Procurador-geral adjunto dos EUA demite-se

O procurador-geral adjunto dos Estados Unidos, Rod Rosenstein, apresentou esta segunda-feira a sua demissão.

Numa carta enviada à Casa Branca, o alto funcionário responsável pela escolha de Robert Mueller para investigar as alegadas interferências russas nas eleições dos EUA, agradece a Trump a “oportunidade de servir” que lhe foi concedida.

Agradeço pela cortesia e pelo humor que manifestou nas nossas conversas pessoais e pelos objetivos que estabeleceu no seu discurso de tomada de posse: patriotismo, união, segurança, educação e prosperidade”, frisa Rosenstein na mesma mensagem, acrescentando ainda: “Aplicamos a lei sem medo e sem favor porque as provas credíveis não são partidárias e a verdade não é determinada pelas sondagens de opinião”.

O homem que deverá suceder a Rosenstein, como novo procurador-geral adjunto, será Jeffrey Rosen, que estará a aguardar a confirmação por parte do Senado para assumir oficialmente o cargo.

A demissão de Rosenstein terá efeitos a partir do dia 11 de maio, de acordo com a imprensa internacional. “A nossa nação está mais segura, as nossas eleições estão mais seguras e os nossos cidadãos estão mais bem informados sobre os dissimulados esforços e esquemas para cometer fraudes, roubar propriedade intelectual e lançar ciberataques”, pode ainda ler-se na mensagem enviada a Donald Trump.

Rosenstein, de 54 anos, foi escolhido em 2017 pelo Presidente dos EUA como número dois do Departamento de Justiça dos Estados Unidos. Até aí, esteve 12 anos ao serviço como procurador do Estado do Maryland, tendo passado também pelas administrações de George W. Bush e Barack Obama.

De acordo com o The Guardian, o abandono de funções por parte de Rosenstein já era esperado, tendo em conta que o agora ex procurador-geral adjunto anunciara que deixaria o Departamento de Justiça assim que a investigação sobre a alegada interferência russa nas eleições presidenciais norte-americanas de 2016 estivesse concluída — o que já aconteceu há mais de um mês.

Além disso, em janeiro o alto funcionário da Justiça norte-americana anunciara que dali a algumas semanas sairia da Procuradoria, na sequência da saída do antigo procurador Jeff Sessions e da entrada do atual procurador William Barr.

No outono passado, a eventual demissão de Rosenstein esteve em cima da mesa depois do The New York Times avançar que este teria sugerido em 2017 colocar escutas a Trump e arregimentar membros do gabinete com vista a afastar o Presidente. Apesar das suspeitas, este manteve-se no cargo.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

TAP no fim da lista de credores em caso de insolvência da Groundforce

A tensão entre a companhia aérea e a empresa de handling voltou a colocar o cenário de insolvência em cima da mesa. Mas isso pode vir a revelar-se um "calvário" para a TAP. De acordo com …

Aumento da procura de viagens para Portugal no Reino Unido faz disparar o preço dos voos

Os preços das viagens aéreas entre o Reino Unido e Portugal disparam com o fim das restrições à vista. O aumento dos preços indica que a procura de voos por turistas britânicos está a aumentar. O …

Governo propõe juízes diferentes nas fases de inquérito e instrução

O Governo enviou uma proposta de lei enviada ao Parlamento que prevê que o magistrado que acompanha uma investigação não possa continuar a intervir no processo após a acusação. O objetivo do Governo, de acordo com …

Alemanha vai vacinar todos os jovens maiores de 12 anos até final de agosto

A Alemanha pretende vacinar contra a covid-19 todos os adolescentes maiores de 12 anos até ao fim de agosto, embora dependa da "luz verde" da Agência Europeia do Medicamento (EMA) para essa faixa etária, disse …

Para combater a pobreza, Governo vai rever Rendimento Social de Inserção

O Governo de António Costa está a preparar uma revisão do Rendimento Social de Inserção (RSI) com o objetivo de reforçar o combate à pobreza em Portugal. O Executivo vai rever as regras de atribuição …

Portugal já está a vacinar 100 mil pessoas por dia. 10% da população já tomou duas doses

Na quinta-feira, cerca de 100 mil pessoas receberam a vacina contra a covid-19, o que antecipa em uma semana esta meta definida pela task force do plano de vacinação. Cerca de 100 mil pessoas receberam a …

Açores vão ter testes gratuitos em farmácias e rastreios laborais aleatórios

Os Açores vão passar a disponibilizar testes rápidos gratuitos para o despiste da covid-19 nas farmácias, testes de saliva para a testagem massiva aos alunos e rastreios laborais aleatórios, anunciou esta quinta-feira o secretário regional …

Uma morte e 377 novos casos nas últimas 24 horas. Rt e incidência recuam

O boletim da DGS desta sexta-feira dá conta de mais 377 novos casos em Portugal. Registou-se ainda mais um óbito. Nesta sexta-feira, dia 7 de maio, o país tem 22.421 casos ativos, menos 114 do que …

MP investiga morte de bebé que terá sido esquecido no carro em Lisboa

O Ministério Público instaurou um inquérito para averiguar as circunstâncias da morte de uma criança de dois anos que terá ficado esquecida no interior de um carro, em Lisboa. A mãe ter-se-á esquecido do bebé …

Governo está a preparar contestação de providência cautelar sobre Zmar

O ministro da Administração Interna afirmou hoje que já está a ser preparada a contestação à providência cautelar que suspende a requisição civil das casas do complexo Zmar, adiantando que o Ministério não foi ainda …