Espanha 6-0 Alemanha: recordes que lembram Cristiano e… Sérgio Conceição

Jose Manuel Vidal / EPA

Manuel Neuer não vai querer lembrar-se do dia em que ultrapassou um recorde na seleção alemã. Ferrán Torres vai querer lembrar-se do dia em que ultrapassou um recorde na seleção espanhola.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Vai ser um dos resultados comentados mais vezes nos próximos anos: Espanha 6-0 Alemanha. Um desfecho claramente invulgar entre duas das seleções mais fortes do mundo, fazendo recordar o Mundial 2014, quando o Brasil perdeu por 7-1 contra… a Alemanha.

Esta derrota na última jornada da Liga das Nações foi a mais pesada de sempre num jogo oficial da seleção da Alemanha, mesmo quando havia a República Federal da Alemanha e a República Democrática da Alemanha. Resultado mais desnivelado só num jogo particular, em 1909, frente a uma seleção de ingleses amadores (9-0). Também já tinha perdido por 6-0, contra a Áustria, também num amigável, em 1931.

Foram seis golos sofridos num jogo; basta lembrar que a seleção da Alemanha, quando foi campeã mundial em 2014, sofreu apenas quatro golos, em sete encontros realizados no Brasil. Nas três situações em que se registou o resultado 6-0 na Liga das Nações, duas delas foram protagonizadas pela Espanha, que goleou a Croácia e a Alemanha. A Suíça também venceu a Islândia por 6-0.

E foi a primeira vez que Manuel Neuer sofreu seis golos num jogo oficial. Uma maneira infeliz de Neuer assinalar um recorde: ao jogar contra a Espanha, na noite passada, passou a ser o guarda-redes alemão com mais internacionalizações, superando as 95 partidas de Sepp Maier pela República Federal da Alemanha.

O guarda-redes do Bayern sofreu seis golos, três deles do mesmo jogador: Ferrán Torres, que se tornou o espanhol mais jovem de sempre a conseguir um hat-trick numa partida oficial. Desde a reunificação da Alemanha, há 30 anos, só três futebolistas conseguiram marcar três golos num jogo diante dos alemães: Ferrán Torres, Michael Owen e… Sérgio Conceição, no famoso Europeu 2000.

https://twitter.com/uefacom_pt/status/1141640209362247686

Por falar em portugueses, Cristiano Ronaldo também entra nestas estatísticas que ficam nos registos para a eternidade. Voltando a Manuel Neuer, o guarda-redes só sofreu três golos num jogo diante de cinco adversários, em toda a carreira: Ferrán Torres, Cristiano Ronaldo, Robert Lewandowski, Sergio Agüero e Dodi Lukebakio.

Num desafio histórico, ficam aqui os números históricos: a Espanha rematou 23 vezes, a Alemanha só duas; a Espanha acertou 10 vezes na baliza, a Alemanha zero; a posse de bola pendeu para o lado espanhol, que comandou o jogo com 70 por cento.

No meio de tantos recordes, e da festa do apuramento para as meias-finais da Liga das Nações, só se registaram duas notícias que Luis Enrique lamenta e que, sobretudo, os treinadores de Real Madrid e Bétis lamentam: Sergio Ramos e Sergio Canales lesionaram-se e os problemas podem ser graves.

PUBLICIDADE

  NMT, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.