Realizado nos EUA o primeiro transplante de pénis e escroto

Um militar norte-americano ferido no Afeganistão recebeu o primeiro transplante completo de pénis e escroto. A cirurgia demorou 14 horas.

A complexa intervenção que reparou os dados causados na zona genital de um militar norte-americano que combateu no Afeganistão foi realizada há cerca de um mês, tendo o anúncio sido feito apenas esta semana.

O veterano, que prefere manter o anonimato, recebeu o primeiro transplante completo de pénis e escroto que alguma vez foi realizado no mundo, no Hospital Johns Hopkins, em Baltimore, Maryland, EUA.

Perante o anúncio do primeiro transplante de pénis e escroto, há, de imediato, uma pergunta que se impõem: o novo órgão vai funcionar?

“Temos esperança de que este transplante faça este homem recuperar a função urinária e sexual de uma forma praticamente normal“, responde Andrew Lee, diretor do serviço de Cirurgia Plástica e Reconstrutiva no hospital, num comunicado de imprensa da instituição, citado pelo Público.

Na cirurgia, realizada a 26 de março, participaram nove cirurgiões plásticos e dois cirurgiões urológicos, uma equipa liderada por Richard Redett.

“Quando acordei senti-me finalmente mais normal… com um nível de confiança também. Confiança… como se sentisse que, finalmente, estou bem agora”, explica o militar, citado no comunicado de imprensa do hospital, confessando que este tipo de lesão é difícil de aceitar.

Os ferimentos foram causados por um dispositivo explosivo improvisado que atingiu a zona genital, mas não afetou os órgãos internos. O militar deverá receber alta já esta semana.

Foi graças a um dador, que morreu em circunstâncias não divulgadas, que tudo foi possível. A família do dador fez questão de fazer uma curta declaração, revelando estar bastante orgulhosa em poder ajudar o militar que serviu o país. Por questões éticas, que poderiam surgir se o recetor viesse a ter filhos, a operação não envolveu o transplante dos testículos.

Este não foi o primeiro transplante de pénis feito no mundo. O primeiro foi realizado em 2006, na China, mas o paciente acabou por mostrar sinais de trauma psicológico por causa do novo órgão e a cirurgia acabou por ser revertida 15 dias depois.

Passados oito anos, na África do Sul, realizou-se então o primeiro transplante de pénis a um indivíduo que tinha sido vítima de uma circuncisão desastrosa. Apenas  três meses depois tinha recuperado as funções do órgão, anunciando em 2015 que tinha concebido um filho.

Mas esta cirurgia não deixa de ser inédita, na medida em que é mais extensa e completa, envolvendo o escroto e uma parte da parede abdominal. A equipa médica do Hospital Johns Hopkins explicou, em conferência de imprensa, que o transplante implicou a ligação de três artérias, quatro veias e dois nervos para assegurar a circulação sanguínea e sensibilidade do órgão genital.

(dr) Johns Hopkins Medicine

A equipa do Hospital Johns Hopkins

Reconstruir um pénis usando tecido de outras partes do corpo implicaria recorrer a uma prótese para conseguir uma ereção, explica Andrew Lee. “Além disso, devido a outras lesões, os militares muitas vezes não têm tecido viável de outras partes do corpo.”

Este tipo de transplante, em que uma parte do corpo ou tecido é transferido de um indivíduo para outro, chama-se alotransplante de tecidos compostos vascularizados.

A principal preocupação da equipa médica é, como em qualquer cirurgia, a rejeição dos tecidos. Duas semanas depois da cirurgia, adianta o Público, o soldado recebeu uma infusão de medula óssea do doador, procedimento que faz parte do protocolo da equipa que tem coo objetivo diminuir os riscos de rejeição.

Nas próximas semanas, o militar deverá recuperar progressivamente a sua vida normal.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Emergência arqueológica". O degelo dos Alpes está a "libertar" artefactos escondidos há milhares de anos

As alterações climáticas podem estar a ajudar os arqueólogos a encontrar artefactos escondidos nos glaciares do Alpes há milhares de anos. O derretimento dos glaciares dos Alpes está a "liberta" objetos que permaneceram congelados no tempo …

Thermite RS3 é o primeiro robô de combate a incêndios dos EUA (e está pronto a entrar ao serviço)

O Corpo de Bombeiros de Los Angeles, nos Estados Unidos, deu as boas-vindas ao mais recente membro da equipa: um bombeiro robótico. O Thermite RS3 é um rover de controlo remoto capaz de bombear milhares de …

Inventor dinamarquês que matou jornalista no seu submarino escapou da prisão (mas já foi apanhado)

O inventor dinamarquês Peter Madsen, condenado a prisão perpétua por torturar e assassinar a jornalista sueca Kim Wall, fugiu da prisão esta terça-feira.  As autoridades dinamarquesas capturaram-no minutos depois. Peter Madsen, o dinamarquês condenado a prisão …

Molécula descoberta por menina de 14 anos pode levar a uma cura para a covid-19

A jovem norte-americana de 14 anos, Anika Chebrolu, descobriu uma molécula que pode levar a uma potencial cura para a covid-19. Enquanto cientistas dos quatro cantos do mundo trabalham no desenvolvimento de uma vacina para a …

Cerca de 1.300 reclusos fogem de prisão no Congo após ataque do Estado Islâmico

Cerca de 1.300 reclusos escaparam de uma prisão na República Democrática do Congo na manhã de terça-feira, após um ataque reivindicado pelo Estado Islâmico, informou a Organização das Nações Unidas (ONU). Embora as autoridades locais tenham …

Amesterdão vai usar flores para impedir que os ciclistas estacionem bicicletas nas pontes

A cidade conhecida pelo uso de bicicletas, vai agora tomar uma medida em relação ao estacionamento destas nas pontes. Tudo para proteger as vistas para os seus famosos canais. Amesterdão orgulha-se de ser uma das cidades …

Morreu voluntário envolvido no ensaio da vacina de Oxford. Tinha 28 anos e era médico recém-formado

As autoridades de saúde brasileiras divulgaram esta quarta-feira a morte de um voluntário dos testes da vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e pela Universidade de Oxford. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), …

Milo, o "comunicador de ação" que permite conversar em grupo durante atividades ao ar livre

Chegou o Milo, o novo aparelho que vai revolucionar as aventuras em grupo. Este pequeno dispositivo permite-lhe conversar com o seu grupo à distancia sem precisar de levar o smartphone para o meio da montanha, …

Roubar aos ricos para dar aos pobres. Misterioso grupo de hackers desviou dinheiro para doar à caridade

Um misterioso grupo de hackers, conhecidos como hackers Darkside, doou dinheiro a duas instituições de caridade - mas esse dinheiro foi roubado pelo mesmo grupo a grandes corporações através de um ataque de ransomware. Quase podia …

Desatualizados e com erros. IA vai vasculhar milhares de documentos da Casa Branca

O Escritório de Administração e Orçamento da Casa Branca (OMB) disse que as agências federais vão usar inteligência artificial (IA) para eliminar requisitos desatualizados, obsoletos e inconsistentes em dezenas de milhares de páginas de regulamentos …