PSP só registou agressão a jovem na noite de S. João três dias depois

Nicol Quinayas / Facebook

Nicol Quinayas, a colombiana agredida no São João no Porto

Os agentes da PSP que foram chamados para o caso da agressão à jovem colombiana Nicol Quinayas, de 21 anos, na noite de S. João, no Porto, levaram três dias a redigir o auto da ocorrência. E só o fizeram depois de Nicol ter apresentado queixa na esquadra e de o caso ter sido noticiado.

A jovem foi violentamente agredida e insultada, na madrugada de domingo, no Porto, por um segurança da empresa 2045 a exercer funções de fiscalização para a STCP (Serviço de Transportes Colectivos do Porto).

Os agentes da PSP que foram ao local ignoraram Nicol e as testemunhas da agressão e só registaram os “dados de agressor”, reporta o jornal Público. A PSP só fez a participação da ocorrência três dias depois, aponta o diário, notando que antes disso Nicol fez queixa na esquadra e que o caso foi reportado pelos órgãos de informação.

Uma fonte da Direcção Nacional da PSP refere ao Público que a data do auto é de 27 de Junho, enquanto a agressão ocorreu na madrugada de 24 de Junho. Nicol fez queixa no dia 25 de Junho numa esquadra.

A Inspecção-Geral da Administração Interna (IGAI) nota ao Público que vai “monitorizar a situação” através de “um processo de índole administrativa“, solicitando, nomeadamente, à Direcção Nacional da PSP para “se pronunciar sobre o procedimento adoptado”.

A Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial refere, por seu lado, que vai remeter o caso para o Ministério Público.

(dr) Nicol Quinayas

PS exige acção do Governo e debate sobre racismo

Bloco de Esquerda, PCP e PS já vieram a terreiro condenar o sucedido, pedindo respostas sobre a actuação da PSP. O PS exigiu ao Governo que actue junto das forças policiais para que haja consequências da agressão “racista” de que foi vítima a jovem colombiana e que conclua “rapidamente” o diploma sobre segurança privada.

Palavras do Presidente do PS, Carlos César, que também deixa recados ao Governo, notando que “é importante que conclua rapidamente a proposta de lei para disciplinar melhor a actividade da segurança privada”.

“É importante também que o Governo tenha consciência de que aquilo que se passou não foi uma mera desavença”, sublinha Carlos César. “Foi uma agressão com um fundamento racista, que não pode deixar de ser registada no plano político”, considera.

O Presidente do PS também reforça que “é importante que na sociedade portuguesa não se escondam acontecimentos como estes, que não sejam mascarados ou trivializados” e que sejam, “antes, devidamente valorizados”, e destaca que “é importante que se aprofunde o debate sobre o racismo”.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Totalmente contra o segurança, mas como não sou parvo se as imagens apresentadas correspondessem á verdade? bem nunca em 4 ou 5 dias que perfazem hoje. Como via na televisão hoje só pequenos sinais de agressão, nem com muito gelo etc esses sinais desapareceriam quase por completo e nem com maquilhagem acho.
    Mas concordo em absoluto que se investigue e castigue fortemente até como exemplo.

RESPONDER

PRR terá mecanismo de fiscalização no Parlamento. PSD quer bazuca durante a presidência portuguesa da UE

O ministro do Planeamento, Nelson Souza recebeu nesta terça-feira, os partidos com assento parlamentar e as deputadas não inscritas para conversas bilaterais sobre o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). Trata-se da chamada "bazuca" que virá …

Ministro da Saúde austríaco demite-se por falta de apoio na gestão da pandemia

O ministro da Saúde de Áustria, Rudolf Anschober, anunciou esta terça-feira a sua demissão, devido à falta de apoio na gestão da crise pandémica, cessando funções na próxima segunda-feira. "A situação é dramática nos serviços de …

OMS quer suspender venda de mamíferos selvagens vivos em mercados de alimentos

A Organização Mundial de Saúde defende a suspensão da venda de mamíferos selvagens vivos nos mercados de alimentos para evitar a propagação de doenças, avança a AFP. "Os animais, especialmente os selvagens, são a fonte de …

“Frescura, juventude e capacidade“. Coligação improvável em Penafiel junta PS e partido de Tino de Rans

O PS e o partido RIR, liderado pelo ex-candidato presidencial Vitorino Silva, formaram a coligação Penafiel Unido, que vai concorrer às autárquicas em Penafiel, distrito do Porto, com Paulo Araújo Correia como cabeça de lista, …

Marcelo, IL e Chega querem avanço do desconfinamento. PSD pede travão nos concelhos de maior risco

Marcelo Rebelo de Sousa ouviu os partidos ao longo desta tarde. A renovação de mais um Estado de Emergência está na mira, mas há quem não concorde. O Presidente da República começou por receber o Iniciativa …

MP "não nos ligava patavina. Zero", disse major Vasco Brazão

O major Vasco Brazão, ex-porta-voz da Polícia Judiciária Militar (PJM), disse esta terça-feira ao coletivo de juízes do Tribunal de Santarém que o Ministério Público (MP) não "ligava patavina" à investigação e às diligências sobre …

Especialista alerta que uso de máscara aumentou doenças da voz

A otorrinolaringologista Clara Capucho alertou que o uso de máscaras imposto pela pandemia da covid-19 aumentou o número de patologias da voz, sobretudo nos aparelhos vocais dos portugueses. O alerta da coordenadora da Unidade de Voz …

Tóquio2020. Missão portuguesa deve ser vacinada para diminuir "insegurança" dos atletas

O presidente do Comité Olímpico de Portugal (COP), José Manuel Constantino, deseja que a Missão portuguesa aos Jogos Olímpicos Tóquio2020 seja vacinada, quanto antes, considerando que a demora cria "insegurança" entre os atletas e restante …

Rússia proíbe oficialmente casamento entre pessoas do mesmo sexo

A Rússia proibiu oficialmente o casamento entre pessoas do mesmo sexo, numa emenda constitucional ratificada esta segunda-feira pelo Presidente russo, Vladimir Putin. Segundo avançou esta terça-feira a NBC, o deputado Pyotr Tolstoy, opositor ao casamento homossexual, …

Portugal não vai estar no Europeu feminino

Empate sem golos em Moscovo, depois da vitória da Rússia por 1-0, no Restelo. Fase final marcada para 2022, em Inglaterra. Ao contrário de 2017, a fase final do Europeu feminino de futebol não vai contar …