Putin acusa Ocidente de utilizar Navalny numa política para conter a Rússia

Alexei Druzhinin / Sputnik / Kremlin / EPA

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin

O Presidente russo, Vladimir Putin, acusou no domingo os países ocidentais de utilizarem o opositor Alexeï Navalny, preso, como parte de uma “política de contenção” da Rússia.

“Os nossos opositores ou os nossos potenciais adversários […] confiaram sempre em pessoas ambiciosas e sedentas de poder, sempre os usaram”, disse o Presidente russo numa entrevista realizada na quarta-feira, mas só divulgada no domingo pelo canal público Rossiya 24, citado pela agência Lusa.

Referindo-se às recentes manifestações após o regresso e, posterior prisão, de Navalny, o Presidente russo considerou que os protestos também foram alimentados a partir do estrangeiro no contexto da pandemia do novo coronavírus.

“Utilizam essa personagem [Navalny] justamente agora, num momento em que todos os países do mundo, inclusive o nosso, vivem num contexto de esgotamento, frustração e insatisfação” por causa “das condições em que vivem e da diminuição dos rendimentos”, acrescentou o chefe de Estado.

Para Putin, “os inúmeros sucessos” da Rússia, no plano militar, mas também na gestão da pandemia de covid-19, aliada ainda à conceção da vacina Sputnik V, “estão a começar a irritar” os adversários de Moscovo. “Quanto mais fortes nos tornamos, mais forte é a política de contenção”, argumentou.

Navalny voltou à Rússia em janeiro após vários meses na Alemanha, onde recuperou de um envenenamento pelo qual acusa o Kremlin e os serviços secretos russos (FSB). Foi preso no aeroporto e um tribunal russo sentenciou-o a uma pena de prisão de dois anos no início de fevereiro, revogando a suspensão de uma sentença anterior.

Por todo o país, várias têm sido as manifestações para exigir a sua libertação, num contexto mais amplo de descontentamento com a queda dos padrões de vida. Os protestos contra a política de Putin já levaram à detenção de mais de 10 mil pessoas, a grande maioria condenada a curtas penas de prisão.

A extensão da repressão foi denunciada por países europeus e pelos Estados Unidos, mas também por muitas organizações não governamentais e por parte da imprensa russa. A União Europeia (UE), cujas relações com Moscovo já estão deterioradas, indicou que está a considerar novas sanções a Moscovo, o que irritou as autoridades russas.

Mulheres em solidariedade com a esposa de Navalny

Cerca de 300 mulheres formaram no domingo uma corrente de solidariedade no centro de Moscovo para apoiar Yulia Navalnaya, esposa de Navalny, e exigir a libertação de prisioneiros políticos. Todas as participantes no evento da Rua Arbat, que durou duas horas e terminou sem prisões, usavam uma fita branca, flores e corações de papel.

“Queremos politizar o Dia dos Namorados e lembrar que o amor é mais forte do que o medo”, referia o anúncio do evento publicado na rede social Facebook.

Em São Petersburgo, cerca de 70 mulheres formaram outra corrente de solidariedade com as mesmas reivindicações expressas pelas manifestantes em Moscovo.

 

Yulia Navalnaya foi presa duas vezes em janeiro durante protestos em apoio ao seu marido, que ocorreram em 23 e 31 de janeiro.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Entre cursos de água e "kahns", a Alemanha ainda alberga uma minoria étnica de língua eslava

As nações europeias nasceram e desvaneceram ao longo do tempo, mas há uma minoria étnica de língua eslava que permanece dentro da Alemanha. Lehde é uma pacata vila, com cerca 150 habitantes, de ilhas pantanosas interligadas …

Itália 3-0 Suíça | Squadra Azzurra volta a ganhar e a encantar

A Itália tornou-se hoje a primeira seleção a garantir o apuramento para os oitavos de final do Euro2020 de futebol, ao vencer a Suíça por 3-0, em encontro da segunda jornada do Grupo A, disputado …

Sony apresenta o seu primeiro drone, o Airpeak S1

Há algum tempo que a Sony planeava lançar um drone, agora, é oficial. A empresa de tecnologia apresentou um drone chamado Airpeak S1 que será, muito provavelmente, o primeiro de muitos. A Sony anunciou oficialmente o …

Candidaturas a astronauta da Agência Espacial Europeia encerram na sexta-feira

Os candidatos têm de ter, pelo menos, um mestrado e experiência profissional, serem fluentes em inglês e ter mais de 1,30 metros.  O prazo para apresentação de candidaturas a vagas para novos astronautas da Agência Espacial …

Dois meses no escuro. Valentina Miozzo passou a quarentena sozinha no Ártico

A pandemia de covid-19 foi um duro golpe de solidão forçada para a maioria das pessoas, mas para a italiana Valentina Miozzo foi a oportunidade perfeita para usufruir de alguns momentos a sós. A meio da …

Pedras misteriosas provocam "corrida aos diamantes" na África do Sul

Uma verdadeira "febre de diamantes" assolou a vila de KwaHlathi, na província de KwaZulu-Natal, litoral da África do Sul. Centenas de pessoas, com utensílios caseiros a servir de engenhos de mineração, ocuparam um terreno à …

Designer cria um "terceiro olho" para quem vive agarrado ao telemóvel

Um designer industrial sul-coreano criou, recentemente, um “terceiro olho” para ajudar aqueles que, mesmo em andamento, não conseguem tirar os olhos do telemóvel. O designer industrial Minwook Paeng criou recentemente o The Third Eye ('terceiro olho' …

Depois de Ronaldo e da Coca Cola, Pogba imitou-o com a Heineken (e a UEFA podia castigar Portugal e França)

Após Cristiano Ronaldo ter removido duas garrafas de Coca Cola da mesa onde se sentou para uma conferência de imprensa no Euro 2020, foi a vez do francês Paul Pogba ter feito o mesmo com …

Adeptos portugueses proibidos de entrar na "fan zone" de Budapeste

Momento confuso numa zona da capital da Hungria, na véspera do jogo com Portugal, na estreia no Europeu 2020. A Hungria não escapou ao coronavírus mas, entre os países que recebem jogos do Europeu 2020, é …

Mulher recebe quatro certificados de imunidade - e nenhum é válido

O governo da Hungria está a emitir cartões que garantem que determinada pessoa, na teoria, é imune ao coronavírus. Mas nem tudo corre bem. A vida nas ruas da Hungria é diferente do que se vive …