PS votou quase 60% das vezes com o PSD nesta legislatura e afastou-se da esquerda

1

Mário Cruz / Lusa

Na legislatura anterior, os parceiros da geringonça estiveram em concordância em 65% dos votos. Nesta legislatura, os valores não chegam a 45%.

Segundo os cálculos da Renascença, na última legislatura, o PS votou ao lado do PSD em quase 60% das 3941 iniciativas parlamentares.

Os sociais-democratas foram também os principais aliados dos socialistas, tendo o PS concordado com o PSD mais do que com qualquer outro partido, incluindo os parceiros da geringonça BE e PCP, ao contrário do que aconteceu em 2015.

O afastamento do PS em relação aos partidos da esquerda começou a acentuar-se em 2018. Frederico Muñoz contabilizou as votações desta legislatura até 27 de Outubro de 2021, tendo a Renascença depois analisado os votos de Novembro.

Das 3941 iniciativas que foram a votos no parlamento entre 25 de Outubro de 2019 e 26 de Novembro de 2021, o PS votou com o PSD 2321 vezes. Os socialistas ficaram do lado dos comunistas e do Bloco em menos de metade das votações, tendo apoiado o PCP 40% das vezes e votado com o BE em 42% das propostas.

Já na legislatura anterior, o alinhamento entre os parceiros da geringonça era bastante maior, com o BE e o PCP a votarem em concordância com o PS 65% das vezes.

Muñoz considera ainda que as conclusões mais relevantes surgem quando se distingue entre votos contra e abstenções. “Se um partido vota a favor e outro se abstém ou um terceiro vota contra é, nesse contexto, exactamente o mesmo. Eu não creio que seja rigorosamente verdade, no sentido em que uma abstenção não é o mesmo que um voto contra, do ponto de vista daquilo que é a sua distância programática”, revela o especialista.

O analista sublinha também que a maioria das votações são em questões económicas e que existem partidos que podem parecer próximos nestes votos mas que têm posições muito diferentes noutras áreas “que simplesmente não são sujeitas a tantos votos”.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.