“Onde Netanyahu foi, seguiu-se a NSO”. Programa de espionagem seguiu interesses geopolíticos

Abir Sultan / EPA

Benjamin Netanyahu, antigo primeiro-ministro de Israel

O jornal israelita Hareetz escreve que os países que alegadamente contrataram os serviços de espionagem de Israel coincidiram com os interesses geopolíticos de Netanyahu.

Numa investigação publicada pelo jornal israelita Hareetz, é exposta uma relação entre os países que terão contratado os serviços da empresa israelita NSO para vigiar jornalistas e políticos e os interesses geopolíticos de Benjamin Netanyahu.

Hungria, Índia, Arábia Saudita, Azerbaijão, Emirados Árabes Unidos, Ruanda, Marrocos ou México são alguma das nações que terão recorrido ao programa de espionagem. Todos eles são estados com quem Israel melhorou as suas ligações sob o Governo do então primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

O Hareetz escreve que, por exemplo, os primeiros números indianos aparecem na lista em julho de 2017, exatamente “quando Modi estava a molhar os pés no Mediterrâneo” com o então primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu.

Após as visitas de Netanyahu à Índia e de Modi a Israel, os dois países fizeram acordos de milhares de milhões de dólares nas indústrias de segurança dos dois países.

Uma situação semelhante aconteceu com a Hungria. Depois do encontro com Viktor Orbán, as relações entre os dois países melhoraram. Em maio, durante a ofensiva israelita contra a Faixa de Gaza, a Hungria foi o único país a opor-se a uma resolução da União Europeia criticando a ação de Israel.

“Parece que o Estado de Israel trabalhou de modo pró-ativo para conseguir que as empresas israelitas de ciberespionagem, em especial a NSO, operassem nestes países, apesar de terem um historial problemático em questões de democracia e direitos humanos”, escreve o jornalista israelita Amitai Ziv.

A investigação jornalística sobre o software Pegasus, levada a cabo pelo consórcio Fobidden Stories, revelou, esta terça-feira, que pelo menos um telemóvel do Presidente francês foi espiado a pedido das autoridades marroquinas, assim como 14 ministros franceses.

De acordo com a Deutsche Welle, além de Macron, também aparecem na lista o Presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, e do Iraque, Barham Salih; os primeiros-ministros do Paquistão, Imram Kha, de Marrocos, Saad-Eddine El Othmani, e do Egipto, Mostafa Madbouly; e ainda o rei marroquino Mohammed VI.

Ao todo foram vigiados mais de 180 jornalistas por todo o mundo, assim como 600 políticos, 85 ativistas de direitos humanos e 65 empresários, escreve o Público.

  Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Entre "bomba atómica" e "cozinhado" de última hora, Marcelo recebeu Rangel (para irritação de Rio)

O Presidente da República recebeu Paulo Rangel numa altura em que tenta ainda "cozinhar" um entendimento de última hora para aprovação do Orçamento de Estado para 2022, de modo a evitar a "bomba atómica" da …

Sarabia (2E) do Sporting disputa a bola com Ricielli (2D) do Famalicão durante jogo da Taça da Liga

Sporting 2-1 Famalicão | Leões roubaram a bola e não deram hipóteses

O Sporting venceu o Famalicão 2-1, em jogo do grupo B da Taça da Liga, no qual, apesar da diferença mínima, não deu hipóteses ao adversário e controlou-o desde o primeiro ao último minuto. Finalmente Rúben …

Cidade australiana está a dar terrenos de graça para atrair novos moradores

Uma cidade em Queensland, na Austrália, está a doar terrenos numa tentativa de aumentar a sua população de apenas 800 pessoas. Em declarações ao site news.com.au, as autoridades da cidade australiana de Quilpie explicaram que estão …

Princesa Mako e o marido Komuro Kei

Entre escândalos na imprensa e stress pós-traumático, nada deteve o amor da Princesa Mako pelo plebeu Kei Komuro

A monarca japonesa vai abandonar a vida real e viver nos EUA com o marido, um advogado plebeu que conheceu em 2012 na Universidade. A imprensa tem escrutinado a vida de Komuro Kei, que consideram …

Depressão: o relato de Vanessa Fernandes

Escrava do seu sucesso, a vencedora de uma medalha nos Jogos Olímpicos confessa que teria ficado destruída, caso não tivesse pedido ajuda. A ideia era sempre "ganhar e ser a melhor" mas, nos bastidores, Vanessa Fernandes …

Squid Game. Coreia do Norte ataca Coreia do Sul com base no novo sucesso da Netflix

A série "Squid Game", que é a mais vista de sempre na Netflix, tornou-se tão popular que nem a Coreia do Norte ficou indiferente — mas por maus motivos. Enquanto a série sul-coreana tem conquistado espectadores …

O jogador do Santa Clara, Chindris, festeja um golo contra o FC Porto

Santa Clara 3-1 FC Porto | Eficácia atira dragões para fora da Taça da Liga

O Santa Clara recebeu e venceu hoje o FC Porto por 3-1, atirando os portistas para fora da Taça da Liga, num jogo em que a eficácia açoriana fez a diferença. Os golos do triunfo açoriano …

O Presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque

Albuquerque mostrou-se disponível para negociar o OE, mas Rio diz que "a Madeira não está à venda"

O presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, manifestou hoje disponibilidade para conversar com o Governo sobre o OE, mas Rui Rio garantiu que os deputados madeirenses não vão contrariar o partido. “Se for para …

Golpe de Estado no Sudão. Confrontos nas ruas causam sete mortos e 140 feridos

Milhares de sudaneses têm saído às ruas para protestarem a tomada do poder pelos militares. A comunidade internacional tem sido unânime na condenação ao golpe de Estado. Na sequência do golpe de Estado de segunda-feira, os …

Amnistia Internacional pede que EUA retirem acusações a Assange e a Londres que evite extraditá-lo

A Amnistia Internacional (AI) pediu aos Estados Unidos que retirem as acusações contra o fundador da Wikileaks, Julian Assange, e ao Reino Unido que evite extraditá-lo, pedido feito hoje antes do início, quarta-feira, de nova …