Reparada avaria no Grande Colisionador de Hadrões

azure_radiation / Flickr

Detalhe do LHC, Large Hadron Collider, acelerador de partículas do CERN

Detalhe do LHC, Large Hadron Collider, acelerador de partículas do CERN

A avaria verificada há cerca de duas semanas no maior acelerador de partículas do mundo, e que o impedia de funcionar, foi reparada esta terça-feira, informou hoje a Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear/CERN.

“Estamos confiantes em voltar a por a máquina a funcionar, no fim de semana, uma vez que todos os testes têm sido, até agora, bem-sucedidos”, indicou, citado em comunicado, o diretor dos aceleradores e de tecnologia do CERN, Frédérick Bordry.

A avaria, nos circuitos de ímanes do acelerador, foi detetada a 21 de março. Três dias depois, o CERN, do qual Portugal é um dos países-membros, anunciou que a sua reparação poderia demorar “alguns dias ou várias semanas”.

Apesar do contratempo, o CERN mantém para junho a retoma da colisão de protões, mas com o dobro da energia, depois de uma paragem técnica de mais de dois anos para melhoramentos, que estão agora a ser testados.

No comunicado divulgado esta quinta-feira, a organização refere que as equipas “procedem aos últimos testes”, após a resolução, na terça-feira, de “um problema que atrasou a retoma do acelerador”, e acrescenta que “os primeiros feixes [de partículas] poderão circular na máquina entre sábado e segunda-feira”.

O Grande Colisionador de Hadrões (LHC, na sigla inglesa) parou em fevereiro de 2013 para revisão, depois de ter confirmado a existência do Bosão de Higgs, também conhecido como “partícula de Deus”, que, para os físicos, é considerada a chave mestra da estrutura fundamental da matéria.

O Bosão de Higgs valeu, nesse ano, o Prémio Nobel da Física para a dupla François Englert (belga) e Peter Higgs (britânico).

O acelerador de partículas, quando voltar a estar totalmente operacional, vai funcionar com o dobro da energia e com feixes mais intensos.

Os cientistas do CERN esperam descobrir novas partículas, que poderão alterar a compreensão do Universo, e irão sondar a supersimetria, um conceito teórico batizado como “Suzy” que procura explicar a matéria escura, matéria invisível que compõe cerca de um quarto de toda a matéria e energia do Universo e que manifesta a sua presença através dos efeitos gravitacionais que exerce sobre a matéria visível, como as galáxias e as estrelas.

Feixes com mil milhões de protões, e lançados a uma velocidade muito próxima da luz, vão circular no interior do LHC, um túnel circular escavado no subsolo e com 27 quilómetros de comprimento, situado na fronteira franco-suíça.

As melhorias introduzidas este ano na máquina vão permitir explorar o potencial do acelerador na física para o período 2016-2018.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A Terra em 4K. Empresa vai transmitir vídeos do Espaço em tempo real

A empresa Momentus assinou um novo contrato que fornecerá transporte e implementação no Espaço para a Sen, uma empresa britânica que está atualmente a construir um serviço de streaming de vídeo 4k e em tempo …

Hertz abre falência nos Estados Unidos, mas sobrevive em Portugal

O presidente executivo da Hertz Portugal afirmou esta quarta-feira que, apesar do inevitável “dano reputacional”, a falência da empresa nos EUA não afeta a sua atividade no país, onde opera de forma “independente” em regime …

Sintomas da doença de Lyme podem ser perigosamente confundidos com covid-19

Alguns dos sintomas característicos da doença de Lyme podem ser confundidos com covid-19. Isto pode trazer sérias consequências devido ao diagnóstico tardio da doença. Quando doenças semelhantes a uma gripe se desenvolvem em pessoas que passam …

Revelada a lotação máxima de várias praias portuguesas

Em contexto de pandemia de covid-19, o número de banhistas que pode entrar numa determinada praia será controlado. Foi revelada a lotação máxima das praias para as regiões do Algarve (Barlavento e Sotavento) e de …

Café na Coreia do Sul contrata um robô-barista para evitar a propagação da covid-19

O café Daejon, na Coreia do Sul, "contratou" um barista-robô para servir bebidas aos seus clientes, tentando evitar assim a propagação da pandemia de covid-19, que já matou mais de 350 mil pessoas em todo …

Incêndios: PSD aponta falta de meios aéreos e avisa que covid-19 não justifica atrasos

O PSD apontou hoje falta de meios aéreos de combate a incêndios no terreno e acusou o Governo de ter ficado "aquém" nas reformas e mudanças na floresta, avisando que a pandemia de covid-19 não …

Lançamento da SpaceX adiado devido ao mau tempo

O lançamento da SpaceX, que estava previsto para hoje, foi adiado devido às condições meteorológicas. Haverá uma nova tentativa no sábado, às 20h22 de Lisboa. O esperado era que a SpaceX lançasse esta quarta-feira dois astronautas …

"Não consigo respirar". Protestos nos EUA pela morte de homem negro às mãos da polícia

Milhares de pessoas protestaram, esta terça-feira à noite, em Minneapolis, cidade no estado norte-americano do Minnesota, contra a morte de George Floyd, um homem negro que acabou por falecer depois de um episódio com a …

Um em cada três americanos não acredita que o azeite vem das azeitonas

Um terço dos norte-americanos entrevistados numa sondagem disse não acreditar ou não ter certeza de que o azeite vem das azeitonas. O produto alimentar é usado por menos de metade das famílias do país. Uma sondagem …

A pandemia separou casais de namorados. Dinamarca abre fronteiras a quem prove estar numa relação

Esta segunda-feira, a Dinamarca diminuiu o controlo na fronteira com outros países nórdicos e com a Alemanha para que casais transfronteiriços, separados pela pandemia, se reencontrem. A partir desta segunda-feira, os casais separados pela pandemia podem …