/

Mergulhadores encontram restos mortais de soldado medieval num lago da Lituânia

(dr) A. Matiukas

Há mais de 500 anos, o cadáver de um soldado medieval assentou no fundo de um lago na Lituânia. Durante séculos, permaneceu escondido sob a lama.

Uma equipa composta por arqueólogos e mergulhadores encontrou os restos mortais de um soldado medieval no fundo do lago Asveja, na Lituânia. Além do cadáver consideravelmente conservado, os especialistas descobriram alguns pertences, entre eles uma espada e roupa.

Citada pelo Live Science, a arqueóloga Elena Pranckėnaitė, da Universidade Klaipėda, na Lituânia, disse que as correntes de água terão depositado sedimentos que, com o tempo, cobriram os restos morais do soldado.

Cientistas da Faculdade de Medicina da Universidade de Vilnius, também na Lituânia, examinaram o corpo e relataram que a pessoa em questão era do sexo masculino e morreu no século XVI. Não se sabem, ainda, as causas da morte. Os pertences recuperados no fundo do lago apontam para a situação militar do homem.

Pranckėnaitė informou que já foram encontrados restos mortais de soldados na Lituânia, mas esta é a primeira vez que um soldado medieval é encontrado debaixo de água.

A Dubingiai Bridge, uma das maiores pontes de madeira ainda em uso na Lituânia, foi construída em 1934, e as suas vigas deterioradas estão agora a ser substituídas por postes de metal. Foi durante a obra que os mergulhadores fizeram esta descoberta, a cerca de 9 metros de profundidade.

“Por enquanto, presumimos que os restos mortais descobertos podem estar relacionados com a antiga ponte, um caminho até ao castelo Dubingiai, que ficava no topo de uma colina na margem do Lago Asveja”, disse Pranckėnaitė.

Esta descoberta “é realmente ‘recente’ e os dados precisam ainda de ser analisados ​​cuidadosamente”. “Esperamos ‘contar a história’ deste soldado em, pelo menos, um ano”, rematou.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.