PS, PSD e Chega tiveram prejuízo na campanha das Legislativas

Miguel A. Lopes / Lusa

As contas dos partidos com a campanha das Legislativas mostram que apenas dois registaram lucros, três apresentaram contas equilibradas e outros três tiveram prejuízo. 

De acordo com o jornal Público, as contas dos partidos com a campanha das eleições Legislativas de 2019 já foram publicadas e mostram que PS, PSD e Chega tiveram prejuízo.

Os socialistas foram os que tiveram mais receitas (cerca de 2,6 milhões de euros), mas também foram os que fizeram mais despesa (quase três milhões), tendo fechado com um saldo negativo de quase 367 mil euros.

No caso do PSD, a campanha social-democrata registou um prejuízo bastante menor, na ordem dos 2519,31 euros, com as receitas a ficarem abaixo das despesas, ambas perto de 1,9 milhões de euros.

O Chega, que elegeu, pela primeira vez, um deputado para a Assembleia da República, apresentou receitas nulas e gastos acima de 25.600 euros, o que aponta para um prejuízo dessa dimensão, escreve o mesmo jornal.

Segundo o diário, as contas enviadas pelos partidos para a Entidade das Contas e Financiamentos Políticos (ECFP) mostram ainda que CDS e Iniciativa Liberal registaram lucro, enquanto BE, CDU e PAN conseguiram que as receitas cobrissem as despesas.

Os centristas tiveram receitas na ordem dos 964 mil euros e despesas de quase 784 mil, o que dá lucros de cerca de 180 mil euros. O Iniciativa Liberal, por sua vez, que também se estreou no Parlamento, obteve receitas de 66 mil euros e despesas quase no mesmo valor, tendo conseguido arrecadar quase 600 euros.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.