Ratos paraplégicos voltam a caminhar graças a proteína inovadora

Cientistas criaram e injetaram uma proteína no cérebro de ratos paraplégicos. Após um par de semanas, os ratos recuperaram a capacidade de caminhar.

Não, não é milagre. Uma equipa de investigadores alemães conseguiu restaurar a capacidade de andar em ratos que ficaram paralisados após uma lesão medular. Para tal, criaram o protótipo de uma proteína que foi injetada nos cérebros dos roedores, e que estimula as suas células nervosas a regenerarem-se.

Outros estudos tinham mostrado potencial na restauração de algumas funções dos membros através de terapia de estimulação espinhal. Mas este novo estudo seguiu um caminho diferente, focando-se em reparar os axónios danificados com uma proteína a que os autores chamam de hiperinterleucina-6 (hIL-6).

O axónio é uma parte do neurónio responsável pela condução dos impulsos elétricos que partem do corpo celular, até outro local mais distante, como um músculo ou outro neurónio.

“Esta é a chamada citocina de autor, o que significa que não ocorre assim na natureza e tem de ser produzida através de engenharia genética“, explicou Dietmar Fischer, um dos autores do estudo, num comunicado divulgado no site da Universidade Ruhr-Bochum, na Alemanha.

Os cientistas usaram a hIL-6 em ratos que estavam paralisados de ambas as patas traseiras. Não só os neurónios motores próximos ao local da injeção começaram a produzir hIL-6, mas também a transmitiram a outros neurónios responsáveis por ações como andar.

Com uma única injeção e num curto espaço de semanas, os ratos voltaram a conseguir caminhar. Os resultados do estudo foram publicados, na semana passada, na revista científica Nature Communications.

Lehrstuhl für Zellphysiologie

Rato anteriormente paralisado (em cima) recuperou a capacidade de andar após duas a três semanas de tratamento.

“Em última análise, isto permitiu que os animais anteriormente paralisados que receberam este tratamento começassem a andar após duas a três semanas. Isto foi uma grande surpresa para nós no início, pois nunca tinha sido possível antes, após paraplegia total”, admitiu Fischer.

Os investigadores dizem que o próximo passo é testar a eficácia do tratamento, em ratos, quando a injeção é administrada semanas depois da lesão e não imediatamente depois. A esperança dos cientistas é que um dia esta terapia possa ser aplicada em humanos, embora ainda haja muito trabalho de investigação pela frente.

Daniel Costa Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Já chegou o voo de repatriamento com 300 passageiros vindos do Brasil

O voo de repatriamento vindo do Brasil chegou, este domingo de manhã, ao Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, com cerca de 300 passageiros. De acordo com a RTP, o voo de repatriamento vindo de São Paulo, …

Costa imune ao descontrolo da pandemia. Popularidade de Marcelo dispara

A sondagem TSF/JN/DN regista uma avaliação positiva do primeiro-ministro e do Presidente da República, com este a atingir um novo pico de popularidade. Os líderes do PSD e do Chega surgem empatados como principais figuras da …

Mais seis mortos nos protestos em Myanmar. Embaixador na ONU afastado

Seis manifestantes foram mortos em Myanmar, este domingo, por forças de segurança que dispersavam com violência as manifestações pró-democracia. Três manifestantes foram mortos em Dawei (no sul do país), enquanto dois adolescentes, de 18 anos, morreram …

Siza Vieira anuncia que Programa Apoiar vai ser reforçado e alargado

O programa Apoiar, destinado a empresas afetadas pela pandemia da covid-19, vai ser reforçado e alargado a novas situações, anunciou o ministro da Economia, indicando que as medidas vão ser anunciadas na próxima semana. "Queremos reforçar …

Embaixadora deixa Venezuela na terça-feira. UE chama embaixador em Cuba

A embaixadora da União Europeia na Venezuela vai sair do país na terça-feira, informou à agência Lusa fonte diplomática europeia, sem adiantar mais detalhes. Na última quarta-feira, a Venezuela decidiu expulsar Isabel Brilhante Pedrosa, em retaliação …

EUA aprovam vacina unidose da Johnson & Johnson. Nova Zelândia volta ao confinamento

O regulador do medicamento norte-americano aprovou, este sábado, a vacina contra a covid-19 da Johnson & Johnson, a terceira autorizada nos Estados Unidos. A vacina em causa da Johnson & Johnson é de dose única e junta-se …

Estes traços psicológicos podem ajudar a identificar pessoas vulneráveis ao extremismo

As características dos cérebros das pessoas podem oferecer pistas sobre as suas crenças políticas, sugere um novo estudo científico. Num estudo com cerca de 350 cidadãos norte-americanos, uma equipa de investigadores examinou a relação entre as …

Fóssil de lula vampiro perdido durante a Revolução Húngara foi redescoberto

Em 2019, uma equipa de investigadores encontrou o fóssil que estava perdido nas coleções do Museu de História Natural da Hungria, enquanto procurava fósseis de ancestrais de chocos. Contudo, o fóssil foi descoberto originalmente em 1942 …

Após escalada de suicídios, Japão nomeia Ministro da Solidão

O Japão nomeou um Ministro da Solidão após um recente aumento no número de suicídios, exacerbado pela crise provocada pela pandemia de covid-19. Estudos recentes mostraram que o Japão tem altos níveis de isolamento social, em …

Grande carruagem cerimonial descoberta quase intacta em Pompeia

Uma grande carruagem cerimonial de quatro rodas, com elementos de ferro, decorações de bronze e estanho, restos de madeira mineralizada e vestígios de elementos orgânicos, como cordas, foi encontrada quase intacta na área arqueológica de …