Detetada uma rede ancestral de rios que fluía em Marte

Novas imagens da Mars Express da ESA mostram um belo exemplo de uma rede de rios secos em Marte, um sinal de que a água fluía na superfície do Planeta Vermelho.

Trata-se de um sistema de vales nas terras altas do sul de Marte, localizado a este da cratera gigante conhecida como Huygens e a norte de Hellas, a maior bacia do planeta.

Com entre 3500 e 4500 milhões de anos de idade, as terras altas do sul são algumas das partes mais antigas e com mais crateras de Marte, onde se observam muitos sinais ancestrais de fluxo de água.

A topografia desta região sugere que a água fluía costa abaixo desde o norte, formando vales de até dois quilómetros de largura e 200 metros de profundidade. Estes vales estão patentes hoje, mesmo após ter sofrido uma erosão significativa desde que se formaram. A erosão é visível em forma de bordas de vales quebradas, amolecidas, fragmentadas e dissecadas, especialmente em vales que se estendem de leste a oeste.

Este tipo de estrutura dentrítica também é observado em sistemas de drenagem na Terra. Um exemplo particularmente bom é o rio Yarlung Tsangpo, que serpenteia desde a sua nascente no Tibete ocidental através da China, Índia e Bangladesh.

No caso desta imagem de Marte, divulgada pela ESA, estes canais de ramificação provavelmente foram formados pelo escoamento de água da superfície de um rio, combinado com uma grande quantidade de chuva.

Acredita-se que este fluxo tenha cruzado o terreno existente em Marte, forjando novas estradas e esculpindo uma nova paisagem.

Em geral, o sistema de vales parece ramificar-se significativamente, formando um padrão parecido com ramos de árvores que vêm de um tronco central. Este tipo de morfologia é conhecido como “dendrítico”: o termo deriva da palavra grega para árvore (dendron). Vários canais separam-se do vale central, formando pequenos afluentes que frequentemente se dividem novamente.

Contudo, desconhece-se a origem de toda a água, estando entre as possibilidades a precipitação, os lençóis freáticos e/ou o derretimento de glaciares. Porém, todas estas opções exigiriam um passado muito mais quente e aquático de Marte do que o planeta que vemos hoje.

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

    • Comentário ignorante…
      A ciência então não vale nada? De nada serve conhecermos um pouco melhor o universo?
      Se não tem nada a comentar do ponto de vista cientifico, mais vale estar calado…

      • Pra que serve a ciência (no sentido supracitado) enquanto nossas crianças morrem de fome?
        Você tem filhos pra saber a dor de perder um filho por desnutrição, e saber que apenas 1 milhão alimentaria não só a vida dele como a de milhares de crianças por um bom período de tempo?
        Não estamos dizendo que é inútil buscarmos conhecimentos sobre o cosmos, nossa origem etc, estamos apenas discutindo as PRIORIDADES deste século: Bilhões e bilhões em pesquisas espaciais entre outras desnecessidades, e milhões de crianças e suas famílias morrendo de fome e sede.
        Qual deveria ser a prioridade da humanidade? Não é tão óbvio que deveria ser a própria humanidade?
        A questão é bem reflexiva, e geralmente as pessoas de coração mais puro estão mais sensíveis a saber o lado cristalinamente mais correto.

SEF instaurou inspeção interna à morte de ucraniano, mas não detetou suspeitas de crime

Esta quarta-feira, o ministro da Administração Interna prestou esclarecimentos sobre a morte de um cidadão ucraniano à guarda do SEF, no aeroporto de Lisboa, na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias. Eduardo Cabrita considerou …

Colocações no ensino superior adiadas para o final de setembro

Na sequência do adiamento nos calendários dos exames nacionais do ensino secundário, o acesso às licenciaturas é também atrasado. O calendário de acesso ao ensino superior vai ser atrasado em cerca de três semanas. Os resultados …

Rangel e outros 13 eurodeputados do PPE pedem expulsão de partido húngaro

O eurodeputado do PSD Paulo Rangel e outros 13 chefes de delegação do Partido Popular Europeu (PPE) pediram na terça-feira a expulsão do partido húngaro Fidesz, exigindo ao líder parlamentar daquela família política, Manfred Weber, …

Milhares pediram o cancelamento do TV Fest. Festival foi suspenso

O Ministério da Cultura criou um festival televisivo exclusivamente dedicado à música portuguesa em parceria com a RTP, mas o formato e os critérios estão a causar forte polémica no meio. Uma petição pública online …

Comércio internacional pode cair para níveis da Grande Depressão

A Organização Mundial do Comércio referiu na quarta-feira que o arrefecimento do comércio internacional provocado pela Covid-19 pode chegar aos níveis registados nos anos 30 devido à Grande Depressão. Segundo noticiou o Observador, na melhor das …

Loja de telemóveis apanhada a vender álcool gel com lucro até 400%

Os inspetores da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) encontraram, em Lisboa, uma loja de reparação e venda de acessórios para telemóveis a vender frascos de gel desinfetante de 500 ml a 24,95 euros …

Em Portimão, uma sirene toca quando alguém sai de casa sem justificação

A sirene do quartel dos Bombeiros de Portimão vai passar a tocar sempre que alguém sair de casa e andar na rua sem justificação. O anúncio foi feito pela Câmara Municipal de Portimão em comunicado. De …

Short Selling - ou como vender ações emprestadas para ganhar muito dinheiro

Vender ações da bolsa que não são suas é uma forma de ganhar bastante dinheiro. Esta forma de negociação, denominada short selling, é muito lucrativa mas implica algum risco, pelo que é prudente aconselhar-se junto …

"Nem mais um abuso". Grupo no Whatsapp servia para planear ataques à polícia em Espanha

Dois homens de 25 e 30 anos, os dois criadores de um grupo de Whatsapp que servia para planear ataques à polícia espanhola, foram detidos esta terça-feira. De acordo com o jornal espanhol El País, o …

Trabalhadores independentes que reduziram descontos da Segurança Social terão apoio mais baixo

Os trabalhadores independentes que optaram por reduzir em 25%, de forma fictícia, o rendimento sobre o qual incidem as contribuições, e que por isso descontaram menos, verão refletida essa diminuição no apoio que podem receber …