Rendas das casas voltam a subir no próximo ano

(dr) Google Maps

O aumento do preço das rendas no próximo ano, que deverá ser confirmado no próximo mês, dará continuidade a uma tendência a que se tem assistido nos últimos anos — com exceção de 2021. Subida deve ser apenas superior ao registado em 2016, que se cifrou nos 0,16%.

As rendas das casas deverão sofrer um aumento já a partir do próximo mês de janeiro, depois de terem estagnado ao longo deste ano. A subida será, de acordo com dos dados disponíveis atualmente, ligeira.

No mês passado, a taxa de inflação deu um salto, chegando a 1,5% de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), estando a variação média dos preços (índice de Preços do Consumidor) nos últimos 12 meses nos 0,36%. Excluindo a habitação, fixou-se em 0,29% em julho, de acordo com os dados preliminares do INE.



Em falta, tal como aponta o ECO, está a evolução neste mês, o que permitirá saber, oficialmente, qual será a evolução em 2022, apesar de já ser possível avançar com a grande probabilidade de o próximo ano ser sinónimo de agravamentos dos encargos para quem não é proprietário. Este ano, a taxa média dos preços sem habitação apresentou de forma consistente valores positivos, pelo que seria necessária uma quebra acentuada este mês para o resultado ser diferente.

De acordo com os dados dos últimos anos, a evolução dos preços neste oitavo mês do ano tende a não provocar grandes alterações à média dos 12 meses anteriores. No entanto, será preciso esperar até ao final de agosto — altura em que o INE revela uma estimativa rápida referente a agosto — para saber o valor real da variação média dos últimos 12 meses, que deverá sugerir o sentido da subida das rendas. O valor final da inflação será revelado em meados de setembro.

O aumento do preço das rendas no próximo ano, que deverá ser confirmado no próximo mês, dará continuidade a uma tendência a que se tem assistido nos últimos anos — à exceção deste. Em 2020, a pandemia ditou uma queda nos preços que acabou por fazer com que a inflação média, excluindo a habitação, tivesse chegado ao final de agosto abaixo de 0%. Ou seja, não permitiu uma atualização das rendas em 2021 como nos anos anteriores.

A estagnação das rendas em 2021 aconteceu depois da subida de 0,51% das rendas registada em 2020, do aumento de 1,15% em 2010, do de 1,12% em 2018, 0,54% em 2017 e de 0,16% nas rendas em 2016 — o aumento de 2022 será, à partida, apenas superior ao registado em 2016. Tal como acontece este ano, também em 2015 as rendas tinham ficado congeladas.

  ARM, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Sentido de voto do PAN "está em aberto" e depende do Governo

O sentido de voto do PAN na proposta Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) está em aberto. Tudo depende do Governo. A porta-voz do PAN – Pessoas-Animais-Natureza, Inês de Sousa Real disse esta segunda-feira “estar …

Afinal, a lua afecta ou não o nosso sono? Novo estudo dá mais pistas

A influência do ciclo lunar no sono já é uma hipótese há muito estudada e um novo estudo sugere que o seu efeito é diferente entre homens e mulheres. Há vários factores que tendem a deixar-nos …

O secretário-geral do PS e primeiro-ministro, António Costa

O maior susto do atual Governo? Em clima de tensão orçamental, Costa convoca reunião extraordinária no PS

As negociações decisivas para a aprovação do Orçamento do Estado decorrem esta semana, mas António Costa decidiu convocar um dos órgãos mais restritos do PS para uma reunião que não fazia parte do calendário. A …

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

Agenda de Marcelo mantém-se, mas pode ser cancelada se OE2022 chumbar

Para já, Marcelo Rebelo de Sousa vai manter a agenda. No entanto, o Presidente da República já avisou o staff em Belém que tudo pode ser cancelado se o Orçamento do Estado para 2022 for …

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins

Dia N, de negociações. Bloco de Esquerda reúne-se com Governo e tem "abertura" para negociar

António Costa tem duas provas de fogo esta terça-feira: o primeiro-ministro lidera a delegação do Governo que vai encontrar-se em separado com o Bloco de Esquerda e com o PCP. Depois de na segunda-feira ter enviado …

Nos próximos cem anos, o gelo do Ártico pode desaparecer e, com ele, os ursos polares

Cientistas esperam que o chamado "gelo de verão" venha a desaparecer por volta do ano de 2100 e com ele muitas das espécies que habitam na região do Ártico. O gelo que preenche o mar …

Num momento único, astrónomos viram uma anã branca a "ligar e desligar"

Pela primeira vez, uma equipa de astrónomos usou o Transiting Exoplanet Survey Satellite (TESS) para ver uma anã branca a desligar e ligar abruptamente.  Em astronomia, uma anã branca é um remanescente estelar composto principalmente por …

Pela primeira vez, o Princípio da Equivalência de Einstein foi verificado em quasares

Investigadores conseguiram medir o desvio para o vermelho gravitacional em quasares e assim estender o teste a regiões muito distantes de onde a luz foi emitida quando o nosso Universo era jovem. De acordo com a …

Cogumelos laminados

O consumo de cogumelos pode diminuir o risco de depressão

Além de reduzirem o risco de cancro e morte prematura, os cogumelos podem beneficiar a saúde mental de uma pessoa. Uma equipa de investigadores da Faculdade de Medicina de Penn State, nos Estados Unidos, analisou dados …

Os hipopótamos de Pablo Escobar começaram a ser esterilizados

O grupo de hipopótamos, mais uma parte do indesejado legado deixado na Colômbia pelo traficante de droga Pablo Escobar, está a ser esterilizado. Quando o Cartel de Medellín estava no seu auge, Pablo Escobar gastou parte …