Provável pátria do primeiro asteróide interestelar revelada

ESA / M. Kornmesser / European Southern Observatory

Impressão de artista do primeiro asteróide interestelar: `Oumuamua.

Cientistas calcularam a trajetória do movimento do Oumuamua, o primeiro asteróide interestelar, mencionando alguns sistemas estelares de onde o asteróide pode ter saído em direção ao Sol e à Terra há mais de um milhão de anos.

O astrónomo belga Olivier Hainaut e os seus colegas afirmaram que a pátria mais provável do Oumuamua poderá ser a anã vermelha HIP 3757 da constelação Cetus a 77 anos-luz da Terra.

Em outubro do ano passado, através do telescópio automático Pan-STARRS1 foi descoberto o primeiro corpo celeste “interestelar”.

Este objeto foi classificado convencionalmente como sendo um “cometa” e recebeu o nome temporário de C/2017 U1. Depois de descoberto, dezenas de telescópios terrestres e orbitais começaram a vigiá-lo.

Antes de deixar o espaço próximo da Terra, os cientistas obtiveram um grande número de imagens e dados sobre as características físicas do “migrante”, revelando que ele é mais parecido com um asteroide do que com um cometa.

O asteróide foi renomeado para 1I/2017-U1, e mais tarde batizado de Oumuamua, que tem um significa próximo a “um mensageiro longínquo que chegou primeiro” no idioma dos habitantes nativos das ilhas havaianas.

Os cientistas contaram todas as estrelas que estavam à distância de 2 parsecs da trajetória seguida pelo cometa em direção ao Sol e à Terra e calcularam as condições em que o objeto poderia deixar esses sistemas estelares. A investigação foi publicada a 24 de setembro no arquivo online arXiv.org.

Segundo o cientista belga Olivier Hainaut, apenas quatro das estrelas que a trajetória do Oumuamua atravessa poderiam gerar um objeto com tal tamanho e velocidade.

Além da anã vermelha HIP 3757, a pátria do Oumuamua pode ainda ser uma estrela semelhante ao Sol, chamada HD 292249, da constelação de Monoceros a 135 anos-luz. De acordo com os astrónomos, a distância de HIP 3757 e de HD 292249 até à Terra teria levado, respetivamente, um e quatro milhões de anos a percorrer.

Na lista dos cientistas entraram mais duas estrelas — a 2MASS J0233 e a NLTT 36959, das constelações Cetus e Virgo, a 66 e 300 anos-luz da Terra. As suas características tornam-nas semelhantes ao Sol e a outras anãs amarelas e laranja.

Contudo, os astrónomos ainda não descobriram sinais de presença de outros corpos celestes pequenos nas estrelas enumeradas, por isso não se pode concluir qual das hipóteses formuladas é na verdade a pátria do Oumuamua.

Em Março de 2018, uma publicação revelou que o asteróide teria vindo, provavelmente, de um sistema binário.

Por outro lado, a diminuição do número de candidatos a esse papel permite concluir que as estrelas geram com mais frequência este tipo de “viajantes interestelar” e qual a quantidade de viajantes no Sistema Solar.

PARTILHAR

RESPONDER

Estúdios de tatuagens podem reabrir na segunda-feira

Os estúdios de tatuagens e de ‘bodypiercing’ vão poder reabrir na segunda-feira juntamente com outros serviços de atendimento ao público e comerciais, mas terão de funcionar mediante marcação prévia e cumprindo as regras sanitárias. Na resolução …

As rãs de cristal revelaram uma nova forma de camuflagem

As rãs de cristal são bem conhecidas pela sua pele transparente, mas, até agora, o motivo desta curiosa característica não tinha recebido atenção experimental. Uma equipa de cientistas da Universidade de Bristol, no Reino Unido, da …

Pescador encontra destroços de navio que terá naufragado há mais de 200 anos

Arqueólogos mexicanos localizaram os destroços de um navio na costa do estado de Quintana Roo, no México, e acreditam que o mesmo terá naufragado há mais de 200 anos. De acordo com a BBC, o naufrágio …

Bloco apoia travão ao desconfinamento na região de Lisboa

O Bloco de Esquerda apoiou o adiamento do levantamento de restrições impostas pela pandemia na região de Lisboa e Vale do Tejo, destacando que é importante aumentar a vigilância nas empresas de construção e trabalho …

Descoberto "cemitério" de mamutes nos arredores da Cidade do México

Investigadores descobriram um "cemitério" com cerca de 60 mamutes nos arredores da Cidade do México, avança o Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do país. De acordo com o site Live Science, a descoberta aconteceu, …

David Luiz confirma rumores. Regresso "vai acontecer se o presidente permitir e os adeptos quiserem"

David Luiz confirmou este sábado os rumores que davam conta que o Benfica e o jogador estavam a negociar um eventual regresso do brasileiro à Luz. Em entrevista ao desportivo Record, David Luiz confirmou a …

Cães treinados para proteger animais selvagens salvam 45 rinocerontes

Há inúmeras razões que explicam o motivo pelo qual os cães são conhecidos como o melhor amigo do Homem. Além de leais e inteligentes, dão sempre o corpo às balas, mesmo nos piores momentos. Quarenta e …

Fez-se história. Foguetão da SpaceX lançado com sucesso rumo à EEI

O primeiro foguetão concebido e construído por uma empresa privada, a SpaceX, de Elon Musk, levando a bordo dois astronautas foi lançado este sábado na presença do Presidente do Estados Unidos, Donald Trump. O lançamento decorreu …

"A Rússia não permitirá a privatização da Lua", avisa Roscosmos

A Rússia não permitirá a privatização da Lua, independentemente de quem avance a iniciativa, avisou o chefe da agência espacial russa (Roscosmos), Dmitri Rogozin, em entrevista ao jornal Komsomólskaya Pravda. "Não permitiremos que ninguém privatize a …

Plataforma flutuante extrai energia das ondas, do vento e do Sol

A empresa alemã Sinn Power criou uma plataforma marítima flutuante capaz de gerar energia renovável a partir de ondas, vento e energia solar. A plataforma híbrida combina turbinas eólicas, painéis solares e coletores de energia das …