Reino Unido vai restringir promoções de comida pouco saudável a partir de 2022

O Governo britânico anunciou, na segunda-feira, que vai restringir as promoções e ofertas de alimentos pouco saudáveis a partir de abril de 2022.

De acordo com a agência Reuters, o Reino Unido vai banir as promoções do tipo “compre um, leve dois” para alimentos ricos em gordura, açúcar ou sal, assim como ‘refills’ gratuitos de refrigerantes açucarados nos restaurantes a partir de abril de 2022.

Este é o mais recente passo do Governo britânico para combater a obesidade, já que este é um dos principais problemas de saúde pública a longo prazo do país. Quase dois terços dos adultos em Inglaterra apresentam excesso de peso, e uma em cada três crianças saem da escola primária com excesso de peso ou obesidade.

Segundo a mesma agência noticiosa, também vão ser restringidos os locais onde as lojas poderão publicitar tais produtos, e promoções consideradas não saudáveis não vão ser permitidas em caixas, entradas de lojas ou no final dos corredores.

“Estamos a restringir as promoções e a introduzir uma série de medidas para garantir que a escolha saudável é a escolha fácil. Criar um ambiente que nos ajude a comer alimentos mais saudáveis com mais regularidade é crucial para melhorar a saúde da nação”, disse a ministra responsável pela Saúde Pública, Jo Churchill.

Esta iniciativa junta-se a outras propostas já feitas este ano, nas quais se contempla a proibição da transmissão de publicidade relacionada com comida pouco saudável na televisão antes das 21h00, assim como a proibição total de anunciar este tipo de produtos na Internet.

As autoridades britânicas já reconheceram que as pessoas que sofrem de excesso de peso ou obesidade correm maior risco ao contrair covid-19. Um facto destacado pelo próprio primeiro-ministro, Boris Johnson, que falou publicamente sobre a necessidade de perder peso desde que foi hospitalizado com a doença.

  Filipa Mesquita, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE