Historiadores acreditam que a Rainha Isabel II é descendente de Maomé

(dr) Jason Bell / Clarence House

A Família Real Britânica no dia do baptizado do príncipe George. Descendentes de Maomé?

Será a Rainha Isabel II de Inglaterra descendente de Maomé? Aparentemente disparatada, a possibilidade de Isabel II e o fundador do Islão terem uma relação de parentesco é grande – pelo menos segundo defende um grupo de historiadores que estudou 43 gerações da árvore genealógica da rainha britânica.

A hipótese de haver uma proximidade genealógica entre estas duas figuras emblemáticas para a história da Humanidade não é uma novidade. O primeiro estudo a sugerir a ideia foi apresentado em 1985 pela Burke’s Peerage, autoridade britânica fundada em 1826 pelo genealogista John Burke e especializada nas relações sanguíneas da realeza britânica.

Os primeiros indícios da ascendência islâmica de Isabel II surgem na pista da presença de muçulmanos na Espanha medieval e de uma ligação a Fátima, filha do Profeta Maomé.

O estudo da Burke’s Peerage sugeria então que Isabel II seria descendente de uma princesa muçulmana do século XI, chamada Zaida, que teria fugido de casa, em Sevilha, antes de se converter ao cristianismo.

Zaida seria a quarta esposa do sultão de Sevilha, Al-Mu’tamid ibn Abbad, do qual teve um filho, Sancho, cuja filha mais tarde teria casado com o Conde de Cambridge. Mas a origem de Zaida é discutida por alguns historiadores, que sustentam que a princesa seria na realidade filha de um califa descendente do profeta muçulmano.

Segundo o Daily Mail, nos anos 1980, representantes da Burke’s Peerage chegaram a escrever uma carta para a então primeira-ministra Margareth Thatcher, na qual manifestavam o seu receio acerca do eventual impacto da revelação de tal notícia.

A ligação da família real com Maomé não pode ser tornada pública para proteger a família real de terroristas islâmicos. O povo britânico desconhece o facto de que o sangue de Maomé corre nas veias da rainha. Por outro lado, os principais líderes religiosos muçulmanos estão orgulhosos desta ligação”, diz a nota citada pelo jornal britânico.

Os genealogistas consideram que o sangue de Isabel II tem a sua trajectória registada a partir do século 14, altura do nascimento do Conde de Cambridge, título de nobreza criado em 1362.

A ideia de que Isabel II e Maomé são parentes afastados ganhou entretanto novo fôlego, depois de o jornal marroquino Al-Ousboue ter publicado um estudo que traçou 43 gerações de ascendentes de Isabel II,  tendo conseguido seguir a linhagem da rainha britânica até ao profeta Maomé.

(dr)

Árvore genealógica da Rainha Isabel II

Abdelhamid Al-Auouni, jornalista do Al-Ousboue, expressou a sua alegria pela notícia da ligação genealógica entre as duas personagens históricas. “Esta ligação permite construir  uma ponte entre as nossas duas religiões e os nossos dois reinos“, diz Al-Auouni.

Já num fórum de discussão ateu árabe diz-se, entre outros comentários, quase todos em tons humorísticos, que “a rainha Isabel vai agora ter que reclamar o direito a governar os muçulmanos”. Outros consideram a notícia uma manobra de propaganda “para agradar aos cada vez mais numerosos súbditos muçulmanos” de sua majestade.

O Palácio de Buckingham, por seu turno, não fez nenhum tipo de comentário à notícia.

Isabel II é há 65 anos a rainha do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte, do Canadá, África do Sul, Austrália e Nova Zelândia, e de mais alguns reinos e territórios da Comonwealth. Estará preparada para lhes juntar mais um?

ZAP // Hypeness / Al-Ousboue

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Vendo bem a fotografia… Só falta colocar um turbante em cada um! São todos claramente árabes! É que não há qualquer dúvida!

Trump obriga grupo chinês a vender operações do TikTok nos EUA

O Presidente norte-americano deu, na sexta-feira, 90 dias ao grupo chinês ByteDance para vender as suas operações do TikTok nos Estados Unidos, segundo um decreto presidencial assinado por Donald Trump. Trump tem acusado nos últimos meses, …

Pandemia fez com que quase metade dos portugueses poupe menos

Quase metade dos portugueses (48%) afirma poupar menos devido ao impacto da pandemia, embora mais de um terço assuma que a crise sanitária está a ter um efeito positivo nos seus gastos, segundo um estudo …

"Ministra da Insensibilidade Social". CDS pede a demissão de Ana Mendes Godinho

O CDS criticou este sábado a reação da ministra a Solidariedade Social à morte de 18 idosos num lar em Reguengos de Monsaraz e considerou que Ana Mendes Godinho desvaloriza o impacto da pandemia nos …

Esgotos de dois milhões de portugueses monitorizados para prever segunda vaga de covid-19

Os esgotos de dois milhões de portugueses estão a ser monitorizados para detetar a eventual presença do vírus da covid-19 e prever uma nova vaga. O Jornal de Notícias avança este sábado que a análise está …

Covid-19. Mais 198 infetados e 3 mortes em Portugal

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 198 casos de infeção por covid-19 e três óbitos, de acordo com o boletim epidemiológico publicado pela Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico Direção-Geral da Saúde (DGS) desde …

Média já divulgaram publicidade institucional (mas Estado ainda não lhes pagou)

O Sindicato dos Jornalistas lamentou esta sexta-feira que o Governo não tenha disponibilizado os 15 milhões de euros relativos à compra antecipada de publicidade institucional, vincando que o executivo está em dívida com as empresas …

Autoridades admitem que extrema-direita vá vigiar manifestações antifascistas de domingo

A Frente Unitária Antifascista anunciou que vai organizar no próximo domingo duas manifestações - uma Lisboa (Praça Luís de Camões) e outra no Porto (Avenida dos Aliados). O mote é a luta contra o fascismo. Estas manifestações …

Marcelo não entende por que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido (e leu os relatórios de Reguengos)

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse, em declarações transmitidas pela RTP3, que não entende porque é que Portugal continua na "lista negra" do Reino Unido. Em declarações transmitidas pela RTP3 a partir de …

Estado só recuperou 21% dos créditos tóxicos do BPN

O Estado apenas recuperou 21% dos créditos tóxicos do Banco Português de Negócios, que derivaram da nacionalização da instituição bancária em 2008. Até final de 2019, o Estado só conseguiu recuperar 21% da carteira de créditos …

Novas matrículas "só" vão durar 45 anos (por causa das palavras obscenas)

O novo formato de matrículas entrou em vigor a 2 de março. As novas matrículas vão durar menos tempo do que poderiam porque não serão usadas combinações “que possam formar palavras ou siglas que se …