Cientistas rastrearam os resíduos plásticos “em falta” no Oceano Índico

Apesar de o Oceano Índico ser um dos maiores depósitos de resíduos plásticos de todo o mundo, o local onde estes permanecem continua a ser um mistério. Uma equipa de cientistas da Universidade da Austrália Ocidental (UAW) rastreou estes materiais e concluiu que o lixo em “falta” é desviado para outros oceanos.

Os cientistas consideravam que havia ainda poucos estudos sobre a quantidade e o percurso que os resíduos plásticos do Índico tomavam e, por isso, estudaram dados de 22.000 bóias de deriva que se encontram dispersas por todos os oceanos desde 1979.

Tal como é explicado na nova investigação, cujos resultados foram esta semana publicados na revista Journal Geophysical Research: Oceans, os cientistas tinham como objetivo simular as rotas que poderiam “esconder” os resíduos. A análise dos dados revelou que o Oceano Índico não acumula resíduos plásticos devido ao vento e à ondulação da zona.

“Tendo em conta que grandes quantidades de resíduos plásticos entram muito provavelmente no Oceano Índico, uma questão importante passava por saber o que acontece com estes resíduos que não acabam numa ilha de plástico”, escreveram.

Chari Pattiaratchi, um dos autores do estudo, recordou que a cada ano chegam ao Oceano Índico cerca de 15 milhões de toneladas de resíduos plásticos, quantidade que pode mesmo duplicar até 2025. Tendo em conta a enorme quantidade de resíduo, importava saber qual era o seu destino final.

A autora principal do estudo, Mirjam van der Mheen, explicou que os ventos do sul do Índico são mais fortes do que os do Pacífico ou do Atlântico e, por isso, acabam por transportar o plástico flutuante para oeste do oceano, onde o lixo passa pela África do Sul e entra a sul do Atlântico. No que respeita ao norte do Índico, o lixo pode acumular-se na baía de Bengala ou acabar nas praias, arrastado pelo ventos e correntes.

“O nosso estudo mostra que as características atmosféricas e oceânicas do Índico são diferentes das outras bacias oceânicas e que pode mesmo não haver área específica onde o lixo esteja concentrado”. Por isso, concluiu a cientista, o mistério do plástico “em falta” no Índico avizinha-se “ainda maior”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Falhas na formação de médicos levam ministra a criar grupo de trabalho

A ministra da Saúde determinou a constituição de um grupo de trabalho para criar um manual de regras e procedimentos para a avaliação das capacidades de formação de médicos no SNS, depois de falhas apontadas …

Surto de sarampo leva Samoa a fechar escolas e serviços. Ativista anti-vacinação detido

Com o objetivo de conter o surto de sarampo que já matou 60 pessoas, o governo de Samoa está a pedir à população que coloque uma bandeira vermelha em frente às casas nais as pessoas …

Poluição do ar leva Sarajevo a cancelar todos os eventos públicos

As autoridades bósnias consideram que a poluição na capital do país, Sarajevo, atingiu níveis perigosos nos últimos dias. Perante a densa nuvem de nevoeiro que paira na cidade, o governo regional decidiu cancelar todos os …

A banana colada à parede que custou 108 mil euros foi comida

A banana mais cara do mundo, presa a uma parede com fita adesiva, foi descascada e comida por um artista que visitava o stand da galeria Perrotin, na feira de arte contemporânea Art Basel, nos …

Empresas norte-americanas reforçam domínio na venda global de armas

O Instituto Internacional de Estudos de Paz de Estocolmo (SIPRI) revelou esta segunda-feira que as empresas norte-americanas aumentaram o domínio no comércio global de armas em 2018, para 59% do volume total entre as 100 …

Faltam medicamentos para doenças crónicas nas Farmácias (e ninguém sabe porquê)

Há medicamentos para doenças crónicas que estão, constantemente, em falta nas Farmácias Portuguesas. Uma situação preocupante, sobretudo para os pacientes que deles precisam, e que não tem uma explicação. A Associação Nacional de Farmácias está …

Mais de dois mil coalas mortos devido aos incêndios na Austrália

O presidente da Aliança das Florestas do Nordeste da Austrália disse que os incêndios florestais que deflagram no leste do país, desde o início de novembro, provocaram a morte a mais de dois mil coalas. O …

Regionalização sem referendo é “golpe de estado palaciano”

Luís Marques Mendes falou este domingo, no habitual espaço de comentário político na SIC, sobre a regionalização, os "tempos difíceis para a direita", Greta Thunberg e Joe Berardo. Houve ainda tempo para falar sobre o …

China diz que detidos em Xinjiang estão "formados" e "vivem felizes"

Um alto quadro do regime chinês afirmou, esta segunda-feira, que os membros de minorias étnicas chinesas de origem muçulmana mantidos em "centros de treino vocacional" no extremo oeste do país já se "formaram" e levam …

Greve geral volta a parar França. Filas de trânsito chegam aos 620 quilómetros

Os acessos a Paris estão, esta manhã, muito complicados devido ao quinto dia de greve contra a reforma das pensões e que afeta sobretudo a rede de transportes na capital francesa. De acordo com as autoridades, …