Restos mortais de homem-elefante podem ajudar a desvendar causas do cancro

YT/Mrs. Joseph Merrick

-

Uma análise dos restos mortais de Joseph Carey Merrick, mais conhecido como o “Homem-Elefante”, pode ajudar a desvendar as causas do cancro, afirmam cientistas britânicos.

Nascido em Inglaterra em 1862, Merrick sofria de uma forma severa de uma doença que provocava o crescimento excessivo dos seus ossos e tecidos.

O apelido “Homem Elefante” resultou das deformidades físicas decorrentes de sua condição que, não raro, atraíam o olhar de curiosos na segunda metade do século 19 e o tornaram numa celebridade na Grã-Bretanha vitoriana.

Antes de morrer, aos 27 anos, Merrick doou o seu corpo à ciência, mas, até hoje, pouco se sabe sobre as causas de sua doença. Tentativas anteriores de extrair o seu ADN fracassaram, uma vez que seu esqueleto ainda estava a ser higienizado.

Agora, com a ajuda de novas tecnologias, cientistas da Universidade Queen Mary, em Londres, onde o esqueleto do inglês está armazenado, acreditam que a rara condição do “Homem Elefante” possa ajudá-los a entender como as células cancerígenas se formam.

“Merrick sofria de uma doença que provocava o crescimento excessivo de partes de seu corpo – daí a comparação com um elefante”, explica à BBC o professor Richard Trembath, coordenador do estudo.

“Mas outras partes do seu corpo apresentavam uma aparência normal e isso revela muito sobre os fundamentos da formação da célula, ou seja, como uma célula cresce e quando ela para de crescer”, acrescenta.

O estudo teve início há pouco tempo, mas os cientistas já demonstram entusiasmo com as possibilidades das descobertas.

“Não acredito que o estudo leve à cura do cancro, mas penso que ampliará o nosso conhecimento sobre a má formação celular”, prevê Trembath.

Do circo à corte

Joseph Merrick foi uma figura bastante conhecida na Inglaterra vitoriana. Vítima de humilhações públicas e rejeitado pela madrasta devido à sua aparência física, decidiu sair de casa ainda adolescente.

Sem dinheiro, sobreviveu de pequenos trabalhos em apresentações circenses, nas quais era anunciado como uma das atrações de shows de aberrações.

Rapidamente, rumores sobre a sua condição espalharam-se pelo Reino Unido e atraíram a atenção da alta sociedade vitoriana.

Alexandra da Dinamarca, futura rainha consorte, interessou-se pelo caso, fazendo com que outros membros da Corte também partilhassem o mesmo interesse.

Devido à sua popularidade, Merrick chegou a tornar-se próximo da Rainha Vitória (1819-1901), trisavó da atual Rainha Elizabeth II de Inglaterra.

Durante muito tempo, os médicos acreditaram que o inglês sofria de um tipo raro de elefantíase, mas pesquisas recentes concluíram que Merrick teria sido portador da Síndrome de Proteus, cujas causas ainda não são totalmente conhecidas.

A doença, que deriva do nome do deus grego capaz de assumir formas monstruosas, consiste no crescimento exagerado e patológico da pele.

Em 1980, a vida de Joseph Merrick foi tema do filme O Homem Elefante, realizado por David Lynch e protagonizado por Anthony Hopkins.

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Revelada causa da morte de 300 elefantes no Botsuana

O Governo do Botsuana anunciou, esta segunda-feira, que uma cianobactéria foi a causa da misteriosa morte de cerca de 300 elefantes no Botsuana em meados deste ano. A causa da morte dos paquidermes foi determinada após …

Cavani: brasileiros com milhões... mas pessimistas

O Grémio estabelece quatro parcerias para contratar o uruguaio. No entanto, a direção do clube não acredita que Cavani se vai mudar para Porto Alegre. "Na vida, se não conversas, nada sabes. Até pode surgir uma …

Ministério da Saúde indiano sem dados sobre médicos que morreram de covid-19. Associação fala em 382 óbitos

Depois de o Ministério da Saúde indiano ter afirmado esta semana que o não dispõe dos dados sobre os profissionais de saúde que morreram devido à covid-19, a Associação Médica do país publicou uma lista …

Chega apresenta proposta que prevê castração química para pedófilos

O projeto de revisão constitucional do Chega, entregue hoje no parlamento, prevê a remoção dos órgãos genitais a criminosos condenados por violação de menores, algo que em si mesmo encerra dúvidas de conformidade com a …

Fluminense: as derrotas pós-Evanilson e as quatro ausências de Fred

O reforço do FC Porto deixou a equipa brasileira que, desde essa transferência, contabiliza mais derrotas do que vitórias. A instabilidade de Fred não ajuda. Portugal continua mais atento ao Flamengo do que ao Fluminense, mesmo …

MP suíço pede 28 meses de prisão para presidente do PSG e 3 anos para Valcke

O Ministério Público suíço pediu, esta terça-feira, uma pena de 28 meses de prisão para Nasser Al-Khelaïfi, presidente do Paris Saint-Germain, e de três anos para Jérôme Valcke, antigo número dois da FIFA. Trata-se dos primeiros …

Empresa japonesa cria lâmpada UV inócua para humanos que inativa coronavírus

Uma empresa japonesa desenvolveu uma lâmpada de radiação ultravioleta que inativa o novo coronavírus, recorrendo a um comprimento de onda que um estudo científico diz ser inócuo para os seres humanos. A lâmpada Care 222 foi …

Trump pede à ONU atribuição de sanções à China por ter "ocultado factos relevantes"

O Presidente dos EUA, Donald Trump, exortou hoje as Nações Unidas a “pedirem responsabilidades à China” pela sua atuação na fase inicial da expansão da pandemia de covid-19. Na sua intervenção durante o debate geral da …

Há um "clima de medo e insatisfação" nas Forças Armadas, diz Associação de Sargentos

O presidente da Associação Nacional de Sargentos (ANS), Lima Coelho, disse à Rádio Renascença que se vive um "clima de medo e insatisfação nas Forças Armadas", que inclui ameaças, avaliações injustas, demora excessiva das reclamações …

Teletrabalho e questões ambientais são prioridade para o PS no início da sessão legislativa

A líder parlamentar do PS afirma que duas das principais prioridades da sua bancada no início da presente sessão legislativa vão passar pela regulamentação do teletrabalho e pela aprovação de uma lei de bases do …