Restaurante de José Avillez no Porto vandalizado por grupo pró-palestiniano

belcanto.pt

O chef José Avillez na cozinha do restaurante Belcanto

O restaurante Cantinho do Avillez, no Porto, foi vandalizado esta sexta-feira. O chef português José Avillez esteve recentemente num festival gastronómico em Israel e sofreu pressões para boicotar o evento. Na origem do ataque poderá estar o movimento pró-palestiniano BDS. 

O chef português José Avillez participou esta semana no festival gastronómico Round Tables, que decorre até 26 de novembro em Telavive, Israel. Avillez foi um dos 13 convidados de vários restaurantes internacionais – como o Musket Room, em Nova Iorque, ou o La Bottega, em Génova – para cozinhar em Telavive e regressou este domingo a Portugal depois de uma semana no restaurante anfitrião Nithan Thai.

Todos os chefs presentes foram alvo de pressões por terem decidido participar nesta segunda edição do Round Tables, através de emails e das redes sociais com pedidos para boicotar o festival.

No entanto, na noite de sexta-feira, o restaurante Cantinho do Avillez, no Porto, foi vandalizado com tinta vermelha e papéis colados à porta, com mensagens como “Free Palestina” (“libertem a Palestina” ou “Avillez collaborates with Zionist occupation” (“Avillez colabora com a ocupação sionista”).

Segundo o jornal The Times of Israel, os autores do protesto serão ativistas do movimento pró-palestiniano BDS – Boycott, Divestment and Sanctions (Boicote, Desinvestimento e Sanções), mas o acto ainda não foi reivindicado pelo grupo.

O grupo José Avillez não faz qualquer comentário ao incidente e o Observador avança que José Avillez não vai apresentar queixa.

No seu site, o BDS explica que o festival gastronómico “tenta branquear a violenta repressão dos direitos humanos dos palestinianos por parte de Israel”. O BDS descreve a campanha que organizou nas redes sociais, com mais de “480 tweets e centenas de mensagens nas páginas de Facebook” apelando aos chefs para boicotarem o evento.

Em alguns restaurantes, como o Musket Room de Nova Iorque ou o L’Ami Jean em Paris, houve mesmo manifestações à porta.

O blogue português de solidariedade com a Palestina “Palestina Vence” refere, numa publicação datada de 10 de novembro, que “ativistas contra o regime israelita de ocupação e apartheid lançaram um apelo” por carta a José Avillez, assinado pela Associação Abril, o Coletivo Mumia Abu Jamal, o Comité de Solidariedade com a Palestina, o Conselho Português para a Paz e Cooperação, o Grupo Ação Palestina, o MPPM – Movimento pelos Direitos do Povo Palestino e pela Paz no Médio Oriente, o Panteras Rosa – Frente de Combate à Lesbigaytransfobia e o SOS Racismo.

O Round Tables é uma iniciativa privada patrocinada pelo American Express e em parceria com os ministérios israelitas dos Negócios Estrangeiros e Turismo e a Câmara de Telavive. Yair Bekier, um dos organizadores do evento, contou ao Público que, no ano passado, na primeira edição, dos 300 restaurantes de todo o mundo que contactou “290 disseram que não”, tendo o festival arrancado com sete chefs convidados. O objetivo é levar agora o modelo do festival a outros países, começando possivelmente por Moscovo.

Polícia vai investigar ataque

De acordo com o Diário de Notícias, Avillez decidiu não apresentar queixa mas, dado o suposto contexto político do ataque, a PSP vai investigar o caso e tentar identificar os seus autores.

Fonte policial afirmou ao jornal que se o Ministério Público entender, a investigação pode até passar para a Polícia Judiciária.

Em declarações ao DN, o chef português diz que o que aconteceu no seu espaço no Porto é um “acidente de percurso” e assegura que não está ligado a qualquer apoio político a Israel.

“Se o encontro gastronómico fosse na Palestina iria também. A cozinha israelo-palestiniana interessa-me muito. Da política não percebo. Como dizia o outro, eu é mais bolos“.

ZAP

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. EStamos onde? No seculo 19? O ser humano cada vez está mais retrogrado, não respeita nada nem ninguém. Se as coisas ou os gestos das outras pessoas forem diferentes do pensar deles atacam!! Isso não é democracia, liberdade. Esta gente se não está bem que vá p/ a terra deles, Não venham mandar na terra dos outros nem nas coisas dos outros. Voçês são bichos, não são gente.

  2. Malditos sejam os nazis islamo-fascistas desde seculo 8º ! Seguindo um falso profeta maomé suíno e macacoide, e seguindo o falso-corão ou falso-quran que não é mais do que o mein kampf do nazi islamo-fascismo.

  3. Estes movimentos em nada se distinguem dos movimentos anti-semitas anteriores a 1939, que desebocaram no holocausto.
    Se a preocupação com o povo palestiniano é valida, deveriam protestar também com os corruptos dirigentes da fatha e do hamas. E já agora, aproveitando o embalo, protestavam também contra a brutal ocupação do tibete pela china, do Sahara Ocidental por Marrocos, etc. etc. etc.

  4. A atitude de José Avilez é de uma enorme dignidade. Demonstra que não confunde a nuvem com Juno e, como tal põe um ponto final no assunto.

  5. Afinal os atacantes só demonstraram que a razão deles é só à base da força e do terrorismo típico das várias etnias árabes que até entre eles próprios se guerreiam e nunca se conseguem entender, como poderão eles entender os outros!.

RESPONDER

Maior ameaça ao crescimento português vem de Espanha

Diz o ditado popular que de Espanha nem bom vento, nem bom casamento. Mas, na verdade, o crescimento económico do país vizinho tem contribuído para puxar pela economia portuguesa. Agora, quando se prevê um abrandamento …

Cabo Verde esteve sem Internet durante 24 horas

O arquipélago de Cabo Verde voltou a ter acesso à Internet na tarde desta sexta-feira, cerca de 24 horas depois de uma instabilidade provocada por falhas no fornecedor internacional do serviço. O país tinha ficado sem …

Ventura em operação de charme no Porto depois de um atraso muito criticado no Parlamento

O deputado André Ventura, eleito pelo Chega, tem agendada para este sábado uma verdadeira operação de charme no Porto, com encontros com o presidente da Associação Comercial do Porto e com apoiantes do partido. Iniciativas …

Assistente social acusada de maltratar 14 crianças em centro de acolhimento

O Ministério Público (MP) acusa uma mulher de 46 anos, que era assistente social e diretora técnica de um centro de acolhimento na Maia, no distrito do Porto, de maltratar 14 crianças nesta instituição. De …

Marcelo não vê razão de preocupação com empresas portuguesas de Isabel dos Santos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira ter sinais de que não há razão para preocupação nos setores económicos e empresas portuguesas nas quais a Isabel dos Santos está a vender …

Mina de lítio em Montalegre. "Impactes negativos minimizáveis” e 370 empregos

O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) da concessão de exploração de lítio, em Montalegre, conclui que o projeto possui “impactes negativos” que, no entanto, “não são significativos”, “são minimizáveis” e de “abrangência local”. O EIA do …

Cristas faz o mea culpa e abandona o congresso. Corrida à sucessão faz-se a cinco

O 28.º congresso nacional do CDS arrancou este no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro com o discurso da líder demissionária Assunção Cristas, que fez uma espécie de mea culpa e agradeceu aos centristas …

Sérgio Conceição sai do FC Porto no fim da época

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, deixará o comando dos dragões no final da temporada. A derrota em casa com o Braga terá ditado a saída do técnico azul e branco. O técnico do FC …

Joacine quer mais direitos para deputados sem partido. "Está a antecipar" o futuro

A deputada Joacine Katar Moreira, do partido Livre, defendeu esta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos. A deputada única do Livre assumiu esta posição no final de uma reunião do …

França confirma 3 casos de coronavírus chinês. Já chegou à Austrália e Malásia

Depois de França ter confirmado três pessoas infetadas com o novo coronavírus oriundo da China, também a Austrália e Malásia reportaram casos. As autoridades da Malásia anunciaram este sábado terem registado os primeiros três casos de …