Putin pede cancelamento da sua autorização para enviar tropas para a Ucrânia

Kai Mörk / Wikimedia

O presidente da Rússia, Vladimir Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin

O Presidente russo, Vladimir Putin, pediu esta segunda-feira ao Parlamento russo para anular uma resolução que autorizava Moscovo a intervir militarmente na Ucrânia, decisão que já foi saudada pelas autoridades de Kiev.

O chefe de Estado russo “propôs ao Conselho da Federação, câmara alta do Parlamento russo, a anulação da decisão de 1 de março sobre a intervenção do exército russo em território ucraniano”, declarou o porta-voz da Presidência russa (Kremlin) Dmitri Peskov, citado pelas agências noticiosas russas.

A decisão foi tomada “com o objetivo de normalizar o ambiente e resolver a situação nas regiões orientais da Ucrânia”, indicou o mesmo porta-voz.

Momentos depois, o Presidente ucraniano, Petro Poroshenko, saudou a decisão de Vladimir Putin, afirmando que o pedido do Kremlin é um “primeiro passo concreto” para a resolução da situação na região leste do país.

“O Presidente Petro Poroshenko considera que o pedido de Vladimir Putin para anular a decisão que permitia a intervenção de forças russas na Ucrânia é um primeiro passo concreto após o apoio oficial do Presidente russo ao plano de paz ucraniano” para acabar com a insurreição separatista, referiu a Presidência ucraniana, num comunicado.

O Kremlin também informou que Putin fez este pedido numa missiva enviada ao Conselho da Federação, antes de partir para uma visita oficial à Áustria.

Um representante da câmara alta do Parlamento russo, Andrei Limov, disse, em declarações à agência russa Interfax, que os senadores irão anular na quarta-feira a resolução que autorizava a intervenção do exército russo.

A resolução, justificada pelas autoridades de Moscovo pela necessidade de defender os cidadãos russos residentes na Ucrânia, acabaria por contribuir, em março último, para a escalada do clima de tensão naquela região.

Na altura, a Rússia concentrou várias dezenas de milhares de soldados para exercícios perto da fronteira com a Ucrânia.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Esta empresa está a produzir "carne" feita de ar

Enquanto várias startups estão a vender "carne" feita de plantas, a Air Protein, uma empresa sediada na Califórnia, nos Estados Unidos, está a criar carne feita de ar. A ideia não é nova, uma vez que …

Autoridade da Concorrência faz buscas em cinco empresas de vigilância privada

A Autoridade da Concorrência (AdC) anunciou, esta segunda-feira, que realizou diligências de busca e apreensão em cinco empresas do setor da vigilância privada, no distrito de Lisboa, "por suspeitas de práticas anticoncorrenciais lesivas do normal …

"Breaking Bad" da vida real. Dois professores de Química acusados de produzir metanfetamina

Dois professores universitários de Química do estado do Arkansas, nos Estados Unidos, foram detidos no domingo por suspeitas de produzirem metanfetaminas. O caso tem atraído atenção mediática por se parecer inspirar no enredo da série …

TAP regista prejuízos de 111 milhões de euros até setembro

A TAP registou, nos primeiros nove meses deste ano, prejuízos acumulados de 111 milhões de euros que atribui a "variações cambiais sem impacto na tesouraria". "A TAP S.A. apurou um prejuízo acumulado, nos primeiros nove meses …

Coreia do Norte não está interessada em mais cimeiras com os EUA

A Coreia do Norte advertiu, esta segunda-feira, que "não está interessada" em mais cimeiras com os Estados Unidos, se Washington persistir na recusa em fazer concessões. A Coreia do Norte deu a Washington até ao final …

Refugiado detido que escreveu um livro pelo Whatsapp conquista a liberdade

O jornalista e escritor curdo-iraniano Behrouz Boochani, que estava detido há seis anos num centro de imigrantes na Austrália, conquistou a liberdade. Boochani escreveu, através de mensagens da rede social Whatsapp, o livro “No Friend But …

Pinto Luz não se resigna a disputar "campeonato dos pequeninos"

O candidato à liderança social-democrata afirmou, esta segunda-feira, não se resignar a um partido que disputa o "campeonato dos pequeninos" ou é "uma segunda escolha do PS", pedindo a "quem não gosta deste PSD" que …

Militares portugueses já salvaram mais de 14 mil migrantes no Mediterrâneo

Marinha, Polícia Marítima e Unidade de Controlo de Costa da GNR, ao serviço da agência Frontex, no sul de Espanha e de Itália, já resgataram 14.151 migrantes no Mediterrâneo desde 2014. As equipas militares portuguesas, a …

Estudantes de Medicina dizem adeus ao "terrível" Harrison

Mais de 2.700 recém-licenciados de Medicina realizaram, esta segunda-feira, a Prova Nacional de Acesso (PNA), que substitui o "terrível" Harrison. Esta segunda-feira, mais de 2.700 candidatos responderam pela primeira vez a 150 questões da Prova Nacional …

Vítimas de legionella de Vila Franca de Xira reclamam 2,6 milhões ao Estado

A Associação de Apoio às Vítimas do Surto de Legionella de Vila Franca de Xira reclama uma indemnização de 2,6 milhões de euros por falhas e omissões de entidades públicas em relação às vítimas que ficaram …