Rainha Fabíola da Bélgica deixa toda a herança a organização sem fins lucrativos

esther1616 / Flickr

A raínha Fabíola da Bélgica (1928-2014)

A raínha Fabíola da Bélgica (1928-2014)

A rainha Fabíola, viúva do rei Balduíno I, que morreu na sexta-feira, aos 86 anos, decidiu deixar todo o seu património pessoal a uma organização sem fins lucrativos para ajudar as pessoas mais desfavorecidas e necessitadas da Bélgica.

De acordo com a edição digital do ‘Le Soir’, citado pela agência EFE, o testamento da Raínha Fabíola, escrito nos últimos dias de vida, deixa a sua herança pessoal à organização “Obras da Rainha”, criada por ocasião do casamento com o Rei Balduíno da Bélgica, em 1960.

Agora vai realizar-se o inventário do património privado da rainha para determinar exatamente aquilo que será deixado a esta organização de solidariedade, segundo o jornal belga.

Fabíola, que não chegou a ter filhos, vai deixar a sua herança não aos sobrinhos mas à caridade, o que poderá contribuir para “restaurar a imagem” da monarca, depois das revelações segundos as quais teria criado três fundações para que o seu legado fosse parar às mãos da sua família, mas sem pagar os altos impostos de sucessão cobrados na Bélgica.

O ‘Le Soir’ recorda que, na Bélgica, os direitos de sucessão são “claramente menos importantes” no caso de se ceder uma herança a uma fundação.

Fabíola tinha sido acusada de usar a dotação que recebia como rainha do Estado para alimentar essas fundações, algo que a defunta sempre negou.

A viúva do rei Balduíno I esteve envolvida numa grande polémica quando em janeiro de 2013 se descobriu a existência da fundação ‘Fons Pereos’, uma entidade criada por ela que poderia ter permitido fazer chegar o seu dinheiro aos sobrinhos, fugindo à taxa de 70% que impõe a legislação belga quando não se trata de descendentes diretos.

Em julho, um tribunal de primeira instância determinou a dissolução da fundação.

Depois da polémica, o Governo belga decidiu reduzir as dotações à família real, em especial a da rainha Fabíola, e obrigou pela primeira vez os membros da casa real a pagar impostos sobre o dinheiro que recebem.

Fabíola de Mora e Aragão, rainha dos belgas durante mais de 30 anos, morreu na noite de sexta-feira no palácio de Stuyvenberg, em Bruxelas, onde viveu nos últimos anos de vida.

A Bélgica decretou sete dias de luto nacional antes do seu funeral, que se vai realizar na próxima sexta-feira, na catedral de San Miguel e Santa Gúdula, na capital, onde Fabíola se casou há 55 anos.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O novo castelo da Disney em Hong Kong é uma celebração da diversidade

O novo castelo da Disney, no parque temático de Hong Kong, quer celebrar a diversidade, homenageando não apenas uma das suas princesas, mas várias. Walt Disney morreu há 55 anos e, desde então, muita coisa mudou. …

Vacinas (ainda) não são o princípio do fim. Sociólogo prevê que demorará anos a limpar “destroços” da covid-19

O médico e sociólogo norte-americano Nicholas Christakis defende, em entrevista à agência Lusa, que as vacinas não são ainda o princípio do fim da pandemia, considerando que demorará anos a limpar “os destroços” da covid-19. “Somos …

Jornalista grego especializado em crime assassinado a tiro. Primeiro-ministro pede rapidez na investigação

Um jornalista grego especializado em assuntos criminais foi esta sexta-feira morto por desconhecidos em frente da sua casa em Alimos, nos subúrbios de Atenas, anunciou fonte policial. Giorgos Karaïvaz, jornalista da televisão privada grega Star, foi …

Após 5 meses, alguns Boeing 737 MAX terão de voltar a ficar em terra. Há um "possível problema elétrico"

Cinco meses após voltar a voar após dois acidentes fatais, a Boeing voltou a pedir aos seus clientes que imobilizassem algumas das suas aeronaves para corrigir um "possível problema elétrico". De acordo com a AFP, esta …

25 de Abril marca revolução na linha do Minho. CP vai pôr a circular comboios eléctricos

Os comboios eléctricos vão começar a circular na linha do Minho, nos serviços inter-regional e regional, no próximo dia 25 de Abril. Além disso, o comboio Intercidades também vai chegar a Valença. Estas novidades constituem uma …

Em homenagem ao príncipe Filipe, salvas de canhão ouviram-se em todo o Reino Unido (e Buckingham encheu-se de flores)

Salvas de tiros de canhão foram disparadas este sábado ao meio-dia em todo o Reino Unido em homenagem ao príncipe Filipe, marido da rainha Isabel II, que morreu na sexta-feira aos 99 anos. A partir da …

Fátima avança com 13 de Maio com peregrinos (se situação pandémica se mantiver estável)

Ao contrário do ano passado, as celebrações do 13 de Maio deste ano, em Fátima, deverão ocorrer com a presença de peregrinos caso a situação pandémica se mantenha estável.  O Santuário de Fátima prevê que as …

14 polícias mortos em ataque de guerrilhas. EUA anunciam sanções a empresa do Myanmar

Pelo menos 14 polícias perderam a vida este sábado no noroeste do Myanmar (antiga Birmânia) durante um ataque coordenado por várias guerrilhas étnicas, noticiaram meios de comunicação locais. O ataque, que deixou pelo menos cinco oficiais …

Sérgio Conceição criticou calendário da Liga (e arrasou jornalista da CMTV)

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, deu um raspanete a um jornalista da CMTV e apontou o dedo à Liga Profissional pela falta de tempo de descanso da sua equipa entre os jogos da Liga …

Mais 601 casos e seis óbitos em Portugal. Internamentos descem

Portugal registou, este sábado, mais seis mortes e 601 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde …