Reconstituído o genoma do primeiro mulato conhecido na Islândia

Helga Tomasdottir / Videnskab.db

Hans Jonathan nasceu nas Caraíbas em 1784 e emigrou para a Islândia em 1802

Um grupo de cientistas conseguiu reconstituir 38% da parte africana e materna do genoma de Hans Jonathan, um escravo mulato que fugiu da Dinamarca para a Islândia, no início do século XIX.

Hans Jonathan nasceu no final do século XVIII numa colónia da Dinamarca e estava praticamente predestinado a ser um escravo, pois era filho de uma mãe escrava negra.

Mais tarde, foi considerado um herói nacional quando combateu nas guerras napoleónicas na Dinamarca. Mas a sua proprietária pôs o caso em tribunal e o juiz condenou-o a voltar às colónias. Até que Hans Jonathan conseguiu fugir para a Islândia, tornando-se assim um dos primeiros mulatos a viver no país nórdico.

Quase 200 anos depois da sua morte, uma equipa de cientistas conseguiu reconstituir 38% da metade africana do genoma de Hans Jonathan através da análise genética de 182 descendentes seus.

O estudo foi publicado no início do mês na revista Nature. A geneticista Luísa Pereira, do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde (i3S) da Universidade do Porto, integra esta equipa, avança o Público.

À semelhança de todos nós, Hans Jonathan recebeu 23 pares de cromossomas: metade da parte da mãe, que era africana, e metade da parte do pai, europeu.

“Nas células que deram origem aos seus espermatozoides ocorreu uma divisão chamada ‘meiose’, durante a qual cada par de cromossomas se uniu em certos locais, havendo troca de material genético entre eles, num processo designado ‘recombinação’”, explica Luísa Pereira.

Foi assim que se originaram “cromossomas códigos de barras com partes paternas intercaladas com partes maternas”. Estes fenómenos de recombinação são aleatórios, pelo que cada um dos espermatozoides de Jonathan tinha um puzzle de material genético das duas partes diferente.

Misturou-se a informação que veio de cada um dos ancestrais. Isto é um fenómeno natural que aumenta a diversidade genética por novas combinações de variantes que foram transmitidas pela mãe e pelo pai”, acrescenta a geneticista.

Assim, a equipa dedicou-se a encontrar os pedaços africanos no genoma de 182 descendentes de Hans Jonathan, ou seja, montar um puzzle a partir de outro puzzle.

Os cientistas afirmam que foi relativamente fácil procurar os pedaços africanos em genomas islandeses. “A parte africana foi mais fácil. É mesmo um puzzle com pedacinhos africanos espalhados por várias pessoas”, diz a cientista.

Deu-se, então, a reconstituição de metade de um genoma de uma pessoa que viveu há cerca de 200 anos pela primeira vez, através da análise de material biológico dos seus descendentes. Além disso, foi possível perceber qual a origem geográfica da mãe de Hans Jonathan, Emilia Regina.

O mais provável, escreve o jornal, é que Emilia Regina seja descendente de africanos de uma região que se estende do Benim, passa pela Nigéria e vai até aos Camarões.

“Sabe-se que antes de Hans Jonathan não houve nenhum mulato na Islândia”, refere Luísa Pereira. Só no século XX começaram a aparecer africanos no país, fazendo com que as pessoas de pele escura se tornassem cada vez mais comuns na Islândia.

A cientista afirma já ter usado o mesmo método deste estudo para conseguir mapear genes que protegem contra certas doenças, como a febre da dengue na população de Cuba. Mas, para Luís, o importante é destacar o fator antropológico desta história.

“Foi um momento de transição histórica e este indivíduo representa a capacidade de alguém que nasceu escravo conseguir obter a sua liberdade, ser integrado num outro país, ter descendentes de uma mulher islandesa e ser aceite pela comunidade”, conclui.

PARTILHAR

RESPONDER

Morreu Saturn, o jacaré que sobreviveu a um bombardeamento da II Guerra (e que se diz que pertenceu a Hitler)

Saturn, um jacaré norte-americano de 84 anos, morreu esta sexta-feira no jardim zoológico de Moscovo, na Rússia, anunciou a instituição na sua conta de Facebook, dando conta que o animal morreu de velhice. O réptil …

Antiviral Remdesivir pode ser eficaz no combate à covid-19

O antiviral Remdesivir é eficaz contra a covid-19 caso seja administrado antes dos pacientes necessitarem de ventilação mecânica, indica um ensaio internacional com este medicamento, coordenado pelo Hospital Can Ruti, em Badalona, Barcelona, Espanha. Segundo um …

Há uma misteriosa ilha em Nova Iorque que quase ninguém pode visitar (e está abandonada)

A menos de 1,6 quilómetros de Manhattan, em Nova Iorque, localiza-se uma misteriosa ilha abandonada há mais de meio século. É preciso ter autorização do New York City Department of Parks and Recreation para visitar …

Israel não vai desperdiçar "oportunidade histórica" para anexar a Cisjordânia

O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu voltou a defender hoje a anexação de partes da Cisjordânia nos próximos meses e em prosseguir este polémico plano, apesar do crescente coro de condenações de diversos aliados. Os palestinianos, e …

Zlatan Ibrahimovic lesiona-se e deixa carreira em risco

No treino com vista ao regresso da Liga italiana, Zlatan saiu a coxear do centro de treinos, com os milaneses a explicarem que exames vão determinar se se trata de lesão no gémeo ou tendão …

Há uma orquestra presa num palácio da Alemanha há 75 dias

Um grupo de músicos bolivianos, que pertencem à Orquestra Experimental de Instrumentos Nativos, está confinado no Palácio Rheinsberg, na Alemanha, há cerca de 75 dias devido à pandemia de covid-19. No início de março, os membros da …

Bolsonaro diz ter imagem negativa no exterior porque a imprensa "é de esquerda"

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse hoje que a sua imagem no exterior é negativa porque a imprensa mundial é de esquerda, enquanto falava com apoiantes junto ao Palácio da Alvorada, em Brasília. "A imprensa …

Líderes vodu do Haiti preparam templos para tratar infetados com covid-19

Líderes de vodu do Haiti pediram aos padres da religião afro-caribenha para criar um remédio secreto que servisse de tratamento contra o novo coronavírus. Aos religiosos foi também pedido que preparassem as câmaras sagradas de …

Centros comerciais e lojistas dizem-se preparados para reabrir em junho

Os centros comerciais e lojistas asseguram estar preparados para reabrir em pleno em 1 de junho, apelando à não discriminação face aos restantes espaços de retalho, mas pedem medidas que travem o impacto da pandemia …

Não vai faltar sardinha dentro dos próximos anos, revela investigação

A quantidade de sardinha adulta no mar é mais do que suficiente para os próximos três anos. Os dados científicos confirmam que o stock de sardinha está totalmente recuperado. O último cruzeiro realizado pelo Instituto Português …