Contam-se espingardas no PSD. Aguiar-Branco apoia Luís Montenegro

A menos de três meses da eleições diretas para a cadeira de Rui Rio, começama. a contar-se espingardas no PSD. O antigo ministro da Defesa José Pedro Aguiar-Branco manifestou esta terça-feira o seu apoio a Luís Montenegro.

No entender do antigo governante, que falava em declarações à Lusa, o antigo líder parlamentar de Passos Coelho quer partido como “alternativa clara e inequívoca” ao PS.

Aguiar-Branco, que também foi líder parlamentar do PSD e candidato à liderança em 2010, apelou ainda a que a questão do pagamento das quotas não seja “tema central” na campanha interna, considerando incompreensível que o futuro do partido e do país possa ficar dependente de saber “quem paga dois ou três euros de quotas por mês”.

“Respeito todos os candidatos à liderança e reconheço que têm todos mérito para virem a ser presidentes do PSD. O que determina a minha opção não tem uma natureza pessoal, mas sim o que entendo ser melhor para o PSD e para o país referente ao posicionamento estratégico que o partido deve ter”, explicou.

Para o ex-deputado, o PSD deve seguir uma estratégia de ser “uma inequívoca alternativa ao PS”. “É legítima uma opção que coloque o PSD numa lógica de subalternidade, mas eu entendo que é necessária uma afirmação clara e inequívoca em relação ao PS e essa é protagonizada de forma indiscutível pelo Luís Montenegro”, afirmou.

Aguiar-Branco considerou “exemplar” a forma como Montenegro desempenhou a liderança parlamentar do PSD durante os tempos da ‘troika’ e defendeu que será a melhor alternativa “em relação a um frentismo de esquerda liderado pelo PS”, desvalorizando o facto de o candidato não ser deputado na atual legislatura.

“Os grupos parlamentares do PSD – mesmo quando se tentou aparentar coisa diferente – sempre demonstraram serem leais com qualquer direção nacional”, afirmou, considerando que, mesmo durante a liderança de Rui Rio, a tensão com a bancada “foi mais forjada e fabricada do que era na realidade”.

Aguiar-Branco, que há dois anos não tomou posição na disputa interna entre Rio e Santana Lopes e em janeiro já tinha apoiado Luís Montenegro quando este defendeu a realização de diretas antecipadas, considerou que os resultados do PSD nas eleições europeias e legislativas confirmaram a sua visão sobre o posicionamento do partido.

“Uma alternativa ao PS tem de ser uma alternativa a tempo inteiro, não é durante duas semanas numa campanha eleitoral, o PSD tem de ser um partido charneira e agregador de uma alternativa clara ao PS (…) Essa afirmação em relação ao PS não surtiu efeito, tanto que houve duas derrotas eleitorais”, afirmou.

Aguiar-Branco reiterou que a sua opção não tem a ver com “méritos e capacidades individuais” dos candidatos, mas com o rumo que estes pretendem dar ao PSD, defendendo que o partido tem de ser uma alternativa ao PS em matérias como a defesa da iniciativa privada, “uma maior liberdade da dimensão da carga fiscal” e “os clientelismos e dependência do Estado”.

“É ilusório achar-se que hoje o PS é diferente e que António Costa é outra pessoa”, alertou.

Quotas não podem ser tema central

O antigo governante deixou ainda um apelo para que “não se reduzam estas eleições do PSD às questões de quotas”, um tema que “nada diz aos portugueses“. “Acho que é desejável que o futuro do partido e do país não fique dependente de quem paga dois ou três euros por mês de quota (…) O presidente do partido deve dar o exemplo em facilitar aquilo que seja a maior capacidade de votação de todos os militantes do PSD”, afirmou.

José Pedro Aguiar-Branco despediu-se em janeiro, por vontade própria, da Assembleia da República, onde foi deputado durante 14 anos.

