Refugiado preso numa ilha escreveu livro pelo WhatsApp (e venceu prémio literário)

Behrouz Boochani / Facebook

O jornalista iraniano Behrouz Boochani

Um jornalista e requerente de asilo detido durante anos pela Austrália recebeu, esta quinta-feira, o mais importante prémio literário do país.

Behrouz Boochani, um jornalista iraniano requerente de asilo e detido durante anos pela Austrália numa ilha do Pacífico, venceu o principal prémio literário do país. O jornalista de origem curda escreveu a obra No Friend but the Mountains: Writting from Manus Prison, através do WhatsApp, no interior do centro de detenção.

O prémio rendeu ao repórter refugiado mais de 60 mil euros. “É um sentimento muito paradoxal”, disse o autor em declarações à BBC, a partir da Ilha de Manus, localizada na Papua Nova-Guiné.

“Sinto-me muito feliz porque conseguimos ter a atenção para este problema e muitas pessoas estão conscientes disso. Por outro lado, sinto que não tenho o direito de celebrar. Tenho amigos que estão a sofrer neste lugar“, referiu.

O jornalista permanece naquela ilha remota porque ainda não está autorizado a entrar na Austrália. Para o futuro, Boochani quer “liberdade, sair desta ilha e começar uma nova vida”.

O livro foi escrito em farsi durante anos e os capítulos foram enviados em mensagens escritas para um tradutor, com recurso ao WhatsApp. “O WhatsApp é como se fosse o meu escritório. Não podemos escrever em papel porque os guardas estavam sempre a atacar e a procurar os nossos pertences”, explicou.

De acordo com a BBC, o jornalista está detido desde 2013, altura em que chegou à Austrália como requerente de asilo o que, até agora, não lhe foi concedido. “Não queria ir para a prisão no Irão e por isso deixei o país, mas a Austrália colocou-me atrás das grades durante anos.”

A viagem de barco entre a Indonésia e a Austrália não correu como planeado e foi detido por tentar entrar sem visto. A lei de imigração do país dita que quem tentar chegar à Austrália por barco em busca de asilo é detido e levado para um campo fora do país – dizem que desta forma evitam as mortes no mar às mãos de traficantes.

Atualmente, o jornalista está em Manu Island, na Papua Nova Guiné, há pelo menos seis anos, juntamente com outros 600 refugiados. Por esse motivo, não conseguiu comparecer na cerimónia de entrega da distinção.

O júri considerou a obra “uma voz testemunhal, um ato de sobrevivência. Um grito pela resistência. Um retro vívido de cinco anos de encarceramento e exílio”.

“Boochani produziu uma impressionante obra de arte e teoria crítica que escapa à simples descrição”, dizem os jurados do galardão. “É um estudo detalhado e crítico e uma descrição do que Boochani denomina como ‘Teoria da Prisão de Manus’ … Ele dá um novo entendimento tanto das ações da Austrália como da própria Austrália”.

ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Computador principal do Hubble deixou de funcionar (e a NASA ainda não sabe porquê)

O Telescópio Espacial Hubble, da NASA, está em "modo de segurança" depois de o computador principal ter deixado de funcionar repentinamente no dia 13 de junho. A 13 de junho, o computador principal do Hubble deixou …

Partilha de dados com a Rússia. Medina ouvido hoje no parlamento

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina (PS), é hoje ouvido no parlamento, a requerimento de PSD e CDS-PP, sobre o caso da partilha de dados pessoais de ativistas russos com a embaixada …

Cientistas descobrem como é que o cérebro nos faz espirrar

Uma equipa de cientistas da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, identificou, em ratos de laboratório, células e proteínas específicas que controlam o reflexo do espirro. "Compreender melhor o que nos faz espirrar - de que …

Casa Branca prevê falha na meta de vacinação de 70% da população até 4 de Julho

A previsão foi avançada esta terça-feira por Jeff Zients, coordenador da resposta norte-americana à pandemia do novo coronavírus. O atraso, ainda que residual, representa um percalço no plano inicialmente proposto pela Administração Biden e justifica-se, …

Revelados segredos da invasão da malária

Como é que os parasitas da malária invadem os glóbulos vermelhos? A microscopia de vídeo de última geração permitiu à equipa do WEHI, na Austrália, ver estes detalhes moleculares essenciais para tratar a doença. Kelly Rogers, …

E agora, Portugal? Depois do Grupo da Morte... Bélgica, Itália, França e Espanha no quadro

Teoricamente, desta vez a seleção nacional ficou claramente do lado mais forte na fase a eliminar do Europeu. Haverá um "escaldante" Inglaterra-Alemanha nos oitavos-de-final. Muitos adeptos portugueses ainda se lembram do golo tardio, noutro jogo, que …

Parlamento Europeu aprova novo estatuto do Provedor de Justiça

O Parlamento Europeu aprovou o novo estatuto do Provedor de Justiça Europeu que vai passar a trabalhar com novas regras, podendo avançar com os próprios inquéritos, prevendo-se também no novo regulamento medidas de proteção para …

Fernando Santos: "Estava a dizer à equipa para se chegar à frente"

Explicação do selecionador nacional, que esteve muito agitado durante os últimos minutos do Portugal-França. Uma primeira parte "excelente" e uma decisão duvidosa da equipa de arbitragem que alterou o resultado perto do intervalo. Fernando Santos começou …

Alemanha 2-2 Hungria | Goretzka salva germânicos no fim

Uma Alemanha impiedosa ao atrevimento da Hungria rendeu hoje um empate a duas bolas, selando a qualificação germânica para os ‘oitavos’ do Euro2020 e a despedida dos magiares no quarto e último lugar do Grupo …

Quase 900 funcionários dos Serviços Secretos dos EUA contraíram covid-19

Aproximadamente 900 funcionários dos Serviços Secretos dos Estados Unidos (EUA) testaram positivo para o coronavírus, de acordo com registos do governo obtidos por um grupo de vigilância. De acordo com os registos, obtidos pela Citizens for …