Putin aprovou lei que descriminaliza a violência doméstica

(dr) Gabinete Presidencial de Imprensa e Informação da Rússia

O presidente da Rússia, Vladimir Putin

O presidente da Rússia, Vladimir Putin

O Presidente russo promulgou esta terça-feira a lei que despenaliza a violência doméstica, na qual as agressões que não causem lesões deixam de ser consideradas crime.

De acordo com a nova lei, as agressões que causem dor física, mas não lesões, e deixem hematomas, arranhões e ferimentos superficiais na vítima não vão ser consideradas um crime, mas sim uma contraordenação.

Com esta alteração, que já tinha sido aprovada nas duas câmaras do Parlamento, as agressões a familiares passam a ser consideradas contraordenações e só quando a pessoa em questão volta a agredir o mesmo familiar no prazo de um ano é que pode ser processada, através de um pagamento de uma multa que pode ir até aos 500 euros ou condenada a uma pena de prisão até 15 dias.

De acordo com estatísticas do governo russo, cerca de 40% de todos os crimes violentos são cometidos no seio familiar: 36 mil mulheres são agredidas pelos parceiros todos os dias e 26 mil crianças são atacadas pelos pais a cada ano.

Foi neste contexto que, no ano passado, foi aprovada uma alteração ao Código Penal russo que criminalizava a violência doméstica. Desde julho de 2016, as agressões em relações de intimidade passaram a ser consideradas uma ofensa criminal, punidas com dois anos de prisão, enquanto a agressão a pessoas que não fazem parte do círculo familiar era encarada como uma contraordenação.

No entanto, de acordo com os deputados, a criminalização da violência doméstica gerava interpretações “abusivas” do Código Penal. Por isso, as responsáveis pela iniciativa, duas deputadas e duas senadoras do Rússia Unida, partido ao qual pertence Putin, argumentam que apenas querem descriminalizar as agressões que não causam dano à saúde das vítimas.

A deputada ultraconservadora Yelena Mizúlina, que defendeu a alteração agora aprovada, afirmou que era preciso mudar a legislação para impedir o Estado de se meter em assuntos familiares e declarou que ninguém deve ser condenado a dois anos de prisão e rotulado de criminoso para o resto da sua vida por dar “uma bofetada”.

“Na cultura familiar tradicional russa, os relacionamentos pais-filhos são construídos com base na autoridade dos pais. As leis devem apoiar essa tradição familiar”, afirmou.

Entre 12 a 14 mil mulheres morrem todos os anos agredidas pelos seus companheiros na Rússia, segundo dados divulgados pelo Ministério do Interior do país em 2008, enquanto outras fontes afirmam que uma mulher morre a cada 40 minutos vítima da violência de género no país. Mesmo assim, quase 60% dos russos apoiavam uma redução da punição para conflitos menores no âmbito familiar.

A nova alteração à lei levou a muitas críticas de ativistas de defesa dos direitos humanos, quer na Rússia quer no contexto internacional. Uma petição online conseguiu reunir mais de 250 mil assinaturas.

ZAP ZAP // EFE

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Que vergonha! Há leis ridículas, vergonhosas e antiéticas neste mundo… Em pleno século 21 há ainda muito por fazer pelos Direitos Humanos. Muito mesmo!

RESPONDER

Navalny. Ministros europeus analisam situação de opositor russo

Os ministros dos Negócios Estrangeiros europeus vão analisar a situação de Alexei Navalny, opositor à Presidência russa cujo estado de saúde se agravou devido à greve de fome que iniciou na prisão, anunciou este domingo …

Espanha aprova lei para proteger as crianças contra a violência. Decisão é pioneira a nível mundial

Espanha está a pouco mais de um mês de dar um passo importante em prol da defesa dos direitos sociais dos cidadãos. O Congresso dos Deputados aprovou na passada quinta-feira o projeto de lei de …

Quase toda a ferrovia portuguesa foi construída pela monarquia. Pela primeira vez, Portugal vai ter um Plano Ferroviário

Pela primeira vez, Portugal vai ter um Plano Ferroviário Nacional (PFN). Esta segunda-feira, é dado o pontapé de saída para o debate nacional sobre a ferrovia. Em declarações à TSF, o ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno …

Sporting volta à carga por Yaremchuk, mas tem concorrência de Paulo Fonseca

Roman Yaremchuk volta a entrar na equação do Sporting. O avançado ucraniano leva 20 golos esta temporada e pode ser reforço para a próxima temporada. O Sporting CP não desiste de procurar opções para o ataque, …

Atraso de três meses do Governo terá facilitado venda de barragens da EDP

O Ministério do Ambiente demorou quase três meses a pedir uma avaliação do negócio das seis barragens da EDP à Engie, o que terá facilitado o processo de venda. Em 30 de julho de 2020, a …

Marques Mendes acredita que Sócrates tem ajudado a extrema-direita a crescer

Segundo Luís Marques Mendes, José Sócrates "tem dado um contributo enorme, enorme, enorme para o crescimento da extrema-direita em Portugal". No seu habitual espaço de comentário no Jornal da Noite da SIC, Luís Marques Mendes defendeu …

Rio impôs candidatos a Leiria e Castelo Branco (e causou desconforto no PSD)

Em Leiria e Castelo Branco as estruturas locais do PSD mostraram-se descontentes com as escolhas de Rui Rio para a corrida às autárquicas e imputam os resultados de outubro à direção nacional do partido. Ainda no …

José Mourinho despedido do Tottenham

José Mourinho foi despedido do comando técnico do Tottenham. Os maus resultados da equipa ditaram a saída do treinador. A notícia é avançada esta segunda-feira pelo portal britânico The Athletic. O lugar do português já há …

Começou a "fotografia perfeita da população". Já pode responder aos Censos pela Internet

Os Censos 2021, a maior operação estatística nacional, já arrancou. Com as cartas com os códigos que os recenseadores distribuíram pelas casas dos portugueses, já é possível responder ao inquérito pela Internet. Os Censos são o …

Foi descoberta a evidência mais antiga de um cão domesticado na Arábia

Os ossos de um cão, descobertos em 2018 na Arábia Saudita, podem representar o exemplo mais antigo da domesticação deste animal naquela região. De acordo com o site Live Science, os ossos do cão, com seis …