Propinas de Coimbra não baixam – vão ser pagas mensalmente

 

supera.tened / Facebook

Bruno Matias, presidente da AAC (de costas)

Bruno Matias, presidente da AAC (de costas)

O presidente da Associação Académica de Coimbra (AAC), Bruno Matias, afirmou esta quinta-feira, após reunião com o reitor da Universidade, que as propinas poderão ser pagas mensalmente em 2015/2016, tendo sido apupado pelos estudantes à frente da reitoria.

Bruno Matias, que realizou uma reunião com o reitor, para discutir a situação de estudantes impedidos de frequentar aulas por dívidas à Universidade de Coimbra (UC), informou que, “no futuro, no máximo em 2015/2016, pode haver uma nova modalidade de pagamento da propina”, podendo esta passar a ser paga mensalmente (até ao momento era dividida em quatro prestações por ano).

Após a divulgação das conclusões da reunião com o reitor, a maioria dos estudantes presentes, que se encontravam na vigília convocada pela AAC à frente da reitoria, apupou e criticou Bruno Matias, gritando que “1100 euros são 1100 euros”, o valor aproximado da propina atual, e “propinas e Bolonha são uma vergonha”.

Além da informação relativa ao modo de pagamento da propina, o presidente da AAC sublinhou que “o reitor mostrou abertura para discutir” o problema dos estudantes com dívidas à Universidade relativas à propina.

A lei, porém, “não permite à UC” garantir que os estudantes possam frequentar o ensino superior.

Todavia, “há o compromisso de levantamento de todos as pessoas que passam por esse problema” e o agendamento de uma nova reunião, após o levantamento, “para se combater” essa mesma situação, adiantou Bruno Matias.

Agora, pretende-se perceber “como é possível contornar a lei” que impede que estudantes com dívidas à universidade possam frequentar as aulas, avançou.

Quanto aos apupos, Bruno Matias sublinhou que a vigília e a reunião serviam “apenas para discutir o problema das dívidas” e “não para discutir o valor das propinas”.

Na saída do Paço das Escolas, o presidente da AAC voltou a ser apupado, ouvindo-se estudantes a criticar Bruno Matias, por entenderem que “está a virar as costas a quem tem dívidas”.

Carolina Rocha, estudante da Faculdade de Ciências e Tecnologia, apesar de não ter apupado Bruno Matias, considerou que “a reunião não serviu para nada”, porque, apesar de as prestações serem suavizadas, “o valor das propinas é o mesmo”.

Precisamos é de propinas mais baixas“, defendeu.

A estudante Alexandra Correia sublinhou que “ninguém ficou satisfeito com a solução”, considerando que, apesar de uma mudança no modo de pagamento das propinas, “os estudantes vão continuar a congelar as suas matrículas” por não conseguirem pagar o seu valor – 1067,85 euros.

Durante a vigília, que começou às 18:00, estudantes empunharam faixas, nas quais se podia ler: “Mais cortes para o ensino superior no Orçamento do Estado 2015, menos estudantes no ensino superior”, “Exigimos financiamento”, “Porque é que o estudante endividado é mais culpado que o Ricardo Salgado” e “Ensino superior em estado terminal”.

O movimento de professores Boicote e Cerco também esteve presente na vigília, por ser necessário “juntar forças”, frisou André Pestana, docente desempregado, referindo que era importante os docentes “mostrarem-se solidários com o movimento”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Criada para prevenir a guerra, a ONU enfrenta um mundo profundamente polarizado

Criada após a Segunda Guerra Mundial para evitar novos conflitos, a Organização das Nações Unidas (ONU) comemora esta segunda-feira o 75.º aniversário, num mundo polarizado que enfrenta uma pandemia, conflitos regionais, uma economia em declínio …

Mulher cai de carro em movimento enquanto grava vídeo para o Snapchat

Uma mulher, que ocupava o lugar do passageiro de um carro em movimento, caiu numa auto-estrada enquanto filmava um vídeo para a rede social Snapchat, no Reino Unido. Segundo a CNN, a mulher estava pendurada na …

Nos Estados Unidos, a venda de discos em vinil ultrapassou a de CD pela primeira vez desde 1986

Pela primeira vez desde 1986, as vendas de discos de vinil ultrapassaram as vendas de CD nos Estados Unidos em 2020. Os números foram apresentados na semana passada pela Associação Americana da Indústria de Gravação, …

Mourinho espera ganhar sem jogar

Tottenham iria defrontar o Leyton Orient mas também no Reino Unido há jogos de futebol em causa por causa do coronavírus. O encontro entre Leyton Orient e Tottenham, relativo à terceira eliminatória da Taça da Liga …

A máfia italiana tem uma nova arma de recrutamento: o TikTok

Os jovens membros da Camorra, organização criminosa aliada à máfia siciliana, estão a recorrer ao TikTok para divulgar o seu estilo de vida e recrutar novos membros. Em maio, um vídeo foi publicado no TikTok que …

Os três segredos para ter um bom sistema imunológico são gratuitos, avisa Fauci

Manter o sistema imunológico saudável é um dos fatores-chave para lidar com a covid-19, o que não implica necessariamente a toma de suplementos vitamínicos. Há uns tempos, quando confrontado com o facto de a atriz Jennifer …

Pinguim encontrado morto no Brasil com uma máscara inteira no estômago

Um espécime de pinguim-de-Magalhães (Spheniscus magellanicus) foi encontrado morto numa popular praia brasileira e a autópsia ao corpo revelou que o animal tinha no seu estômago uma máscara de proteção facial N95. O animal foi …

Trump quer restabelecer sanções ao Irão. ONU rejeita apoiar posição norte-americana

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse que somente apoiará a restituição de sanções ao Irão, exigidas pelos Estados Unidos (EUA), se receber luz verde do Conselho de Segurança. Numa carta dirigida …

Designer holandês desenvolve "caixão vivo" feito com fibras de fungos

Um corpo humano pode demorar cerca de uma década a decompor-se dentro de um caixão. Com o Living Cocoon, o tempo é reduzido para dois ou três anos. Bob Hendrikx, biodesigner fundador da Loop, desenvolveu e …

Relógio em Nova Iorque mostra o tempo restante para reverter efeitos do aquecimento global

O Metronome, icónico relógio digital de Nova Iorque, deixou de mostrar o tempo do dia-a-dia e mostra agora o tempo restante que o nosso planeta tem para reverter os efeitos do aquecimento global. O relógio digital …