Primeiro satélite 100% português estará em órbita até fim de 2020

(dr)

Ilustração do satélite Infante

O primeiro satélite totalmente construído e desenvolvido em Portugal, o Infante, deverá ser lançado até final de 2020.

Apresentado esta quinta-feira no encontro AED Days 2017, em Oeiras, o projeto do microssatélite Infante é uma iniciativa do cluster português para as indústrias Aeronáutica, do Espaço e da Defesa (AED Cluster) e o grupo ISQ será o responsável por “toda a área de testes a peças e produto final”, refere o Instituto de Soldadura e Qualidade (ISQ) em comunicado.

Trata-se da construção de um satélite de nova geração que envolve um investimento de mais de nove milhões de euros para três anos, sendo que o projeto Infante já foi aprovado pela Agência Nacional de Inovação (ANI) para ser co-financiado pelos fundos estruturais da União Europeia.

O projeto é uma iniciativa de várias empresas e entidades portuguesas e é co-financiado por fundos comunitários, sendo que este satélite será o precursor de outros satélites a lançar até 2025 para observação da Terra e comunicações com foco em aplicações marítimas. É expectável que o Infante seja lançado até final de 2020, segundo os coordenadores do consórcio.

“É o primeiro satélite português totalmente desenvolvido e construído no país”, refere o presidente do ISQ, Pedro Matias, e prosseguiu, citado em comunicado: “É uma área que conheço bem, pois já há alguns anos tinha acompanhado o processo do PoSAT (1993), do professor Carvalho Rodrigues do então INETI (Instituto Nacional de Engenharia, Tecnologia e Inovação), que embora construído por empresas e laboratórios portugueses, era essencialmente um projeto de transferência de tecnologia”.

Este satélite será o primeiro de uma futura constelação de 12 satélites idênticos, para observação da Terra e comunicações, que serão construídos e lançados nos anos seguintes.

O consórcio envolvido neste projecto é constituído por nove empresas da área do espaço, entre as quais a Tekever, Active Space Technologies, Omnidea, Active Aerogels, GMV, HPS e a Spin.Works, além de dez centros de investigação e desenvolvimento (I&D) de diversas universidades e laboratórios de investigação de todo o país que trabalham em espaço.

O ISQ há vários anos que aposta na área da aeronáutica e do espaço e “os resultados estão a aparecer”, acrescentou Pedro Matias, referindo que o instituto “é uma referência” nesta área, cabendo-lhe a responsabilidade de toda a área de testes das peças e do produto final.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Mais uma treta para sacar dinheiro dos fundos comunitários de forma a pagarem as contas correntes destes institutos e empresas (de amigos e conhecidos).
    No final um relatório muito muito bem escrito cheio de “palha” inútil para justificar os milhões gastos em nada…
    Infelizmente, é assim que tem sido nos últimos 30 anos desde que tivemos fundos comunitários.
    É por isso que este pais não deixa de ser pobre, mesmo depois de ter recebido mais de 30 mil milhões de euros em fundos comunitários,

RESPONDER

Meteoritos desconhecidos podem estar a "bombardear" a atmosfera da Terra à velocidade da luz

Não é segredo que a Terra ocasionalmente recebe rochas do Espaço que explodem na atmosfera ou causam impacto na superfície. A Terra também vê chuvas de meteoros regularmente sempre que passa por nuvens de detritos …

Descoberto o ingrediente secreto para desenvolver um escudo contra radiação espacial mortal

Investigadores da Universidade Estadual da Carolina do Norte desenvolveram uma nova técnica para proteger eletrónicos da tecnologia de exploração militar e espacial da radiação ionizante. A nova abordagem é mais económica do que as técnicas …

Guardas e familiares das vítimas pediram clemência. Mas Nicholas Sutton foi executado

O norte-americano foi executado, esta quinta-feira, no Tennessee, devido ao assassinato de quatro pessoas, apesar de alguns pedidos de clemência por parte de guardas prisionais e familiares das vítimas. De acordo com a CNN, Nicholas Sutton, …

O primeiro drone acrobático tripulado de sempre é testado a fazer piruetas

Um novo vídeo mostra que o "Big Drone", da Drone Champions AG, é capaz de fazer acrobacias alucinantes com um passageiro dentro. A tecnologia dos drones melhora de vento em popa com o passar dos anos …

Fenómeno extremo ameaça corais na Grande Barreira na Austrália. E já matou quase metade

A Grande Barreira de Coral da Austrália pode estar a enfrentar a terceira "descoloração" no espaço de cinco anos, fenómeno provocado por um aumento da temperatura das águas do mar. Como avançou o Expresso, este fenómeno …

Trump critica cerimónia dos Óscares, "Parasitas" e Brad Pitt

O Presidente norte-americano criticou a cerimónia dos Óscares, esta quinta-feira, nomeadamente a atribuição do prémio de Melhor Filme para o sul-coreano "Parasitas" e ainda o ator Brad Pitt. Na noite desta quinta-feira, num comício em Colorado …

Paris lança número de emergência para fazer frente à crise de percevejos

O Governo francês lançou uma campanha, esta quinta-feira, para fazer frente à crise de percevejos que se instalou em Paris. Segundo a agência France-Press, citada pelo The Guardian, casas e hotéis da capital francesa estão a …

"Radical chique" e "ressentido". Filho de Paulo Branco pode ter sido o pivot do escândalo sexual em França

Juan Branco, o filho do produtor de cinema Paulo Branco, é o homem do momento em França. O advogado de 30 anos saltou para as luzes dos média no âmbito da divulgação do vídeo sexual …

Alcochete. "Se Mustafá estivesse lá aquilo não tinha acontecido"

O arguido Emanuel Calças disse, esta sexta-feira, em tribunal que, se Mustafá estivesse com o grupo que invadiu a academia do Sporting, "aquilo não tinha acontecido". "Tenho a certeza de que se o Mustafá estivesse presente …

Coronavírus ameaça o têxtil português (mas também é uma "oportunidade")

O sector têxtil nacional está ameaçado e pode parar a produção já em Março. Tudo devido à falta de matéria-prima que vem da China e que se deve à epidemia do novo coronavírus. A "situação …