Queixas por atrasos nas pensões triplicaram. Há quem espere mais de um ano pela reforma

Manuel de Almeida / Lusa

O ministro do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, José António Vieira da Silva

O número de queixas por atrasos na atribuição de pensões triplicou em 2018, de acordo com dados da Provedoria de Justiça. Em média, a espera dos contribuintes situa-se entre 9 a 10 meses, mas há quem espere mais de um ano.

Em 2018, a Provedoria de Justiça recebeu 920 queixas de contribuintes devido a atrasos nos processos de atribuição de reformas, conforme dados divulgados pelo jornal Público.

Este número representa quase o triplo das reclamações que se verificaram em 2017.

Em média, estes contribuintes queixosos esperam entre 9 a 10 meses pela resposta do Centro Nacional de Pensões (CNP), o que ultrapassa largamente os 90 dias previstos. Mas há casos onde a espera pode demorar mais de um ano.

O problema não é novo e o Governo já tinha prometido “reduzir substancialmente as pendências”. Mas “tendo em conta a evolução do ritmo das queixas que chegam à Provedoria, as medidas para combater os atrasos no CNP ainda não surtiram efeito”, destaca a entidade numa nota enviada ao Público.

A Provedora de Justiça, Maria Lúcia Amaral, lamenta que há pessoas “obrigadas a trabalhar para além da idade legal da reforma” e que recebem pensões provisórias “por longos períodos” ou que “se veem privadas de qualquer rendimento por tempo indeterminado”.

Também os deputados têm sido confrontados com estas reclamações. “São centenas todos os meses”, constata o deputado do Bloco de Esquerda José Soeiro em declarações ao Público.

A Federação dos Sindicatos da Administração Pública (Fesap) já veio notar que estes atrasos são incompreensíveis, dando conta da existência de inúmeras queixas, conforme declarações à RTP.

ZAP //

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

    • É de bradar aos céus tanta desfaçatez destes pulhiticos. O Vieira da raríssimas para IPSS da sogra e para a raríssimas, bem como pôr a famila na manjedoura do governo, ou injetar milhões na banca é lesto. Para os desgraçados que tem pensões de miséria, como casos que conheço. Ao fim de quase um ano ainda ñ lhes foi atribuída qualquer pensão.

  1. É a técnica do Cativador. Tudo em prol de um défice exemplar. Para o alcançar é simples: não se paga e empurra-se tudo com a barriga. Esta gente devia ir presa.

  2. Tudo comandado por Centeno. A estratégia sub-retícia deste artista já é conhecida. Ir pagando aos bochechos, em tudo o que pode. Este é um dos casos.

  3. Sugiro que enquanto os atrasos no pagamento das pensões se mantiverem os Ministros, Deputados e demais políticos também não recebam o taco ao fim do mês!

Twitter apaga publicações de Bolsonaro que defendiam fim das medidas de contenção

O Twitter bloqueou dois vídeos publicados no perfil oficial de Jair Bolsonaro sobre a visita que fez no domingo a vários pontos de Brasília, contrariando as recomendações sanitárias da Organização Mundial de Saúde (OMS) para …

País vai entrar no "mês mais crítico" da pandemia (e medidas vão ser prolongadas)

O primeiro-ministro, António Costa, avisou esta segunda-feira que Portugal "vai entrar no mês mais crítico desta pandemia" da covid-19 e por isso é necessário que se prepare para esta fase. António Costa falava aos jornalistas na …

Bancos também dão moratória no crédito automóvel

Para além da moratória no crédito à habitação decretada pelo Governo, alguns bancos estão a alargar a moratória ao crédito de consumo, como por exemplo, à prestação do carro. Face à pandemia de covid-19, o Governo …

Justiça dos Estados Unidos investiga senadores por delitos financeiros

Vários senadores norte-americanos estão a ser investigados por terem vendido ações depois de terem recebido briefings sobre a pandemia de covid-19. De acordo com a CNN, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos começou a investigar …

MAI aconselha que se circule com comprovativo de deslocação

Este domingo, o Ministério da Administração Interna (MAI) aconselhou os automobilistas a circular com comprovativos de deslocação. Além de fazer um apelo aos automobilistas para que circulem apenas quando for absolutamente imperioso, o Ministério da Administração …

Casos de covid-19 sobem 7,5% em Portugal. Há 140 mortos

De acordo com o boletim epidemiológico da Direção-geral da Saúde, há 6.408 casos de covid-19 em Portugal - mais 446 do que no domingo. Mortes sobem de 119 para 140 e o número de recuperados mantém-se …

Aulas à distância, provas de aferição e exames. O 3.º período ainda é incerto

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, assegurou, esta segunda-feira, que as notas dos 2.º período serão publicadas. Porém, a forma como o 3.º período vai decorrer ainda é incerta. Em entrevista à Renascença, Tiago Brandão …

José Mourinho revela o melhor "onze" que já treinou

José Mourinho elegeu o melhor 'onze' que já treinou ao longo da carreira. O técnico português não incluiu nenhum jogador do Tottenham nem do Manchester United. O jornal britânico Manchester Evening News propôs a José Mourinho …

EUA alargam medidas de distanciamento social até 30 de abril. Mortes podem chegar às 200 mil

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, prolongou as recomendações nacionais de distanciamento social por mais um mês, até 30 de abril. O período inicial de 15 dias terminava esta segunda-feira. “Distância social, essa é a …

Férias da Páscoa interrompem apoio financeiro para os pais

A chegada das férias escolares, que se iniciam esta segunda-feira, em contexto de emergência nacional, levou o Governo a reforçar e alargar o regime da justificação de faltas, mas não o apoio financeiro disponível no …