/

Um passo atrás. Republicanos chegam a acordo com democratas para clarificar resultado eleitoral no Michigan

Depois de um impasse que atrasou a atribuição dos 16 delegados de Michigan no Colégio Eleitoral, os fiscais eleitorais republicanos chegaram a acordo com os democratas e a vitória de Joe Biden foi confirmada.

Depois de inicialmente terem recusado certificar as contagens de votos no condado de Wayne, os fiscais republicanos recuaram na sua posição e fizerem um pacto de última hora com os democratas.

O compromisso pôs fim à batalha política em torno dos resultados eleitorais na região e desbloqueou a atribuição dos 16 votos de Michigan no Colégio Eleitoral. Segundo as projeções, Joe Biden venceu no Estado norte-americano, com uma margem de 2,7 % em relação ao republicano Donald Trump.

A equipa da campanha republicana tinha alegado irregularidades na contagem de votos na sede do condado de Detroit, mas as autoridades municipais negaram todas as acusações vigorosamente. O impasse chegou a ser celebrado pelo ainda Presidente dos EUA, que o considerou na rede social Twitter “uma coisa linda”.

Mesmo sem certificação dos votos antes da reunião do colégio eleitoral, em dezembro, os partidários de Trump pretendiam que fossem as autoridades do Estado do Michigan, que são maioritariamente republicanas, a nomear os delegados eleitorais do Estado. Esta medida foi alvo de críticas por parte de vários especialistas.

Para além disso, vários legisladores chave do Partido Republicano reconheceram a vitória de Joe Biden e anunciaram não ter a intenção de intervir na estratégia.

Com uma clara falta de apoio, os fiscais republicanos avançaram para um acordo que permitiu a certificação dos resultados, a que se juntou um pedido para que o gabinete da secretária de Estado, Jocelyn Benson, conduza uma auditoria abrangente às contagens de votos.

Benson considerou, em declarações à CNN, ter vencido “a verdade”. “A evidência é clara, não houve irregularidades, não houve fraude generalizada e, de facto, aconteceram simplesmente pequenos erros de secretaria”, acrescentou.

“Fizeram a coisa certa, cumpriram o seu dever”, rematou a secretária de Estado do Michigan.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.