste momento a ser avaliada a possibilidade de manter ou não o acordo que livrou o milionário de uma pena mais pesada. Esta decisão levou a Casa Branca a dizer, em fevereiro, que estava a investigar o papel de Alexander Acosta no caso enquanto era promotor dos EUA.

TP, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Violência policial é uma das principais causas de morte de jovens negros nos EUA

A violência policial é uma das principais causas de morte entre jovens nos Estados Unidos, com os negros a terem 2,5 vezes mais hipóteses de serem mortos do que os homens brancos. O estudo, publicado este …

A Volocopter apresenta o seu táxi voador mais potente (e já andou no ar)

https://vimeo.com/355573555 Desde 2013 a Volocopter tem vindo a aprimorar o seu projeto de táxi voador. Desta vez, o design é mais redondo, mais simples e mais potente. O Volocopter é uma aeronave 100% elétrica que os criadores …

Israel desenvolve terapia à base de ecstasy para tratar stress pós-traumático

O Ministério da Saúde israelita desenvolveu uma terapia à base de MDMA - o componente ativo da metanfetamina popularmente conhecida como 'ecstasy' - para tratar pessoas que sofrem de stress pós-traumático resistente. Num entrevista sobre a …

Quaresma de saída do Besiktas. "Presidente não me quer na equipa"

Revelação feita pelo jogador, no Instagram: "Acabei de ser informado pelo presidente do clube que ele não quer que eu continue a jogar na equipa. Estou a tentar encontrar solução para o meu futuro". O internacional …

O Dr. House português diz que 90% dos médicos só fazem "fantochadas"

É conhecido como o Dr. House português, numa referência à série televisiva norte-americana, pela forma como faz diagnósticos certeiros. E Vítor Brotas que trabalha no Hospital dos Capuchos, em Lisboa, admite que é "um médico …

Homem morre após ataque de vespas asiáticas. É a segunda morte por picadas de insecto em 2 dias

Um homem de 79 anos de idade morreu nesta sexta-feira em Oliveira do Bairro, Aveiro, após ter sido atacado por vespas asiáticas. Dois dias antes, outro homem de 50 anos faleceu na região da Beira …

Polícia antimotim dispersa manifestantes em Hong Kong com gás lacrimogéneo

A polícia antimotim de Hong Kong carregou hoje com gás lacrimogéneo sobre manifestantes que tinham erigido uma barricada no bairro de Kwun Tong, no Este da antiga colónia britânica. Embora os protestos tenham decorrido de forma …

Eleições. CDU vai manter campanha clássica, mas dispensa o "lombo assado"

O chefe do maior partido da Coligação Democrática Unitária (CDU), que junta comunistas e ecologistas, assumiu enfado com carne assada nas jornadas e ações de esclarecimento pelo país, mas garante uma campanha eleitoral nos cânones …

Bloco quer mais funcionários públicos e quotas por raça nas universidades

O BE afirma, no programa eleitoral disponibilizado hoje na íntegra, que "é o partido que quer e pode impedir uma maioria absoluta", um resultado nas eleições legislativas que faria Portugal "voltar ao passado da arrogância …

Balas com defeito que encravam armas. PSP confirma, mas diz que não é um problema

A Polícia de Segurança Pública (PSP) confirma que estão a ser utilizadas algumas balas com defeito que até encravam as armas, nos treinos dos candidatos a agentes na Escola Prática de Polícia. Mas garante que …