Reitor da Universidade Fernando Pessoa julgado por desvio de 3 milhões

(dr)

Salvato Trigo, reitor da Universidade Fernando Pessoa

Salvato Trigo, reitor da Universidade Fernando Pessoa, está a ser julgado por crime de infidelidade, um ilícito punido “com pena de prisão até três anos ou com pena de multa”. O dinheiro da instituição terá sido canalizado para uma empresa, cujos sócios são o próprio reitor, a mulher e os dois filhos.

O reitor da Universidade Fernando Pessoa, Salvato Trigo, está a ser julgado desde outubro, à porta fechada, no Tribunal Judicial da Comarca do Porto por desvio de “pelo menos” três milhões de euros da Fundação Ensino e Cultura Fernando Pessoa, que detém a instituição privada de ensino.

De acordo com o jornal Público, a acusação refere vários esquemas que o reitor terá montado para obter grandes quantias de dinheiro da fundação que detém a universidade, dinheiro esse canalizado para uma empresa em nome do próprio, da sua mulher e dos dois filhos.

Salvato Trigo responde assim pelo crime de infidelidade, um ilícito punido “com pena de prisão até três anos ou com pena de multa”, mas garante que a “acusação é completamente falsa” e insiste na presunção de inocência.

Um dos negócios em causa foi a compra de uma casa contígua à reitoria, que alberga hoje a Escola de Pós-Graduações da Instituição. O imóvel foi comprado pela empresa da família, a Erasmo, com um empréstimo de 1,2 milhões da universidade.

Denunciado pela Ordem dos Contabilistas Certificados, o caso já foi averiguado por um juiz de instrução que considera provável a condenação devido à existência de documentos que comprovam a acusação. Além disso, a Polícia Judiciária fez perícias financeiras que também suportam a acusação.

A sociedade Erasmo recebia, também, rendas provenientes do aluguer de bares e cantinas da universidade Fernando Pessoa. As entidades que exploravam esses espaços entregaram à família de Salvato Trigo mais de 50 mil euros por ano. Embora as contas fossem pagas pela universidade, o reembolso era entregue à Erasmo e não à fundação.

A ser verdade, o reitor casou “prejuízo patrimonial importante” de forma intencional quando tinha “o encargo de dispor de interesses patrimoniais alheios ou de os administrar ou fiscalizar”.

O Ministério Público pede que a vantagem patrimonial que Salvato Trigo obteve com o crime, estimada em pelo menos 3.033.056 euros, seja declarada perdida a favor do Estado, já que foi obtida “através da prática de um facto ilícito”.

Na sequência da queixa feita ao Ministério Público, em 2011, a Autoridade Tributária decidiu realizar inspeções às contas da fundação, do reitor e da sua mulher, também vice-presidente da fundação, e da Erasmo e, no total, o fisco exigiu mais de 1,4 milhões de euros.

Segundo o Público, os visados impugnaram as cobranças nos tribunais. O jornal encontrou no Tribunal Administrativo e Fiscal do Porto seis processos a correr, todos relativos a impugnações de cobranças da Fazenda Pública interpostos entre 2015 e o ano passado.

A advogada da fundação e da Erasmo recusou prestar declarações ao Público. Já o reitor Salvato Trigo não atendeu o telefone nem respondeu a mensagens.

O Ministério Público está agora a investigar crimes fiscais na Universidade Fernando Pessoa. A informação foi confirmada ao Público pela Procuradoria-Geral da República.

O inquérito, que teve início em 2015, está a correr no Departamento de Investigação e Ação Penal do Porto, que delegou a investigação na Divisão de Processos de Crimes Fiscais das Finanças. O processo já tem vários arguidos constituídos.

  ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Uma vergonha, por isso é que não existe melhores empresas em Portugal, as que existem hoje em dia a trabalhar para o estado são quase todas de gente ligada a estas ou a politicos só com o intuito de gamar o nosso dinheiro pagas a preços de ouro, vergonha das vergonhas,gostava que alguem fizesse um apanhado de todas as empresas que trabalham para o estado e de quem são veriamos a realidade que temos.

RESPONDER

Carlos César acusa BE e PCP de terem preferido "jogos de poder"

O presidente do PS acusou, esta segunda-feira, os partidos de esquerda de terem preferido "os jogos de poder", no seguimento do anúncio de ambos do voto contra o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). "BE e …

O dirigente do PSD Paulo Mota Pinto

Mota Pinto aponta "irresponsabilidade" de marcar diretas. Rangel reforça importância de ter líder "fortemente legitimado"

O dirigente do PSD defendeu, esta segunda-feira, que o partido "está preparado" para legislativas antecipadas, defendendo que estas devem ocorrer "o mais rapidamente possível". Em declarações à agência Lusa, o presidente da Mesa do Congresso e …

EMA aprova terceira dose da vacina da Moderna a partir dos 18 anos

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) deu luz verde, esta segunda-feira, à administração da terceira dose da vacina da Moderna a partir dos 18 anos. Em comunicado, a agência refere que os dados apontam que uma …

Câmara do Porto aprova sistema de videovigilância no centro histórico

Esta segunda-feira, na reunião do Executivo portuense, foi aprovado, com o voto contra da CDU e do BE, o protocolo a celebrar com a PSP para implementação da videovigilância na Baixa do Porto. O presidente da …

Conselho das Finanças Públicas alerta para riscos na TAP e falta de orçamentação para Novo Banco

O Conselho das Finanças Públicas (CFP) alertou esta segunda-feira, numa análise à proposta do Governo para o Orçamento do Estado de 2022 (OE2022), para a possibilidade de se injetar mais dinheiro na TAP e no …

O presidente executivo do Novo Banco, António Ramalho

Novo Banco apresenta nova imagem. "Agora é o renascimento", diz Ramalho

O presidente do Novo Banco disse, esta segunda-feira, que a nova imagem representa o "renascimento" da instituição financeira, que está numa "rota de lucro e rendibilidade". Na apresentação da nova imagem de marca do Novo Banco, …

Governo disponível para suspender caducidade de convenções coletivas "sem limite de tempo"

O Governo está disponível para avançar com a suspensão dos prazos da caducidade das convenções coletivas "sem limite de tempo", disse, esta segunda-feira, no Parlamento a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. A medida foi …

PEV também vota contra o Orçamento do Estado para 2022

O partido ecologista "Os Verdes" (PEV) anunciou, esta segunda-feira, que também vai votar contra o Orçamento do Estado para 2022. Em conferência de imprensa, na Assembleia da República, José Luís Ferreira disse que "o grupo parlamentar …

Governo lamenta decisão do PCP. "Nunca tínhamos ido tão longe como fomos este ano"

O secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares reagiu, esta segunda-feira à tarde, na Assembleia da República, ao anúncio de voto contra do PCP ao Orçamento do Estado para 2022 (OE2022). Na Assembleia da República, Duarte Cordeiro …

Vulcão Cumbre Vieja lança lava, cinzas e fumo em La Palma

Vulcão de La Palma "no auge da atividade". Derrocada parcial do cone revela grande fonte de lava

Uma derrocada parcial do cone do vulcão da ilha de La Palma, nas Canárias, deixou à vista uma grande fonte de lava, segundo o Instituto Vulcanológico das Ilhas Canárias (Involcan). "Estamos no auge da atividade" do …