Novo ransomware para telemóveis é propagado via SMS

Um novo ransomware para Android está a ser difundido através de mensagens para a lista de contactos do telemóvel. O malware bloqueia todas as funções e exige um resgate de 0,01 bitcoins.

A ESET publicou no seu blogue a descoberta de mais um malware que está a afetar os utilizadores Android. Este consiste na encriptação de dados e num consequente pedido de resgate para que volte a ter acesso à informação pessoal, tal como um típico ransomware de computador.

Segundo a ESET, este malware encontra-se ativo, pelo menos, desde 12 de julho. Não sendo possível saber o real impacto que este software malicioso já possui, a fonte destes dados acredita que o número de lesados possa ser limitado.

Apelidado de Android/Filecoder.C, a sua propagação está a ser feita em fóruns como o Reddit ou o XDA Developers. O isco é lançado no formato de um QR Code, que pode ser encontrado em publicações ou comentários presentes nos fóruns.

Esse QR Code leva ao download de uma aplicação, que é instalada manualmente no smartphone. Uma vez instalada, ela terá acesso à lista de contactos e a partir dela enviará mensagens com um link que aponta de volta para esse software malicioso.

Depois de enviada essa mensagem, o Android/Filecoder.C consegue encriptar todos os ficheiros, com exceção dos ficheiros de sistema. Feito esse processo, a vítima é confrontada com uma mensagem que indica que os dados foram sequestrados e que só é possível reavê-los mediante o pagamento de 0.01 bitcoins — o equivalente, no momento, a cerca 95 euros.

De forma a maximizar o seu alcance, este software malicioso possui uma mensagem gravada em 42 idiomas diferentes. Em seguida, baseia-se na linguagem predefinida do seu smartphone para eleger a que deverá enviar às vítimas. Assim, garante que conseguirá ser compreendida por todos os potenciais alvos.

Como evitar

Um dos passos fundamentais para precaver este esquema é manter o smartphone sempre atualizado. Mensalmente a Google disponibiliza atualizações de segurança para o Android para que o equipamento não fique vulnerável a terceiros.

Outra questão que se deve ter imensa cautela é as aplicações que se descarrega. O lugar mais seguro para o fazer é na Play Store. Assim sendo, é aconselhável que se mantenha o mais afastado possível de apps que não sejam provenientes desta loja de aplicações.

No entanto, a loja da Google não é infalível e importa igualmente perceber que tipo de aplicação se está a descarregar. Se os comentários e avaliações à mesma deixarem incertezas, o melhor mesmo é esquecer a aplicação.

ZAP // 4gnews

PARTILHAR

RESPONDER

Violência policial é uma das principais causas de morte de jovens negros nos EUA

A violência policial é uma das principais causas de morte entre jovens nos Estados Unidos, com os negros a terem 2,5 vezes mais hipóteses de serem mortos do que os homens brancos. O estudo, publicado este …

A Volocopter apresenta o seu táxi voador mais potente (e já andou no ar)

https://vimeo.com/355573555 Desde 2013 a Volocopter tem vindo a aprimorar o seu projeto de táxi voador. Desta vez, o design é mais redondo, mais simples e mais potente. O Volocopter é uma aeronave 100% elétrica que os criadores …

Israel desenvolve terapia à base de ecstasy para tratar stress pós-traumático

O Ministério da Saúde israelita desenvolveu uma terapia à base de MDMA - o componente ativo da metanfetamina popularmente conhecida como 'ecstasy' - para tratar pessoas que sofrem de stress pós-traumático resistente. Num entrevista sobre a …

Quaresma de saída do Besiktas. "Presidente não me quer na equipa"

Revelação feita pelo jogador, no Instagram: "Acabei de ser informado pelo presidente do clube que ele não quer que eu continue a jogar na equipa. Estou a tentar encontrar solução para o meu futuro". O internacional …

O Dr. House português diz que 90% dos médicos só fazem "fantochadas"

É conhecido como o Dr. House português, numa referência à série televisiva norte-americana, pela forma como faz diagnósticos certeiros. E Vítor Brotas que trabalha no Hospital dos Capuchos, em Lisboa, admite que é "um médico …

Homem morre após ataque de vespas asiáticas. É a segunda morte por picadas de insecto em 2 dias

Um homem de 79 anos de idade morreu nesta sexta-feira em Oliveira do Bairro, Aveiro, após ter sido atacado por vespas asiáticas. Dois dias antes, outro homem de 50 anos faleceu na região da Beira …

Polícia antimotim dispersa manifestantes em Hong Kong com gás lacrimogéneo

A polícia antimotim de Hong Kong carregou hoje com gás lacrimogéneo sobre manifestantes que tinham erigido uma barricada no bairro de Kwun Tong, no Este da antiga colónia britânica. Embora os protestos tenham decorrido de forma …

Eleições. CDU vai manter campanha clássica, mas dispensa o "lombo assado"

O chefe do maior partido da Coligação Democrática Unitária (CDU), que junta comunistas e ecologistas, assumiu enfado com carne assada nas jornadas e ações de esclarecimento pelo país, mas garante uma campanha eleitoral nos cânones …

Bloco quer mais funcionários públicos e quotas por raça nas universidades

O BE afirma, no programa eleitoral disponibilizado hoje na íntegra, que "é o partido que quer e pode impedir uma maioria absoluta", um resultado nas eleições legislativas que faria Portugal "voltar ao passado da arrogância …

Balas com defeito que encravam armas. PSP confirma, mas diz que não é um problema

A Polícia de Segurança Pública (PSP) confirma que estão a ser utilizadas algumas balas com defeito que até encravam as armas, nos treinos dos candidatos a agentes na Escola Prática de Polícia. Mas garante que …