Putin ordena “tréguas diárias” em Ghouta Oriental para ajuda humanitária

premier.gov.ru

O presidente da Rússia, Vladimir Putin

O Presidente russo ordenou, esta segunda-feira, a instauração, a partir de amanhã, de uma “trégua humanitária” diária em Ghouta Oriental, enclave onde morreram mais de 500 pessoas na semana passada em resultado dos ataques das forças sírias.

“Por ordem do Presidente russo e com o objetivo de evitar as perdas entre os civis da Ghouta Oriental, uma trégua humanitária quotidiana será instaurada a partir de 27 de fevereiro, das 09h00 às 14h00″, referiu o ministro russo da Defesa, Serguei Choigou.

O governante russo afirmou que serão criados “corredores humanitários” para permitir a retirada de civis de Ghouta Oriental, onde os ataques de artilharia do regime sírio continuam a registar-se hoje, provocando a morte a 17 civis, de acordo com o Observatório Sírio dos Direitos do Homem (OSDH).

O período de tréguas para ajuda humanitária em Ghouta Oriental, região ocupada por rebeldes que combatem o regime de Bashar al-Assad, foi votada, por unanimidade, pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas, no sábado.

A resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas pediu um cessar fogo “sem demora” para permitir a ajuda humanitária durante um mês. O texto foi negociado durante duas semanas para ter a concordância da Rússia, aliado do regime de Damasco.

A Rússia disse hoje que o cessar-fogo na Síria só vai acontecer quando todos os beligerantes concordarem nas formas de o aplicar em todas as regiões em guerra no país.

“O cessar-fogo começará quando todos os beligerantes do conflito estiverem de acordo sobre como ele deve ser implementado para garantir que a cessação das hostilidades é total e se aplica a toda a Síria”, disse o ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergei Lavrov, em conferência de imprensa.

“Aqui dificilmente há espaço para interpretações, nem pode haver interpretações sobre a quem se estende a trégua proposta”, frisou.

Lavrov afirmou ainda que a resolução da ONU, que pede uma trégua de trinta dias na Síria, não afeta as ações do Governo de Damasco contra os terroristas que atuam no país. Entre os grupos terroristas, o ministro russo mencionou o Estado Islâmico, a Frente al Nusra e “todos os que com eles colaboram”.

“O cessar-fogo não afeta de nenhuma maneira as ações levadas a cabo pelo governo sírio, com o apoio da Rússia, contra todos os grupos terroristas“, afirmou Lavrov, que hoje teve uma conversa por telefone com o seu homólogo português, Augusto Santos Silva.

Acusou os EUA de levarem a cabo um plano para “destruir a Síria” e de criar “quase-estados” no seu território, para o qual continuará a sua campanha mediática para denegrir as forças governamentais sírias.

Lavrov mencionou o Observatório Sírio de Direitos Humanos entre as fontes a partir das quais a informação que faz parte da estratégia dos EUA irá fluir. “Jamais apoiaremos ações que permitam aos terroristas fugir às suas sanções“, enfatizou, acrescentando que já se veem intenções de aproveitar a resolução do Conselho de Segurança para outros fins.

Esta segunda-feira, o secretário-geral da ONU, António Guterres, exigiu que a resolução seja “aplicada imediatamente”. “Ghouta não pode esperar. É tempo de parar este inferno na Terra”, defendeu.

Também o Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos do Homem, Zeit Ra’ad Al Hussein, afirmou que o conflito na Síria, a par com os confrontos na República Democrática do Congo, Burundi, Iémen e Birmânia, estão a transformar-se em verdadeiros “matadouros de seres humanos”.

Organizações médicas e de defesa dos direitos humanos dão conta de que os ataques na Síria, nomeadamente em Ghouta Oriental, continuam, ou seja, o cessar fogo aprovado sábado não entrou efetivamente em vigor.

Desde o início dos ataques de Damasco contra Ghouta Oriental, a 18 de fevereiro, morreram pelo menos 521 civis, segundo os números divulgados pelo observatório sírio dos direitos humanos.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas criam algoritmo para identificar covid-19 a partir do som da tosse

Investigadores de vários países criaram um algoritmo que afirmam poder identificar se uma pessoa tem covid-19 a partir do som da sua tosse. Cientistas do México, Estados Unidos, Espanha e Itália, liderados por uma equipa do …

Para proteger o fundo do mar, novo sistema permite atracar vários barcos com uma só "âncora"

Quando vários barcos se amontoam numa enseada durante a noite, cada um deles lança uma âncora que pode potencialmente danificar os corais e a vida marinha no fundo do mar. O sistema Seafloat foi criado …

Japão e Estados Unidos assinam acordo de cooperação para exploração da Lua

O Ministério da Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia do Japão e a agência espacial dos Estados Unidos (NASA) assinaram um acordo de colaboração entre os dois países no programa Artemis, para a exploração da …

Washington Redskins mudam de nome por ser considerado racista

A equipa de futebol americano, até aqui denominada de Washington Redskins, vai abandonar essa designação, considerada de teor racista, para designar nativos da América do Norte. Em comunicado, a equipa de Washington explicou que, depois de uma …

Flores precisaram de cerca de 50 milhões de anos para se tornarem o que são hoje

As plantas com flor evoluíram há cerca de 100 milhões de anos, mas precisaram de outros 50 milhões de anos para diversificar e tornarem-se aquilo que são hoje, sugere uma equipa de investigadores. Os cientistas documentaram …

Estudo sugere que imunidade à covid-19 pode desaparecer em poucos meses

A imunidade adquirida por anticorpos após a cura da covid-19 pode desaparecer em alguns meses, o que poderá complicar o desenvolvimento de uma vacina eficaz a longo prazo, sugere um estudo britânico divulgado esta segunda-feira. "Este …

60 anos depois, já se sabe o que aconteceu aos 9 russos que desapareceram na Montanha da Morte

Passados 61 anos, o mistério da morte de nove esquiadores russos que faziam uma caminhada pelos Montes Urais, perto da chamada Montanha da Morte, foi finalmente resolvido. Em 1959, nove viajantes russos que faziam uma caminhada …

Médicos Sem Fronteiras é "institucionalmente racista", acusam atuais e ex-colaboradores

Uma declaração assinada por mil atuais e ex-funcionários revela que a Organização Não Governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF) é "institucionalmente racista" e reforça o colonialismo e a supremacia branca no trabalho humanitário que pratica. Na …

Empresa culpada pela crise de opioides fez contribuições políticas após declarar falência

A Purdue Pharma, empresa culpada pela crise de opioides nos Estados Unidos, fez contribuições políticas após ter sido processada e declarado falência. Os opioides são usados para aliviar a dor, mas também provocam uma sensação exagerada …

Norte-americano morre após ir a festa para provar que a covid-19 é uma farsa

Um norte-americano de 30 anos, de San Antonio, no estado do Texas, morreu de covid-19 depois de ir a uma festa para provar que a doença era uma farsa, informou a media local. O homem foi …