A qualidade do sémen dos jovens suíços está num “estado crítico”

Investigadores suíços realizaram o primeiro estudo nacional sobre a qualidade do sémen, concluindo que apenas 38% dos homens têm os valores dos parâmetros para homens férteis acima das normas estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS). A qualidade do sémen dos jovens suíços está em “estado crítico”, afirmou um dos responsáveis pela análise, que incluiu 2523 indivíduos.

A contagem de esperma tem diminuído constantemente nas últimas cinco décadas, com diferenças regionais no mundo ocidental. No caso dos homens suíços, nenhum estudo tinha avaliado, até à data, a sua saúde reprodutiva.

Segundo noticiou o Tech Explorist na quarta-feira, cientistas da Universidade de Genebra (UNIGE), na Suíça, em conjunto com outras instituições e com apoio logístico do exército suíço, avaliaram pela primeira vez a qualidade do sémen de homens entre 18 e 22 anos.

No estudo, publicado na terça-feira na revista Andrology, foram analisados jovens de todas as regiões da Suíça, durante o recrutamento militar, quanto ao volume do sémen, à concentração espermática, à motilidade e à morfologia. Os participantes preencheram ainda um questionário sobre a sua saúde, o estilo de vida, a dieta e a educação.

Os pais dos jovens foram também analisados ​​relativamente ao estilo de vida, à dieta, à saúde e à gravidez. Esta etapa foi projetada para avaliar as condições em que a gestação ocorreu e avaliar o possível impacto sobre a saúde reprodutiva dos participantes.

A qualidade do sémen é definida por três parâmetros importantes: a concentração de espermatozóides, a sua motilidade e a sua morfologia.

De acordo com Rita Rahban, investigadora do Departamento de Medicina Genética e Desenvolvimento e primeira autora do estudo, valores baixos nos parâmetros podem refletir na fertilidade masculina e na sua capacidade para reproduzir.

A contagem de espermatozóides varia de um país para outro, com concentrações médias entre 41 a 67 milhões por mililitro de sémen nos jovens europeus. A título de comparação, os homens suíços, com 47 milhões por mililitro de sémen, acompanham países como a Dinamarca, a Noruega e a Alemanha.

Os resultados do estudo indicam que 17% dos jovens tinham uma concentração de espermatozóides abaixo de 15 milhões por mililitro e 25% tinham menos de 40% de espermatozóides no seu sémen. A taxa de formas morfologicamente normais foi inferior a 4% em 40% dos indivíduos.

“Precisamos ser cautelosos em relação à análises ao sémen. Não é totalmente preditivo da fertilidade. Mas, em termos gerais, os resultados sugerem que a qualidade espermática dos jovens na Suíça está num estado crítico e que sua futura fertilidade será, com toda probabilidade, afetada”, afirmou Alfred Senn, andrologista e co-autor do estudo.

Não foram identificadas variações na qualidade dos espermatozóides entre as várias regiões geográficas da Suíça – urbanas e rurais -, nem entre os diferentes estilos de vida.

No entanto, como indicou Serge Nef, professor do Departamento de Medicina Genética e Desenvolvimento da Faculdade de Medicina da UNIGE, a infertilidade foi mais comum entre os homens expostos ao tabagismo materno durante o desenvolvimento embrionário.

Os cientistas analisaram igualmente a relação entre a má qualidade do sémen e o aumento do cancro testicular. Essa análise foi realizada com recurso a dados obtidos no Instituto Nacional de Cancro Epidemiologia e Registo (NICER).

“Por 35 anos, o cancro no testículo tem crescido constantemente, com mais de 10 casos por cada 100 mil homens, o que é muito alto em comparação com outros países europeus. A qualidade do esperma é geralmente menor em países onde a incidência de cancro testicular é alta. Isso é, quase certamente, o resultado de um desenvolvimento testicular alterado no estágio fetal, precisando os cientistas de investigar melhor essa área”, referiu Serge Nef.

Já Rita Rahban acrescentou: “Também gostaríamos de voltar a analisar os 2.523 homens que participaram no estudo daqui a cerca de 10 anos, para acompanhar a sua saúde reprodutiva e verificar se tiveram filhos ou se sofreram de cancro testicular, por exemplo”.

“Com a tendência atual de ter filhos mais tarde, a baixa contagem de espermatozóides entre homens jovens na Suíça – combinada com o declínio da fertilidade de mulheres mais velhas – terá um impacto nas taxas de conceção e nas gerações futuras. Isso levará a desafios sociais e financeiros significativos para a nossa sociedade”, completou o investigador Alfred Senn.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Descoberta em Alenquer uma das maiores muralhas do país do Calcolítico

Arqueólogos portugueses e espanhóis descobriram em Alenquer uma muralha monumental, uma das maiores do país do período Calcolítico, com quatro a cinco mil anos, após terem realizado este mês as primeiras escavações. A uma altitude de …

Minas americanas continuam inseguras apesar de multas de mil milhões de dólares

O veredito é dado pela sistema federal que multa as empresas mineiras: nem os mais de mil milhões de dólares em multas se revelaram suficientes para desencorajar as práticas inseguras do setor. Esta foi a conclusão …

Ainda há esperança. Corais do Atlântico reproduziram-se pela primeira vez em laboratório

Este é um avanço histórico que poderia ajudar a salvar corais em todo o mundo, incluindo o ameaçado recife da Flórida, nos Estados Unidos. O Aquário da Flórida, nos Estados Unidos, conseguiu que o coral Dendrogyra …

Cientistas descobrem a melhor maneira de ensinar uma nova língua a crianças

As pessoas muitas vezes assumem que as crianças aprendem novas línguas facilmente e sem esforço, independentemente da situação em que se encontram. Mas será verdade que as crianças absorvem linguagem como esponjas? Estudos mostraram que as …

Cientistas descobrem que as mantas gostam de socializar e de fazer amigos

Embora já tenham sido consideradas criaturas solitárias, um novo estudo descobriu que as mantas formam relações sociais e escolhem parceiros sociais. De acordo com o IFLScience, uma equipa de cientistas estudou mais de 500 grupos sociais …

Planta que não se reproduzia há 60 milhões de anos no Reino Unido revivida pelas alterações climáticas

Há 60 milhões de anos que as cicas não se reproduziam no Reino Unido. Agora, com a subida das temperaturas devido às alterações climáticas, fizeram-no pela primeira vez. As cicas são plantas lenhosas muito parecidas com …

Líderes políticos e religiosos ultraconservadores reunidos secretamente em Fátima

A reunião foi promovida pela International Catholic Legislators Network (ICLN). O encontro começou na quinta e termina este domingo. Entre muitos, conta com a participação do primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán. Vários líderes políticos e religiosos ultraconservadores …

Rio alerta para "divórcio violento" e medo de Costa em perder votos para o BE

O líder do PSD, Rui Rio, disse este sábado que as críticas de António Costa ao Bloco de Esquerda refletem "ingratidão" e o "medo" que o Partido Socialista tem em "perder" votos para os bloquistas …

Trump diz que Boris é "o homem certo" e promete "grande acordo comercial"

Os dois líderes estiveram reunidos à margem da cimeira do G7. Trump elogiou Boris e garantiu que o acordo comercial com o Reino Unido será rápido depois do Brexit. Johnson diz que será "fantástico". O Presidente …

Uma impressora 3D construiu uma casa em apenas 12 horas

A impressora 3D S-Squared (SQ3D) construiu um protótipo básico de uma casa em cerca de 12 horas. A estrutura tem 46 metros quadrados e foi construída através de uma mistura de cimento em camadas. O trabalho …