PS e BE afastados “porque dá jeito” (e os riscos de andar para trás)

António Pedro Santos, João Relvas / Lusa

Rui Rio (PSD), Catarina Martins (Bloco de Esquerda)

O líder do PSD alertou este domingo para o distanciamento do PS em relação ao BE, porque “dá jeito para as eleições”, notando ser uma tentativa de “limpar” a proximidade dos últimos quatro anos e eventuais aproximações futuras.

“A distância do PS que tenho notado não é nas sondagens, é a distância relativamente ao BE, que é uma coisa que custa a entender. Enquanto foi útil para o PS, o PS andou quatro anos com o BE ao colo, e o BE com o PS ao colo.

“Agora, como dá jeito nas eleições fazer uma demarcação do BE, o PS faz a demarcação. A 6 de outubro, se precisar, volta a chegar-se ao BE”, criticou Rui Rio no Porto, em declarações aos jornalistas após um percurso de bicicleta e antes de uma caminhada para assinalar o Dia Europeu Sem Carros.

Questionado sobre se se trata de um distanciamento útil, o líder do PSD respondeu “obviamente”, observando que o PS, “depois de ter estado encostado à esquerda durante quatro anos, e de voltar a encostar-se se precisar, quer durante o período eleitoral afastar-se para tentar limpar esse aspeto”.

Disputa é “entre o PS e a esquerda”

A coordenadora do BE afirmou hoje que “a disputa” nas eleições legislativas de 06 de outubro é, “naturalmente, feita entre o PS e a esquerda, pois o programa da direita não serve” e o país já o deitou fora.

“Agora, o que conta é saber o que queremos construir. E essa disputa é, naturalmente, feita entre o Partido Socialista e a esquerda – sobre o projeto para o país”, disse Catarina Martins no Porto, distrito pelo qual encabeça a lista às legislativas, num comício na Praça dos Poveiros.

Observando que “o programa da direita já não serve para este país”, a líder bloquista notou que, “se os últimos quatro anos mudaram o país com mais justiça, dignidade e respeito, foi porque o BE cumpriu o seu compromisso”, nomeadamente “por mais justiça com o trabalho”, ao mesmo tempo que não esquece “quem ficou para trás”.

Os riscos de se “andar para trás”

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, alertou este domingo que há “riscos” de se “andar para trás” nas legislativas, com votos no PSD e no CDS-PP, “mas também no PS”, considerando que para se “avançar” é preciso “dar mais força à CDU”.

Os riscos de andar para trás existem não apenas com o voto no PSD e no CDS, mas também com o voto no PS“, afirmou Jerónimo de Sousa, num almoço convívio da CDU na vila de Aljustrel, no distrito de Beja, no Alentejo.

Segundo Jerónimo de Sousa, “veja-se como acenam com o espantalho de novas crises para justificar a recusa de medidas para resolver os problemas dos trabalhadores e das populações e como dramatizam o discurso contra o perigo das exigências excessivas que põem em causa a estabilidade”.

Segundo Jerónimo de Sousa, “muitas das medidas” tomadas na atual legislatura que “os trabalhadores e a maioria dos portugueses reconhecem como positivas têm a marca da iniciativa e do voto dos partidos da CDU“, ou seja, do PCP e do Partido Ecologista Os Verdes.

“Sim, várias medidas mostram que tudo o que é avanço, tudo o que é medida positiva a favor dos trabalhadores e do povo tem a marca do PCP e do PEV”, disse, frisando que foram “avanços conquistados a pulso“, porque “muito do que se conseguiu não estava no programa do PS e, para avançar, foi preciso ultrapassar muitas e fortes resistências”.

“Ou a CDU tem força e o país avança ou, não se iludam, o caminho é andar para trás outra vez”, concluiu o líder comunista.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Após o ataque a Alcochete, Bruno Fernandes ficou "mais nervoso" e com "mais ansiedade"

O futebolista disse, esta terça-feira, ter ficado "mais nervoso" e com "mais ansiedade" depois do ataque à academia do Sporting, no qual viu agressões a Rui Patrício, William Carvalho, Acuña e Bataglia. Bruno Fernandes foi ouvido, …

"Abusei da amizade". Santos Silva confessa que pediu ajuda a Sócrates num concurso público

O empresário Carlos Santos Silva confessou no primeiro dia de interrogatório com Ivo Rosa que chegou a sugerir ao antigo primeiro-ministro José Sócrates que o ajudasse num concurso público em que o Grupo Lena participou. De …

O Nepal proibiu, mas mulheres continuam a ser forçadas a dormir em "cabanas menstruais"

"Chaupadi" é uma tradição hindu, característica do Nepal, que força as mulheres a dormirem num abrigo quando estão menstruadas por serem consideradas impuras. Segundo o IFLScience, uma nova investigação mostra que 77% das raparigas que vivem …

O golo "doloroso" de Ansu Fati que fez dele o mais jovem jogador a marcar na Champions

Ansu Fati, avançado do Barcelona, tornou-se no mais jovem jogador de sempre a marcar um golo na Liga dos Campeões. Com 17 anos e 40 dias de idade, o espanhol faz mais uma vez história …

Almeida Henriques suspeito de receber avença enquanto esteve no Governo por favores a empresário

Almeida Henriques, antigo secretário de Estado Adjunto da Economia e Desenvolvimento Regional do Governo de Passos Coelho, e atual presidente da Câmara de Viseu, é suspeito de ter recebido dinheiro por favores ao empresário Agostinho …

Costa responde a Ventura: Programa do Governo não muda "semana sim semana não"

Recorrendo à ironia, o primeiro-ministro, António Costa, respondeu esta terça-feira ao deputado único do Chega, afirmando que o programa do Governo não muda "semana sim, semana não" consoante as críticas. No debate quinzenal na Assembleia da …

Pela primeira vez, porcos nascem com células de macaco (e morrem uma semana depois)

Pela primeira vez, cientistas chineses criaram pequenos leitões com órgãos que continham células de macaco. Os animais acabaram por morrer todos no espaço de uma semana. Os investigadores travam uma longa batalha para vir a desenvolver …

Iniciativa Liberal anuncia voto contra OE2020

O deputado único e presidente da Iniciativa Liberal (IL) anunciou esta terça-feira que o partido votará contra o Orçamento do Estado para 2020, depois de uma reunião com o Governo. "Este orçamento vai dar corpo ao …

Funcionários admitidos até 2005 podem perder férias se estiverem de baixa prolongada

Os funcionários públicos admitidos antes de 2006 e que estiverem de baixa por doença superior a 30 dias podem vir a perder dias de férias, segundo uma proposta do Governo ainda em negociação com os …

Tiroteio num supermercado em Nova Jersey faz seis mortos

As autoridades de Nova Jersey, nos Estados Unidos, informaram que o tiroteio registado num supermercado, esta terça-feira, causou seis mortos, entre os quais um polícia e dois suspeitos da autoria dos disparos. Os disparos foram ouvidos …