Programa “Supernanny” da SIC pode violar direitos das crianças

O programa “Supernanny” da SIC apresenta um “elevado risco” de “violar os direitos das crianças”, alerta a Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Protecção das Crianças e Jovens (CNPDPCJ).

Esta posição da CNPDPCJ, divulgada pela agência Lusa, surge depois da estreia de “Supernanny“, o novo programa da SIC para as noites de domingo. Trata-se de um reality show no qual uma psicóloga clínica se desloca a casa de uma família para ajudar os pais a controlarem a rebeldia dos filhos.

Para a CNPDPCJ, o programa revela “um elevado risco” de “violar os direitos das crianças”, especificamente quanto ao “direito à sua imagem, à reserva da sua vida privada e à sua intimidade”.

A Comissão entende que o programa é “manifestamente contrário ao superior interesse da criança, podendo produzir efeitos nefastos na sua personalidade, imediatos e a prazo”.

O programa da SIC já levou à apresentação de diversas queixas na CNPDPCJ, confirma esta entidade, notando que remeteu ao canal televisivo a sua “preocupação face a este tipo de formato e conteúdos solicitando uma intervenção com vista à salvaguarda do superior interesse da criança”.

(dr) Channel 4

Formato com origem no Reino Unido, “Supernanny” é exibido em vários países – agora também em Portugal, na SIC

Também enviou um pedido de análise do caso para a Entidade Reguladora da Comunicação Social (ERC) e endereçou o episódio deste domingo para a Comissão de Protecção de Crianças e Jovens (CPCJ) para “avaliação e acompanhamento do caso” específico abordado.

A “Supernanny” do programa, Teresa Paula Marques, que ajuda os pais a ultrapassarem os problemas com os seus filhos, durante o reality show, remete para a produtora Warner Bros. TV Portugal e para a SIC quaisquer esclarecimentos.

“Não estou no programa como psicóloga”, refere em declarações ao Observador. Teresa Paula Marques, de 51 anos, é psicóloga clínica, já fez mediação familiar e escreveu vários livros sobre aconselhamento parental.

Quanto à questão da violação da privacidade e dos direitos das crianças que aparecem no programa, a psicóloga clínica nota que “é um problema da SIC”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Pois eu achei o programa fantástico, uma grande escola de Pais e uma ajuda enorme para aqueles que não sabem mais o que hão-de fazer com os «tiranos» que têm em casa. Conheço algumas mulheres que depois de passarem pela experiência de serem Mães nestes tempos de «direitos» sem deveres, reconhecem dramaticamente, que se soubessem o que sabem hoje, nunca teriam tido os filhos. Eu, que sou avó, digo o mesmo, que desgastante é ter filhos nestes tempos e netos, digo eu!!

  2. Penso que o programa é lúdico e a mim como mãe já me ajudou bastante. Em contrário a comissão de menores só se preocupa com aquilo que não deve e o que realmente importa, crianças mal tratadas, violência psicológica etc, ignoram, assim como o meu caso que pedi ajuda e sem averiguarem arquivaram o processo.
    Agora protestam conta um programa que quem participa tem plena liberdade para o fazer. Vejam os caso que passaram a publico, só agem depois do mal estar consomado.

RESPONDER

Miguel Pinto Lisboa é o novo presidente do Vitória de Guimarães

Miguel Pinto Lisboa foi eleito, este sábado, o novo presidente do Vitória de Guimarães, avança a imprensa portuguesa. Os números ainda não são oficiais, mas as primeiras projeções indicam que o candidato de 47 anos da …

Incêndios em Castelo Branco e Santarém. Há quatro bombeiros feridos, um em estado grave

Dois incêndios em Castelo Branco estão a mobilizar mais de 500 operacionais e 15 meios aéreos. Há estradas cortadas e aldeias evacuadas. Dois incêndios em povoamento florestal, todos no distrito de Castelo Branco, um no município …

"É contra a vontade de Deus". Família que se recusou a pagar impostos é condenada na Austrália

Uma família cristã australiana recusou-se a pagar impostos, alegando que é "contra a vontade de Deus". Em tribunal, o juiz obrigou a pagar 1,3 milhões de euros. Em 2017, na Tasmânia, uma família cristã não pagou …

David guardou uma pedra durante anos pensando que era ouro. Afinal, era bem mais raro que isso

Em 2015, David Hole estava a explorar Maryborough Regional Park, perto de Melbourne, na Austrália. Com um detetor de metais, descobriu algo fora do comum: uma rocha avermelhada muito pesada que repousava em argila amarela. Maryborough …

Quadro roubado por soldado nazi é devolvido a museu de Florença

O quadro de natureza-morta tinha sido roubado do museu por um soldado nazi como um presente para a sua esposa. Agora, o quadro foi devolvido ao museu pelos alemães. Um soldado nazi em retirada de Itália …

Um segundo. Foi o tempo que a Inteligência Artificial precisou para resolver um cubo mágico

Investigadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, desenvolveram o DeepCubeA, um algoritmo capaz de resolver o desafio do Cubo de Rubik em pouco mais do que um segundo.  De acordo com a equipa de investigadores …

Investigação revela que ibuprofeno tem efeitos anticancerígenos

O anti-inflamatório ibuprofeno tem efeitos anticancerígenos sobretudo no cancro do colón, inibindo o crescimento de células malignas, revela uma investigação do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA). Investigadores do INSA, associados ao Instituto de …

Um pôr do sol apareceu "dividido ao meio" nos EUA

https://vimeo.com/349103840 Recentemente, um efeito ótico incomum fez o pôr do sol assemelhar-se a uma imagem numa tela dividida, mostrando dois céus muito diferentes lado a lado. No lado direito da foto há um horizonte saturado de tons …

Turistas fizeram café em Veneza. Foram multados em 950 euros e convidados a abandonar a cidade

Dois turistas alemães foram multados por fazerem um café nos degraus da famosa ponte Rialto, em Veneza. Depois, tiveram de deixar a cidade, segundo as autoridades municipais. Os dois turistas de Berlim, com idades entre 32 …

Merkel admite: Greta Thunberg teve influência nas novas medidas alemãs pelo ambiente

A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou nesta sexta-feira que o seu governo decidiu ser mais ambicioso nas medidas contra as alterações climáticas como resposta à mobilização e marchas pelo ambiente de crianças e adolescentes inspirados …