Recriado o perfume de Cleópatra. É o “Chanel n.º5 do Antigo Egito”

Depois de uma década de escavações, uma equipa de cientistas da Universidade do Havai diz ter criado o “perfume” de Cleópatra VII, a mulher que governou o Antigo Egito antes de o território cair nas mãos dos romanos.

Apesar de a comunidade científica nunca ter conseguido determinar a verdadeira aparência de Cleópatra, foi agora possível recriar o seu antigo perfume.

“Este era o Chanel número 5 do Antigo Egito”, afirmou Robert Littman, que, juntamente com o seu colega Jay Silverstein, criaram a fragrância.

Para isso, os cientistas recriaram os perfumes mais comuns do império através de amostras e restos encontradas em vasos que as continham. Durante uma década, explica a equipa em comunicado, foram levadas a cabo escavações em Tell-El Timai, local que à época era conhecido como a cidade de Thmuis, que foi a “casa” dos mais famosos perfumes da antiguidade e da Mesopotâmia.

Apesar de as garrafas e os recipientes encontrados não terem odor, uma análise química da lama que se encontrava nelas revelou alguns dos ingredientes. Depois, os cientistas levaram as suas descobertas a dois especialistas em perfumaria egípcias – Dora Goldsmith e Sean Coughlin – que os ajudaram a recriar o perfume de acordo com as fórmulas encontradas em textos antigos.

Wikimedia

Cleópatra tinha a sua própria fábrica de perfumes, onde eram criadas fragrâncias exclusivas

A base das fragrâncias recriadas é a mirra, uma resina extraída de uma árvore espinhosa nativa de África e da Península Arábica, tal como escreve o jornal ABC. Ingredientes como cardamomo, azeite de oliveira e canela foram também adicionados para produzir perfumes antigos, que eram por norma muito mais grossos e pegajosos do que os atuais, o que lhes conferia aromas fortes e mais condimentados para que durasse mais tempo.

“É uma grande emoção cheirar um perfume que ninguém cheirou durante 2.000 anos e que Cleópatra pode ter usado”, diz Littman, citado na mesma nota de imprensa.

A perfumista Mandy Aftel explica que não é certo que Cleópatra tenha usado este exato perfume, uma vez que a governante tinha a sua própria fábrica de perfumes, onde eram criadas fragrâncias exclusivas.

Contudo, esclarece a especialista, mesmo que Cleópatra não usasse a fragrância recriada, é muito provável que a elite do mundo antigo tivesse usado algo semelhante. Por isso, esta recriação tem um valor incalculável para a Arqueologia.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas criam algoritmo para identificar covid-19 a partir do som da tosse

Investigadores de vários países criaram um algoritmo que afirmam poder identificar se uma pessoa tem covid-19 a partir do som da sua tosse. Cientistas do México, Estados Unidos, Espanha e Itália, liderados por uma equipa do …

Para proteger o fundo do mar, novo sistema permite atracar vários barcos com uma só "âncora"

Quando vários barcos se amontoam numa enseada durante a noite, cada um deles lança uma âncora que pode potencialmente danificar os corais e a vida marinha no fundo do mar. O sistema Seafloat foi criado …

Japão e Estados Unidos assinam acordo de cooperação para exploração da Lua

O Ministério da Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia do Japão e a agência espacial dos Estados Unidos (NASA) assinaram um acordo de colaboração entre os dois países no programa Artemis, para a exploração da …

Washington Redskins mudam de nome por ser considerado racista

A equipa de futebol americano, até aqui denominada de Washington Redskins, vai abandonar essa designação, considerada de teor racista, para designar nativos da América do Norte. Em comunicado, a equipa de Washington explicou que, depois de uma …

Flores precisaram de cerca de 50 milhões de anos para se tornarem o que são hoje

As plantas com flor evoluíram há cerca de 100 milhões de anos, mas precisaram de outros 50 milhões de anos para diversificar e tornarem-se aquilo que são hoje, sugere uma equipa de investigadores. Os cientistas documentaram …

Estudo sugere que imunidade à covid-19 pode desaparecer em poucos meses

A imunidade adquirida por anticorpos após a cura da covid-19 pode desaparecer em alguns meses, o que poderá complicar o desenvolvimento de uma vacina eficaz a longo prazo, sugere um estudo britânico divulgado esta segunda-feira. "Este …

60 anos depois, já se sabe o que aconteceu aos 9 russos que desapareceram na Montanha da Morte

Passados 61 anos, o mistério da morte de nove esquiadores russos que faziam uma caminhada pelos Montes Urais, perto da chamada Montanha da Morte, foi finalmente resolvido. Em 1959, nove viajantes russos que faziam uma caminhada …

Médicos Sem Fronteiras é "institucionalmente racista", acusam atuais e ex-colaboradores

Uma declaração assinada por mil atuais e ex-funcionários revela que a Organização Não Governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF) é "institucionalmente racista" e reforça o colonialismo e a supremacia branca no trabalho humanitário que pratica. Na …

Empresa culpada pela crise de opioides fez contribuições políticas após declarar falência

A Purdue Pharma, empresa culpada pela crise de opioides nos Estados Unidos, fez contribuições políticas após ter sido processada e declarado falência. Os opioides são usados para aliviar a dor, mas também provocam uma sensação exagerada …

Norte-americano morre após ir a festa para provar que a covid-19 é uma farsa

Um norte-americano de 30 anos, de San Antonio, no estado do Texas, morreu de covid-19 depois de ir a uma festa para provar que a doença era uma farsa, informou a media local. O homem foi …