Português identifica proteína que pode desbloquear imunoterapia contra o cancro

The Francis Crick Institute

O investigador português Caetano Reis e Sousa.

Uma proteína que ajuda os tumores a escaparem ao sistema imunológico e, em certos tipos de cancro, está associada a uma menor probabilidade de sobrevivência, foi identificada por um grupo de investigadores liderados pelo português Caetano Reis e Sousa.

O estudo do grupo do Instituto Francis Crick, publicado hoje na revista Cell, identifica uma proteína que está presente no plasma sanguíneo e também é expelida por células cancerosas, a “gelsolina segregada”, que interfere na resposta do sistema imunológico, bloqueando um recetor dentro das células dendríticas.

Uma parte crucial da resposta do sistema imunológico ao cancro é um grupo de células brancas do sangue, chamadas células T CD8 +, que matam as células tumorais.

Antes de lançar sua resposta antitumoral, essas células devem ser informadas sobre quem devem atacar por outra célula do sistema imunológico, chamada célula dendrítica.

Sem nenhuma instrução transmitida às células T, os tumores conseguem evitar a resposta do sistema imunológico.

A equipa do instituto localizado em Londres analisou dados clínicos e amostras de pacientes com 10 tipos diferentes de cancro e descobriu que indivíduos com cancro de fígado, cabeça e pescoço e estômago, que têm níveis mais baixos dessa proteína nos seus tumores, tinham maiores probabilidades de sobrevivência.

“A interação entre as células tumorais, o ambiente envolvente e o sistema imunológico é um quadro complexo. E embora as imunoterapias tenham revolucionado a forma como certos tipos de cancro são tratados, ainda há muito a perceber sobre quem tem maior probabilidade de beneficiar”, disse Caetano Reis e Sousa, autor e líder de grupo do Laboratório de Imunobiologia de Crick, num comunicado da instituição.

Este mecanismo era até agora desconhecido e abre novos caminhos para o desenvolvimento de medicamentos que aumentem o número de pacientes com diferentes tipos de cancro a beneficiar de imunoterapias.

O trabalho baseia-se na investigação do grupo liderado pelo português da equipa em biologia celular dendrítica e a forma como o sistema imunitário responde à presença de uma infeção ou ao desenvolvimento de um tumor.

Caetano Reis e Sousa nasceu em Lisboa, mas mudou-se para o Reino Unido em 1984, onde terminou os estudos secundários antes de estudar Biologia no Imperial College, em Londres, e um doutoramento em Imunologia em Oxford.

Em 2019 foi eleito membro da Royal Society, o primeiro português em 200 anos a entrar como ‘fellow’ para a academia de ciências britânica.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Há avanços Científicos, cujas divulgações são como uma bufada de ar fresco, en comparação as inúteis e falaciosas pseudo descobertas cientificas publicadas por alguns “Iluminados”. Boa sorte a este Investigador !

RESPONDER

Reunião no Infarmed. Especialistas propõem plano de quatro níveis (e a máscara cai no nível 2)

A sede da Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed), em Lisboa, voltou a acolher mais uma reunião de peritos esta terça-feira. Foi apresentada uma proposta de alteração da matriz de risco, assente em quatro níveis. Portugal não …

Mais de 11.300 suspeitas de reações adversas às vacinas registadas em Portugal

Mais de 11.300 suspeitas de reações adversas às vacinas contra a covid-19 foram registadas em Portugal e houve 68 casos de morte comunicados em idosos, mas não está demonstrada a relação causa-efeito, segundo o Infarmed. De …

Incêndios "sem precedentes" devastam Sardenha

Condições climatéricas adversas e severas, como altas temperaturas e ventos fortes, estiveram na origem dos incêndios florestais que se registaram em vários países do sul do continente europeu, como Itália, Espanha, França ou Grécia. A ilha …

Gabriel foi afastado do plantel e pode ser reforço de Rui Vitória

Jorge Jesus não conta com Gabriel para a próxima temporada e já colocou o médio a treinar à parte do plantel, acompanhado por um preparador físico. O Benfica está a trabalhar com o representante do jogador …

Governo quer reduzir para três o número de testemunhas em processos civis

O Governo quer reduzir para três o número máximo de testemunhas por cada facto que se queira ver provado em tribunal no âmbito de um processo, visando aumentar a celeridade e estabelecer um critério de …

Myanmar. Junta militar anula resultados das eleições de 2020

Militares entendem que a votação não foi "livre e justa". Anúncio da anulação das eleições de 2020 não foi acompanhado de uma data para a realização de um novo ato eleitoral — tal como seria …

Contas públicas agravam-se face a 2020. Receita fiscal volta a crescer

Ministério de João Leão atribui incumprimento à terceira vaga da economia, que significou novas restrições à circulação e nos horários dos estabelecimentos. A receita fiscal e contributiva cresceu, um sinal animador para uma recuperação económica …

Ugarte está a caminho de Alvalade, mas Amorim quer mais três reforços

O Sporting já terá garantido a contratação de Manuel Ugarte, mas Rúben Amorim ainda quer trazer mais um avançado, um extremo e um defesa-central. Depois de várias rondas de negociações, o Sporting finalmente chegou a acordo …

Marcelo começou a receber partidos. "Recuperação socioeconómica" é preocupação comum

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, começou a receber os partidos políticos com assento parlamentar esta segunda-feira. À saída do encontro com Marcelo Rebelo de Sousa, João Cotrim de Figueiredo disse que levou até …

"Não consigo aceitar": português chora depois de perder nos Jogos Olímpicos

Anri Egutidze ficou claramente desiludido por ter perdido logo no seu primeiro combate no torneio masculino de judo: "Vim para ganhar, mesmo". Anri Egutidze chegou aos Jogos Olímpicos para lutar por uma medalha no judo, categoria …