Restos de uma antiga supernova encontrados no fundo do Pacífico

U. Texas / CXC / NASA

As observações do remanescente da supernova G299.2-2.9 pelo Chandra revelam informações importantes sobre este objeto.

Observações do remanescente da supernova G299.2-2.9 pelo Chandra

Uma equipa de investigadores da Universidade Técnica de Munique encontrou indícios de ferro de uma supernova em núcleos de sedimentos extraídos do fundo do Oceano Pacífico.

A descoberta foi feita por uma equipa de investigadores alemães e austríacos, liderada pelo físico Peter Ludwig, quando analisava a composição do fundo do oceano para estudar bactérias magnetotacticas.

Estes microorganismos, capazes de se orientar e movimentar ao longo de linhas geomagnéticas, absorvem metais como o ferro, e abrem portas ao estudo dos misteriosos campos magnéticos da Terra.

Surpreendentemente, os cientistas descobriram que várias das amostras que recolheram do fundo do Oceano Pacífico continham 60Fe, o isótopo ferro-60 — uma forma de ferro que não é comum encontrar na Terra.

Num artigo publicado no início do mês na Proceedings of the National Academy of Sciences, a equipa de investigadores descreve a forma como analisou as amostras do fundo do oceano, e explica porque acredita terem origem numa supernova.

Algumas das amostras continham apenas alguns átomos de 60Fe, mas outras tinham inúmeros agrupamentos de moléculas.

(dr) Universidade Técnica de Munique

Amostras do isótopo ferro-60 encontrado nos restos fossilizados de bactérias magnetotaticas

Amostras do isótopo ferro-60 encontrado nos restos fossilizados de bactérias magnetotaticas

Segundo os cientistas, a presença de ferro-60 implica que algum evento cósmico violento – como a explosão de uma supernova ou o impacto de um meteoro – depositou o metal raro na nossa vizinhança.

“O 60Fe é extremamente raro no nosso planeta, e tem uma vida média de cerca de dois milhões e meio de anos, pelo que o 60Fe que pudesse estar presente na altura da formação da Terra já desapareceu.

O ferro trazido para a Terra por meteoros é normalmente encontrado em magnetites ou silicatos, que não se encontravam presentes nas amostras de 60Fe absorvido pelas bactérias magnetotacticas.

Tal parece indicar com clareza que “o 60Fe encontrado no fundo do Pacífico é mesmo proveniente da explosão de uma supernova próxima, provavelmente há cerca de um milhão de anos atrás”, explicam os investigadores numa nota de imprensa da Universidade Técnica de Munique.

“Não há na Terra nenhum mecanismo natural de produção deste radioisótopo, pelo que encontrar 60Fe em depósitos terrestres é uma prova directa de deposição de material de uma supernova no nosso sistema solar”, explicam os investigadores.

Seremos um dia capazes de chegar às estrelas? Talvez, mas entretanto, parece que as estrelas vão chegando até nós.

AJB, ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Na realidade, tudo o que é mais pesado que o ferro foi sintetizado em supernovas!!
    E tudo o que aqui temos mais pesado que o hélio foi fabricado em estrelas.

Há uma planta que evoluiu para se "esconder" do Homem

Uma planta utilizada na medicina tradicional chinesa evoluiu, mudando a própria pigmentação, para se tornar menos visível ao Homem, sugere uma nova investigação, dando conta que em causa está uma estratégia de sobrevivência. O estudo, …

Luz verde. PAN abstém-se e garante aprovação do OE2021

A votação final global do Orçamento do Estado para 2021 acontece esta quinta-feira no Parlamento. A sua aprovação está garantida devido à abstenção do PCP, PEV e PAN, apesar do voto contra do Bloco de …

Mais de 500 funcionários públicos vão ajudar SNS. Camas de cuidados intensivos podem chegar às 1.000

A ministra da Saúde, Marta Temido, anunciou, em entrevista ao Público e à Renascença, que mais de 500 funcionários públicos vão integrar as equipas de rastreio do Serviço Nacional de Saúde (SNS). Na entrevista conjunta ao …

Erro de fabrico levanta questões sobre vacina de Oxford

A AstraZeneca e a Universidade de Oxford reconheceram esta quarta-feira um erro de fabrico que está a levantar questões sobre os resultados preliminares e a eficácia da sua vacina experimental contra a covid-19. O comunicado, onde …

Partiu o "mais humano dos deuses" quando tentava mudar de vida. 9 ambulâncias socorreram Maradona, mas foi em vão

A Argentina está em choque com a morte de Diego Armando Maradona. O coração de El Pibe não aguentou numa altura em que estava a tentar mudar de vida, com exercícios físicos, dieta e a …

Manter o ar de casa limpo pode reduzir a probabilidade de propagar covid-19

Além das precauções atualmente recomendadas, garantir que o ar em espaços interiores esteja o mais limpo possível também pode ajudar a reduzir a probabilidade de propagar o novo coronavírus. A grande maioria da transmissão do SARS-CoV-2 …

Navio australiano filma meteoro a desintegrar-se no céu da Tasmânia

O navio de pesquisa científica da CSIRO capturou imagens surpreendentes de um meteoro a desintegrar-se no oceano, muito perto da Tasmânia. Na quarta-feira, o navio de pesquisa científica da CSIRO capturou um meteoro a desintegrar-se no …

Afinal, o Espaço não é assim tão escuro. Há brilho de origem desconhecida

Uma equipa de cientistas usou a New Horizons para medir a luminosidade do Espaço profundo e os resultados surpreenderam-na. Há muito tempo que os cientistas tentam perceber qual a luminosidade do Espaço, se lhe retirarmos todas …

Meteorito atinge casa de homem indonésio e transforma-o em milionário

O caso insólito aconteceu em Kolang, na Sumatra do Norte, Indonésia. Um fabricante de caixões de 33 anos encontrou um meteorito no seu jardim, depois deste atingir o telhado da sua casa em agosto. O protagonista …

Há 20 anos que ninguém sabe do paradeiro de dois cadernos de Charles Darwin

Dois dos cadernos do naturalista Charles Darwin, um dos quais com o rascunho da “Árvore da Vida” (1837), estão desaparecidos há cerca de 20 anos e terão sido muito provavelmente roubados, anunciou esta terça-feira a …