Putin não quer repetir os erros dos outros países

Yuri Kochetkov / EPA

Vladimir Putin diz que “o pico da epidemia ainda não foi superado”, mas garante que tem “em consideração as experiências positivas e negativas de outros países”.

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou esta terça-feira para que se evite repetir os erros de outros países na luta contra o novo coronavírus e advertiu que o país ainda não chegou ao ponto máximo da sua propagação.

“Seguimos muito atentamente a situação, temos em consideração as experiências positivas e negativas de outros países. E volto a dizer, o pico da epidemia ainda não foi superado. É extremamente importante não repetir os erros dos outros”, disse Putin.

O chefe de Estado russo pronunciava-se numa videoconferência com membros do Governo e representantes de centros médicos especializados em virologia, com parte das declarações transmitidas pela cadeia televisiva Rossiya 24.

“É muito importante conhecer as vossas opiniões sobre a possibilidade de reduzir o número de dias em que não trabalham muitas empresas do país, se é possível fazê-lo proximamente, e quais os vossos prognósticos a curto prazo”, declarou Putin, que no dia 2 de abril decretou uma pausa laboral durante todo o mês para conter a propagação.

Putin acrescentou que gostaria de conhecer as perspetivas sobre o surgimento de uma nova vacina contra a covid-19. “Sei que as nossas instituições da área, juntamente com os cientistas, virologistas, farmacêuticos e médicos trabalham num sistema especial de profilaxia, incluindo a criação de uma vacina e de métodos eficazes de tratamento”, disse.

Os últimos dados oficiais indicam 7.497 casos diagnosticados na Rússia, incluindo 1.154 nas últimas 24 horas, e 58 mortos. O principal foco infeccioso situa-se em Moscovo, com 5.181 casos confirmados, dois terços do total do país, e 31 falecimentos.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 1,3 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 75 mil. Dos casos de infeção, cerca de 290 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Os ditadores são todos teimosos, veja-se agora o caso de alguns à direita outros à esquerda mas neste caso os últimos parecem menos brincalhões com coisas sérias.

RESPONDER

"Nenhuma era apenas um número". NYT dedica toda a primeira página a mil vítimas da pandemia

Mil nomes de pessoas numa primeira página. O jornal norte-americano The New York Times dedicou a primeira página da edição deste domingo a mil vítimas mortais da pandemia de covid-19, para assinalar a iminente passagem …

A economia é a vítima colateral da estratégia singular da Suécia

A Suécia deixou nas mãos dos cidadãos a responsabilidade pela sua saúde e a abordagem relaxada do país em relação à pandemia de covid-19 trouxe resultados negativos. O Governo sueco não impôs um confinamento à população …

Polícia de Hong Kong detém 180 manifestantes. E elogia lei da segurança nacional

A polícia de Hong Kong elogiou a lei da segurança nacional chinesa, horas depois de ter detido pelo menos 180 manifestantes que protestaram, este domingo, contra a legislação anunciada por Pequim. O comissário da polícia, Tang Ping-keung, …

Pinto da Costa recandidata-se a "pensar nas dificuldades do presente"

Pinto da Costa admitiu, este domingo, no lançamento do site oficial da recandidatura à presidência do FC Porto, que vai a eleições "a pensar nas dificuldades tremendas do presente". No site oficial da sua candidatura, Pinto …

Abraços e apertos de mão. Bolsonaro junta-se a manifestação sem distanciamento social

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, participou, este domingo, em mais uma manifestação sem respeitar as regras de distanciamento social. A manifestação decorrer na Praça dos Três Poderes, em Brasília. De acordo com o jornal Público, …

"Relativamente rápido". Centeno acredita que países europeus vão recuperar da crise até ao fim de 2022

O ministro das Finanças português e presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, acredita que a União Europeia vai conseguir ultrapassar a crise económica provocada pela pandemia de covid-19 de forma "relativamente rápida". Em entrevista ao jornal alemão …

Florentino congelado e Jota (e mais dois) na porta de saída. Mercado já mexe na Luz

Apesar da pandemia, que paralisou quase todas as competições europeias e que deverá atrasar a janela de transferência no futebol, o mercado já mexe na Luz. A imprensa desportiva dá conta nesta segunda-feira que Florentino …

Cova da Piedade abandona direção da Liga e convida Proença a demitir-se

O Cova da Piedade juntou-se ao Benfica na decisão de abandonar a direção da Liga de clubes e convidou Pedro Proença a demitir-se da presidência do organismo. Em comunicado, o Cova da Piedade justifica a decisão …

Milhares foram a banhos este domingo. Só nas praias da Caparica estiveram mais de 180 mil pessoas

As elevadas temperaturas que se fizeram sentir neste domingo levaram milhares de portugueses à praias. Só na Costa da Caparica, no concelho de Almada, mais de 180 mil pessoas foram a banhos. Entre as 9 e …

"Há outras prioridades". Ana Gomes está a refletir sem "pressa" sobre eventual candidatura a Belém

No espaço de comentário da SIC Notícias, a ex-eurodeputada Ana Gomes disse que ainda está a "refletir" sobre uma eventual candidatura à Presidência da República. Ana Gomes ainda não tomou uma decisão sobre uma possível candidatura …