Real vence 10ª Champions com 4-1 na final de Madrid em Lisboa

Jan S0L0 / Flickr

Cristiano Ronaldo no Real Madrid

Cristiano Ronaldo marcou de penaly o 4º golo do Real Madrid

O Real Madrid conquistou hoje, finalmente, o seu 10.º título europeu de futebol, ao vencer por 4-1, após prolongamento, o Atlético de Madrid, que esteve perto, muito perto, de arrebatar o seu primeiro troféu.

Na final da “Champions”, no Estádio da Luz, em Lisboa, a formação “colchonera” adiantou-se aos 36 minutos, pelo uruguaio Diego Godin, e aguentou a vantagem até aos 90+3, quando Sergio Ramos “voou” para forçar um prolongamento que não teve história, tal a superioridade “merengue”.

Perante um adversário devastado física e psicologicamente, o Real Madrid acabou por vencer por uma margem mais do que exagerada, depois de golos de Gareth Bale (110), Marcelo (118) e o 17.º na presente edição de Cristiano Ronaldo (120).

Apesar de não ter marcado, o argentino Di Maria, eleito naturalmente o “homem do jogo”, foi a grande figura do Real Madrid, o único jogador que, verdadeiramente, esteve ao seu nível, nomeadamente no ataque, em que Bale e Ronaldo, mesmo marcando, e Benzema foram uma “nulidade”.

Valeu, verdadeiramente, o “milagre” de Sergio Ramos, numa altura em que os “colchoneros” deixaram de conseguir sair a jogar e foram “sufocados”. Apenas precisavam de aguentar mais um pouco, como em outras alturas, mas não foi possível.

O Estádio da Luz e Lisboa ficarão assim para a história como o local onde o Real Madrid acabou com a sua obsessão: doze anos depois, arrebatou a sua 10.ª “coroa”.

O jogo começou equilibrado, com as duas equipas muito cautelosas, e o primeiro momento de registo aconteceu apenas aos nove minutos, quando Diego Costa mostrou que, afinal, não estava recuperado e teve de ser substituído por Adrian.

O primeiro remate foi protagonizado por Raul Garcia, aos 13 minutos, de longe e para muito longe da baliza, enquanto o Real Madrid foi respondendo sempre por Di Maria, que, aos 27, só foi travado em falta, após grande “cavalgada”.

Raul Garcia viu o cartão amarelo e Sergio Ramos, que logo foi armar confusão, também foi admoestado. O livre marcou a primeira aparição no jogo de Cristiano Ronaldo, um pontapé enquadrado, mas detido por Courtois.

Pouco depois, aos 32 minutos, o Real Madrid teve uma enorme ocasião para marcar, oferta de Tiago, que perdeu a bola para Bale. O galês rumou à área, muito rápido, mas, isolado, atirou de pé esquerdo, o “bom”, ao lado do poste direito.

Os “merengues” não marcaram e sofreram, aos 36 minutos, na sequência de um canto marcado por Gabi, com a bola a sobrar para Juanfran fazer um balão para a área, onde Godin saltou mais alto e cabeceou por cima de Casillas, que saiu muito mal.

Até ao intervalo, o Real Madrid teve mais tempo a bola, mas só o Atlético rematou, por Adrian, de cabeça, mas sem acertar no alvo.

Os “colchoneros” reentraram melhor, com Raul Garcia a efetuar o primeiro remate, mas Di Maria voltou a aparecer, aos 54 minutos, proporcionando três oportunidades a Cristiano Ronaldo, mas Courtois defendeu o livre e, após dois cantos, o internacional luso falhou sempre o alvo.

Adrian voltou a assustar Casillas, aos 56 minutos, e Ancelotti, descontente, trocou Coentrão e Khedira por Marcelo e Isco. O Real melhorou e Ronaldo teve mais uma ocasião, aos 62, só que quase não cabeceou um centro de Sergio Ramos.

Com o passar dos minutos, os “merengues” foram-se instalando no meio campo contrário, mas sucederam-se as oportunidades perdidas, os maiores de Bale, aos 73 e 78 minutos, mas também de Isco, aos 67, e Ronaldo, aos 75.

