Secretário-geral adjunto do PS considera que PSD “não está confortável” com candidato ao Porto

ordemtoc / Flickr

José Luis Carneiro

O secretário-geral adjunto do PS considerou esta segunda-feira que o PSD “não está confortável com a escolha que fez” para a Câmara do Porto, depois de o presidente social-democrata ter acusado os socialistas de desistirem de ganhar.

“Mostra que o PSD não está confortável com a escolha que fez e está com medo do candidato ou candidata que venha a aparecer do PS”, disse José Luís Carneiro à margem de uma reunião com o reitor da Universidade do Porto (UP), depois de confrontado com declarações do presidente do PSD, Rui Rio.

A 14 de maio, o presidente do PSD acusou o PS de desistir de ganhar no Porto e de ir a jogo “com as reservas” nas autárquicas porque o líder socialista “apoia Rui Moreira”, o independente à frente da Câmara desde 2013.

“Nestas eleições do Porto em 2021, o PSD tem uma responsabilidade acrescida. O PS desistiu de ganhar o Porto, porque António Costa [líder do PS], na prática, apoia Rui Moreira [independente e atual presidente da Câmara] e, por isso, o PS nesta eleição vai apenas fazer figura de corpo presente”, disse Rui Rio, na ocasião.

No Porto, e numa cerimónia dedicada à candidatura de Vladimiro Feliz à Câmara nas autárquicas deste ano, Rui Rio acusou o PS, que ainda não apresentou candidato, de “só querer dificultar a vida ao PSD”.

O secretário-geral adjunto afirmou que o PS é um “grande partido” e quando vai a eleições vai para ganhar, ambição transversal a todas as câmaras do país. “O PS quando vai a jogo vai para ganhar”, sublinhou.

Sem revelar se será ou não candidato pelo PS à Câmara Municipal do Porto, José Luís Carneiro reforçou que a escolha dos candidatos socialistas “reveste-se de grande importância e significado” no Porto e em qualquer cidade do país.

“O diálogo com a estrutura local e federativa tem sido frutífero e, portanto, saíra uma equipa mobilizada para servir a região e concelho [Porto]”, vincou.

O socialista assinalou que as autarquias são decisivas na articulação com o Governo para relançar a economia e as condições de vida das populações.

Sobre a reunião com reitor, o socialista lembrou que a UP é “um dos mais importantes” motores de desenvolvimento económico, assim como de “aprofundamento do saber” da região.

Recordando a importância da instituição durante a pandemia de Covid-19, José Luís Carneiro salientou que a mesma tem mais de 6.000 alunos internacionais que são “vitais” para o comércio, alojamento e restauração.

Por esse motivo, o secretário-geral adjunto defendeu que a câmara deveria criar condições para estes mesmos alunos conhecerem e vivenciarem a região, tornando-os numa “espécie de diplomatas” da cidade e da região.

A Câmara do Porto é liderada pelo independente Rui Moreira, cujo movimento elegeu sete mandatos nas autárquicas de 2017, aos quais se somam quatro eleitos do PS, um do PSD e um da CDU.

Além do candidato do PSD, são já conhecidas as candidaturas de Ilda Figueiredo (CDU), Sérgio Aires (Bloco de Esquerda), Diogo Araújo Dantas (PPM) e André Eira (Volt Portugal). As eleições autárquicas têm de ser marcadas pelo Governo para entre 22 de setembro e 14 de outubro.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Três norte-americanos emitem carbono suficiente para matar uma pessoa, revela estudo

O estilo de vida de três norte-americanos leva a uma emissão de carbono suficiente para matar uma pessoa, revelou um novo artigo, concluindo ainda que as emissões de uma única usina a carvão podem causar …

Terceira dose da vacina da Pfizer aumenta "fortemente" a proteção contra a variante Delta

Farmacêutica norte-americana pretende submeter um novo pedido de autorização de emergência para a administração da terceira dose ao regulador, depois de já ter visto um pedido anterior ser recusado por falta de evidências científicas. Depois de …

Estabelecimentos abertos até às 02h00. Máscaras na rua acabam em setembro

O primeiro-ministro anunciou, esta quinta-feira, a partir do Palácio Nacional da Ajuda, as novas medidas de desconfinamento decididas no Conselho de Ministros. António Costa começou por referir que, graças às medidas restritivas dos últimos tempos, é …

Surpresa na Liga dos Campeões: Celtic é uma equipa de "terceira divisão"

Críticas à qualidade do plantel do gigante escocês, que nem passou da segunda pré-eliminatória de acesso à Liga dos Campeões. O Midtjylland fez a festa. Há uns tempos seria uma surpresa mas, nos anos mais recentes, …

Corrida à Câmara de Lisboa divide CDS. Mesquita Nunes junta-se aos críticos

A escolha de Filipe Anacoreta Correia, em vez de João Gonçalves Pereira, para número dois da lista à Câmara de Lisboa está a gerar uma guerra interna no CDS. A escolha de Filipe Anacoreta Correia para …

Tragédia Hillsborough: morreu uma vítima, depois de 32 anos em estado vegetativo

Andrew Devine faleceu aos 55 anos. É oficialmente a 97.ª pessoa a morrer por causa do desastre em 1989, em Sheffield. De 15 de abril de 1989 até 27 de julho de 2021 passaram mais de …

Trabalhadores da Google só regressam aos escritórios em outubro e todos vacinados

A maioria dos trabalhadores da Google só regressará aos escritórios em meados de outubro, depois de ser totalmente vacinada, numa tentativa de combater a disseminação da variante Delta do novo coronavírus SARS-COV-2, anunciou esta quarta-feira …

Primeiro-ministro tunisino terá sido agredido antes de concordar em renunciar

O primeiro-ministro da Tunísia, Hichem Mechichi, terá sido alegadamente agredido dentro do palácio presidencial antes de ser afastado de cargo pelo chefe de Estado do país, Kais Saied. Mechichi e o restante governo foram demitidos na …

Comissão Europeia envia primeiro “cheque” do PRR na próxima semana

A Comissão Europeia irá fazer o pagamento da primeira verba do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) no decorrer da próxima semana. Na sessão de assinatura dos contratos do Mecanismo de Recuperação e Resiliência da União …

Marcelo pede ao TC fiscalização do artigo 6.º da Carta de Direitos na Era Digital

O Presidente da República pediu, esta quinta-feira, ao Tribunal Constitucional a fiscalização sucessiva do artigo 6.º da Carta Portuguesa de Direitos Humanos na Era Digital em vigor, tendo em conta o "importante debate público" sobre …