Há uma razão para gostarmos tanto de filmes de terror

Warner Brothers

“The Conjuring 2”, James Wan, 2016

Desengane-se se pensa que gostar ou não de filmes de terror se trata de uma preferência pessoal. Afinal, tem tudo a ver com algum tipo de necessidade psicológica.

Quando escolhe um filme de terror para ocupar o seu serão, escolhe também estar perante uma situação de medo e perigo de forma voluntária – ainda que o perigo não seja real. Mas porque é que gostamos tanto de ver filmes de terror? “Ironicamente, o medo reduz o stress e a ansiedade.”

Margee Kerr, investigadora norte-americana conhecida como a “socióloga do medo”, explicou ao Público o que nos faz gostar de situações assustadoras. “Quando estamos nesses momentos intensos, estamos presos ao momento, à realidade. Não se está a pensar no futuro, está-se a pensar no aqui e agora. Não ficamos emaranhados nos nossos pensamentos, a ruminar ou a pensar no que temos de fazer a seguir.”

No início de outubro, a investigadorw publicou um estudo, no American Psychological Association, sobre este tema. Atividades que nos levam ao limite, explica, fazem com que, no final, “sintamos que conquistámos algo, como se tivéssemos ultrapassado uma adversidade e sobrevivido, ainda que no fundo saibamos que não é verdade”.

Kerr e a sua equipa analisaram os registos de atividade cerebral de alguns participantes da casa assombrada norte-americana e chegaram à conclusão de que o medo ajuda a “desligar” partes do cérebro, fazendo com que os participantes se sintam melhor depois da experiência.

Os investigadores analisaram 262 adultos que entraram na ScareHouse, uma casa assombrada com mais de uma centena de atores que tornam a experiência verdadeiramente assustadora. Os participantes podem ser raptados, fechados num caixão e até sujeitos a choques elétricos. O jornal refere ainda que podem, também, ser esfaqueados (tudo a fingir).

Os participantes foram entrevistados antes e depois desta experiência aterrorizadora. Os cientistas concluíram que a disposição daqueles que participaram melhorou, sobretudo para os que se sentiam “cansados, aborrecidos ou stressados” antes de entrar.

De acordo com o estudo, 94% dos participantes disseram ter gostado da experiência e a maior parte deixou de se sentir “cansado” ou “ansioso”. No fundo, quanto mais assustados ficavam, melhor se sentiam no final.

Ainda assim, a socióloga frisa que é muito importante que estas experiências sejam completamente voluntárias para surtirem este tipo de efeito positivo.

Por outro lado, no extremo oposto, Margee Kerr refere que a aversão ao terror “tem muito a ver com experiências pessoais, mas a parte genética também entra na equação”. “Há diferenças na forma como as pessoas respondem ao stress e, se não tiverem tido a oportunidade de sentir este tipo de medo de uma forma segura, podem não saber que há benefícios”, explica a investigadora.

É neste sentido que a cientista está a trabalhar, para que o seu estudo possa ajudar quem lide com casos de stress e experiências traumáticas. “Estamos a ver se conseguimos fazer com que as pessoas melhorem os seus estados de ansiedade, permitir-lhes sentir medo de uma forma mais fácil e dar-lhes oportunidade de o praticar de uma forma segura.”

“Mesmo que não se goste de casas assombradas ou de filmes de terror, manter um espírito aventureiro é uma coisa boa que nos ajuda a desafiarmo-nos a nós mesmos de uma forma segura e criativa”, refere, por fim, a investigadora ao Público.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …

Fazer umas calças de ganga exige 10 mil litros de água. Dez marcas estão a criar jeans sustentáveis

As calças de ganga são das peças de vestuário com piores impactos para o ambiente, mas há marcas que estão a apostar na sustentabilidade como um factor atractivo para os consumidores. Estão sempre na moda e …

"Guerra das matrículas" faz escalar tensão entre Sérvia e Kosovo

Esta semana, a fronteira entre o norte do Kosovo e a Sérvia esteve bloqueada por protestos de elementos da etnia sérvia, que não aceitam a decisão do governo kosovar, de etnia albanesa, de proibir a …

Num golpe de "fake it until you make it", Hong Kong vai a eleições a saber o vencedor

Hong Kong prepara-se para as primeiras eleições legislativas após as mudanças no sistema eleitoral implementadas pela China para garantir a vitória dos seus aliados. Aos olhares mais desatentos, as eleições em Hong Kong são mais um …

Stefano Pioli propõe regra de basquetebol que contribui para um "futebol de ataque"

O treinador do Milan, Stefano Pioli, propõe uma alteração nas regras do futebol que promete revolucionar o desporto rei. De forma semelhante ao basquetebol, uma vez dentro do meio campo adversário, as equipas não poderiam voltar …

Um dos maiores sites de dados sobre a covid-19 na Austrália é, afinal, gerido por adolescentes

Aproveitando o momento em que passaram a integrar as estatísticas que os próprios fazem chegar diariamente à população australiana, o grupo de três jovens revelou a sua identidade para surpresa de muitos dos seus seguidores. …

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …