Rangel “é um turista do carago”. SMS atestam que Vieira usou Benfica em “benefício pessoal”

Tiago Petinga / Lusa

O presidente do Benfica, Luis Filipe Vieira

Luís Filipe Vieira é um dos acusados da Operação Lex, com o Ministério Público (MP) a alegar que o presidente do Benfica utilizou o clube em “benefício pessoal” para obter uma cunha do juiz Rui Rangel.

O presidente do Benfica está acusado de um crime de recebimento indevido de vantagem por ter, alegadamente, oferecido a Rui Rangel bilhetes para jogos do Benfica em Portugal e no estrangeiro, bem como convites para o camarote presidencial e viagens com tudo pago para assistir às partidas do clube fora do país.

O despacho de acusação da Operação Lex argumenta que Vieira pretendia com essas supostas ofertas obter a ajuda do juiz no âmbito de um processo que uma das suas empresas tinha pendente no Tribunal Administrativo e Fiscal de Sintra, relacionado com uma dívida fiscal.

Em causa estava o pagamento de 1,6 milhões de euros relativos ao IRS de 2011, no âmbito de mais-valias obtidas em 2010. Em 2019, Vieira acabaria por ver a justiça dar-lhe razão, decidindo a anulação parcial da liquidação daquele valor.

“Pelo menos desde o ano de 2014, que os arguidos [Vieira, Fernando Tavares, vice-presidente do Benfica, Jorge Barroso, vice-presidente da Fundação Benfica, e Rangel] fizeram uso das vantagens que o SLB [Sport Lisboa e Benfica] reserva para os seus sócios e/ou para pessoas notáveis, vantagens de que os arguidos se socorreram para lograrem alcançar benefícios de carácter estritamente pessoal e totalmente alheios ao SLB”, salienta o MP no despacho de acusação a que o Correio da Manhã teve acesso.

Do processo fazem parte escutas telefónicas, bem como SMS trocadas entre alguns dos arguidos, nomeadamente entre Vieira, Rangel e Jorge Barroso.

Numa das mensagens trocadas por telefone, Rangel chegou a queixar-se de Vieira por este não lhe garantir bilhetes para a tribuna presidencial, ameaçando que isso o deixava sem vontade de resolver “os problemas dele” e criticando o facto de aquela zona VIP do Estádio da Luz estar sempre cheia com os “mesmos chulos de sempre”.

Já Vieira refere-se a Rangel como “um turista do carago” numa conversa telefónica com Jorge Barroso.

Os indícios recolhidos levam o MP a alegar que “todas as ofertas efectuadas a Rui Rangel foram benefícios, proveitos indevidamente recebidos“, “sem qualquer justificação na sua atribuição, ofertados por Luís Filipe Vieira, Jorge Barroso e Fernando Tavares, como forma de garantirem que Rui Rangel iria obter informações privilegiadas, referentes ao processo pendente no Tribunal Administrativo e Fiscal de Sintra, e influenciar o andamento desse processo, no sentido da sua aceleração, tal como era pretensão de Luís Filipe Vieira”, conforme transcreve a Visão.

“Esta acusação não é nada”

Vieira ainda não reagiu em nome próprio à acusação, mas o seu porta-voz, António Cunha Vaz, já referiu, em conferência de imprensa, que esta acusação “não é nada”.

“Esta forma de acusar é vergonhosa”, frisou ainda Cunha Vaz, notando que “parece que é feita de propósito para falhar”.

“Se é verdade que houve um juiz que recebeu dinheiro, recebeu de uma pessoa que desapareceu do processo”, atirou ainda o porta-voz de Vieira, realçando que o presidente do Benfica está de “consciência tranquila”.

Vieira arrisca uma pena de prisão até três anos ou uma multa de 360 dias pelo crime de oferta indevida de vantagem.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Vai-se embora ó Vieira, que não deixas saudades! Outro para presidente, que seja HONESTO e competente. Já chega de lamaçal neste clube centenário.