Na altura, em entrevista à RTP, o ex-ministro da Defesa do último Governo PSD/CDS-PP anunciou que renunciava ao cargo de deputado para mostrar a Rui Rio que não precisava “de lugarzinhos” e pelo desejo de se dedicar à sua vida profissional como advogado.

As eleições diretas para a escolha do presidente do PSD foram agendadas para 11 de janeiro e o congresso nacional realiza-se entre 7 e 9 de fevereiro, em Viana do Castelo. Até ao momento, há três candidatos: Rui Rio, o atual presidente; Luís Montenegro, ex-líder parlamentar; e Miguel Pinto Luz, vice-presidente da câmara de Cascais, distrito de Lisboa.

Recentemente, o presidente da Confederação Empresarial de Portugal (CIP), António Saraiva, manifestouapoio à candidatura de Miguel Pinto Luz. Por sua vez, António Leitão Amaro revelou que vai apoiar Luís Montenegro.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

A "ilha dos deuses" do Japão vai cobrar bilhete de entrada aos turistas

Depois de locais como Veneza, em Itália, e a ilha dos dragões de Komodo, na Indonésia, também Miyajima, a "ilha dos deuses" do Japão, irá cobrar bilhete de entrada aos turistas. A ilha localiza-se a uma …

LASK 3-0 Sporting | Derrota rouba primeiro lugar ao leão

O Sporting foi à Áustria perder por 3-0 com o LASK Linz, terminando o Grupo D da Liga Europa no segundo lugar, ultrapassado precisamente pelo seu adversário desta quinta-feira. Com muitas alterações em relação ao …

Eintracht 2-3 Vitória SC | Reviravolta épica no adeus europeu

O Vitória de Guimarães fechou da melhor forma uma campanha europeia que não tinha sido a mais feliz até então, pese as boas exibições que foi somando, sem consequência nos marcadores finais. O Vitória de Guimarães, …

Argentina concede estatuto de refugiado a Evo Morales

O ex-Presidente da Bolívia, Evo Morales, chegou esta quinta-feira à Argentina procedente de Cuba, onde esteve para realizar uma consulta médica, e deverá permanecer no país, confirmou o ministro dos Negócios Estrangeiros argentino, Felipe Solá. "Evo …

Conselheiro de Trump criou perito fictício para discutir a China (e até o cita nos livros)

O principal conselheiro em política comercial da Casa Branca criou uma personagem fictícia, com um pseudónimo, para lançar discussões sobre o conflito comercial sino-norte-americano. De acordo com o jornal norte-americano New York Times, que avançou a …

Ataque a base militar no Níger faz mais de 70 mortos

Pelo menos 73 soldados nigerinos morreram num ataque a uma base militar em Inates, perto da fronteira com o Mali, na noite de terça-feira. De acordo com os números do exército do Níger, pelo menos …

Nem vegans, nem vegetarianos. É a dieta flexitariana que está a ganhar terreno em Portugal

Cerca de 9% da população portuguesa adoptou uma alimentação veggie, apostando no consumo de vegetais. Mas a nova tendência não são nem os vegetarianos que excluem a carne e o peixe da sua alimentação, nem …

Caretos de Podence elevados a Património Imaterial da Humanidade da UNESCO

Os Caretos de Podence foram declarados, esta quinta-feira, Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO. A decisão foi anunciada na Assembleia Geral da Convenção para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial, que decorre até sábado, em …

"Avó nazi" que negou Holocausto vai cumprir pena até ao fim

Um tribunal alemão decidiu esta quarta-feira que uma escritora e ativista neonazi de 91 anos, que cumpre uma sentença de dois anos por negar o Holocausto, não será libertada antes do fim da pena. Ursula Haverbeck …

Diplomacia entre Rússia e Alemanha agravada por morte de tchetcheno em Berlim

O ministro russo dos Negócios Estrangeiros Sergey Lavrov convocou esta quinta-feira o embaixador da Alemanha na Rússia, Geza Andreas von Gyr, para lhe comunicar que os "dois colaboradores da embaixada alemã tinham sido declarados 'persona …