/

Regras de testagem nos lares mantêm-se apesar das críticas

1

António Cotrim / Lusa

Apesar de várias críticas à forma como a gestão da pandemia foi feita nos lares, Marta Temido anunciou que as regras de testagem nos lares não se vão alterar.

No fim da reunião do Infarmed, o presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, mostrou-se incrédulo em relação ao facto de não haver mudanças significativas na abordagem aos lares. A ministra da Saúde, Marta Temido, defende que a resposta do Governo tem sido a melhor e, por isso, vai manter a política de testagem nos lares.

“O que tentámos mostrar foi o caminho que temos vindo a percorrer ao longo da pandemia”, disse a responsável pela pasta da Saúde, acrescentando que todas as dúvidas que surgiram no início da pandemia, hoje “têm resposta”.

“Continuamos a responder com meios, com um número de telefone para contactos. Penso que a segurança que podem ter em nós é a de dizermos que temos aqui um problema sério e difícil, de abordagem complexa porque exige um conjunto de meios articuladamente”, disse Temido, citada pelo jornal ECO.

José Luís Carneiro, do PS, revelou que está a ser realizado um estudo sobre os idosos, “que já permite demonstrar algumas das tendências”. O socialista salientou que “há conclusões que precisam de ser confirmadas que indicam que os nossos idosos possam estar até mais seguros em lares”.

Por sua vez, o líder do PSD, Rui Rio, mostra-se mais cético e prefere esperar pelas conclusões do estudo. “O reforço da vigilância nos lares é premente” e “fundamental” para que se possa garantir o “cumprimento das regras”, que ainda podem ser aperfeiçoadas, reforçou o político.

Com Portugal prestes a reentrar em estado de contingência, dia 15 de setembro, as reuniões do Infarmed retomaram esta segunda-feira.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.