Os últimos 10 minutos já foram jogados em “cima” da área do Atlético, que, sem conseguir sair para o ataque, passou por um grande sufoco. A insistência deu frutos aos 90+3, com Sergio Ramos a marcar de cabeça, após canto de Modric.

O jogo foi para prolongamento e o Real Madrid assumiu o comando, mas, na primeira parte, só conseguiu incomodar Courtois já nos descontos, num cabeceamento de Varane.

Aos 110 minutos, em mais uma arrancada de Di Maria, os “merengues” conseguiram mesmo o segundo golo, por Bale, que, de cabeça, finalmente acertou, ele que foi um dos piores em campo.

O jogo, praticamente, acabou ai. O Atlético de Madrid já não tinha forças e, aproveitando-se disso, o Real ainda marcou mais dois, por Marcelo, aos 118, e Cristiano Ronaldo, aos 120, de grande penalidade.

MR, Futebol 365 / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Artistas exigem 1% do Orçamento do Estado para a Cultura

Mais de 300 artistas concentrados esta terça-feira em frente ao Teatro Nacional de São Carlos, em Lisboa, exigiram um valor imediato de 1% do Orçamento do Estado para a Cultura, em 2020. O protesto, convocado pela …

Depois do Idai, ainda há carência de comida e água potável

São milhares os desalojados que, após o ciclone Idai, continuam sem acesso a água potável. Além disso, a necessidade de comida mantém-se em níveis inalterados. Os dados da Organização Internacional para as Migrações (OIM), patentes no …

Há mulheres-polícia que recebem menos quando estão grávidas

De acordo com um relatório sobre as iniquidades de género dentro da Polícia de Segurança Pública (PSP), ao qual a revista Sábado teve acesso, há mulheres-polícia que recebem menos quando ficam grávidas. Segundo o inquérito realizado …

França. Governo adia entrada em vigor das novas pensões

O novo sistema universal de pensões em França vai abranger apenas as gerações nascidas a partir de 1975 e só terá nova formulação, através de pontos, a partir de 2025. O novo sistema universal de pensões …

Greta Thunberg é a "Personalidade do Ano" da revista Time

Greta Thunberg é a “Personalidade do Ano” mais jovem alguma vez escolhida pela revista Time. A capa da edição de 23 de dezembro foi divulgada esta quarta-feira. A revista norte-americana Time elegeu a ativista climática sueca …

Erupção do Whakaari. Nova Zelândia encomendou 120 metros quadrados de pele para tratar os feridos

A Nova Zelândia já encomendou 120 metros quadrados de pele humana aos Estados Unidos para tratar os 30 feridos do vulcão Whakaari, na Ilha Branca. Cirurgiões neozelandeses têm trabalhado sem parar dado o número de queimados …

Entidade Reguladora da Saúde diz que fez tudo o que devia no caso do bebé sem rosto

Esta quarta-feira, a presidente da Entidade Reguladora da Saúde (ERS) considerou que o regulador fez tudo o que devia ter feito no caso do bebé que nasceu em Setúbal com malformações graves não detetadas as …

Legislação não impede que animais selvagens sejam vendidos a circos estrangeiros

A nova lei de proteção a animais selvagens não impede que estes sejam vendidos e continuem a ser usados em circos estrangeiros. Animais como camelos, cães e cavalos continuam a poder ser usados. A lei de …

Oito migrantes do norte de África desembarcam na praia de Monte Gordo

Oito migrantes oriundos do norte de África foram detidos na manhã desta quarta-feira pela Polícia Marítima, depois de desembarcarem em Monte Gordo, no Algarve. Oito migrantes foram detidos na manhã desta quarta-feira pela Polícia Marítima em …

Universidade impede que Laurent seja o mais novo a licenciar-se e criança desiste

Laurent Simons já não deverá ser o menino mais novo do mundo a licenciar-se, depois de a universidade ter alargado os seus estudos até meados de 2020. A Universidade Técnica de Eindhoven, na Holanda, propôs a …