  2. Sou um simples coveiro e penso desempenhar com dedicação e zelo o meu trabalho. Trato todos por igual e com o mais sublime respeito pelo cadáver (antiga casa do seu EU). Logicamente sem discriminação racial ou de qualquer outro tipo, mesmo quando seja individualidade com títulos académicos ou honoríficos, assim como também não tendo em conta o seu património monetário e ou outros respeitantes a riqueza ou pobreza, pois a minha missão é simplesmente enterrar e enterrar bem. Confesso a todos tratar por igual, e que é uma missão que há 36 anos faço dela bandeira de orgulho profissional. Sem qualquer tipo de brejeirice, dou a minha sentida palavra, que ainda nenhum por mim enterrados se queixou, nem houve críticas de imparcialidade ou desleixo profissional. Como não há bela sem senão, apenas uma das vezes e que depois da cova estar coberta, vi-me na contingência de desenterrar um destes infortunados clientes. Tinha-me faltado a carteira. Afinal nunca me tinha acontecido, mas a mesma estava no bolso do defunto, um cigano que por casualidade só tinha sido cliente daquela vez. Ganho o vencimento mínimo nacional e tive de apresentar provas e conhecimento, habilitações literárias e exames médicos e psicológicos. Também é exigida uma compleição física em conformidade com a profissão. Ao invés, o meu patrão (o Presidente da Câmara) é um lingrinhas e nem sabe quase escrever, e nem lhe exigiram exames médicos e sei que tem asma. Entro muito depois de mim e ganha muito mais e anda de automóvel à borla, quero dizer que não o comprou, não gasta em combustível, nem seguro, nem em inspeções, nem em revisões, pneus, óleo e filtros e demais peças consumíveis ou não, até dizem que não tem carta. Acho que é mentira e difamação, pois quando vai de carro vai sempre às curva, o que indica que aprendeu a fazer curvas. Quando bate a Câmara paga. Como disse sou coveiro e tenho apreço pelos senhoras e senhoras do futebol, da política, advogados, juízes com ou sem ele (juízo). Por tal motivo não me importo de trabalhar para todos sem cobrar um tostão, além de que o farei com imparcialidade confessa, de o fazer o com PRAZER, o que não acontece com os restantes. Também gostava de enterrar o meu patrão e que penso ser uma obrigação e atenção que lhe devo. Mais digo que durante estes 35 anos de serviço neste cemitério e que enterrei um sem conta de corpos e que do mesmo modo fiz a exumação de outros tantos, digo sinceramente que todos os corpos estavam dentro da respetiva urna e que nenhum tinha ido para o céu, inferno ou purgatório. Estavam todinhos no mesmo sítio. Acreditem que se algum faltasse era uma grande bronca para mim porque os teria deixado fugir…

Não são só os lagartos. Os jacarés também são capazes de regenerar a sua cauda

Os jovens jacarés americanos (Alligator mississippiensis) têm a capacidade de regenerar as suas caudas até 18% do comprimento total do seu corpo, concluiu uma nova investigação da Universidade Estadual do Arizona, nos Estados Unidos. "O que …

"Morri no Paralelo79N". Diário revela as últimas horas de um explorador que morreu sozinho na Gronelândia

Os investigadores analisaram a última entrada do diário de explorador polar do século XX, Jørgen Brønlund, incluindo uma curiosa mancha negra, escrita antes de morrer sozinho no nordeste da Gronelândia, descobrindo o que lhe aconteceu …

Cybershoes. O problema de andar em Realidade Virtual pode já ter uma solução

Um dos problemas com os jogos de Realidade Virtual é que, normalmente, as experiências são definidas numa escala maior do que uma sala de estar. Assim, o jogador acaba por ter de ficar numa parte …

"Um tsunami de dívidas". O mundo deve a si mesmo 277 mil milhões de dólares

Prevê-se que até ao final deste ano, a dívida da economia mundial atinja os 277 mil milhões de dólares. A pandemia de covid-19 é um dos fatores responsáveis. A pandemia de covid-19 não só está a …

Empresas podem negar trabalho a quem não se quiser vacinar

"É obviamente possível" que as empresas evitem contratar um trabalhador se não quiserem ser vacinadas contra a covid-19. A presidente do Comité Económico e Social Europeu (CESE), Christa Schweng, admitiu a possibilidade de uma empresa se …

"A Suitable Boy". Um beijo numa série da Netflix provocou um escândalo (social e político) na Índia

A Netflix está a enfrentar uma reação negativa na Índia por causa de uma cena de um beijo entre duas personagens na série A Suitable Boy ("Um bom partido"). O partido no poder já pediu …

Irmãos transformaram 7 linhas de código num império de 36 mil milhões de dólares

Patrick e John Collison são dois jovens empreendedores irlandeses que fundaram a Stripe, uma empresa que criou uma solução alternativa para os pagamentos online, avaliada em 36 mil milhões de dólares. Em vez de construirem soluções …

ECDC. Portugal terá "níveis muito baixos" de novos casos se mantiver restrições

Se Portugal mantiver as restrições adotadas atualmente, irá registar em dezembro “níveis muito baixos” de novos casos de covid-19. O Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), criado com a missão de ajudar os …

Com apenas 14 anos, Xiaoyu é o adolescente mais alto do mundo. Mede 2,21 metros

Ren Keyu nasceu na China a 18 de outubro de 2006, e no dia em que comemorou o seu 14º aniversário recebeu também o título do Guinness World Records do adolescente mais alto do mundo, …

Jerónimo "não está a prazo" no PCP (e vai continuar a negociar com o PS)

O PCP continua disponível para negociar com o PS, mas não a troco de nada. Quanto ao quinto mandato consecutivo enquanto secretário-geral do partido, Jerónimo avisou, este domingo, que não está "a prazo". No discurso de …