Primeiro-ministro tunisino terá sido agredido antes de concordar em renunciar

O primeiro-ministro da Tunísia, Hichem Mechichi, terá sido alegadamente agredido dentro do palácio presidencial antes de ser afastado de cargo pelo chefe de Estado do país, Kais Saied.

Mechichi e o restante governo foram demitidos na terça-feira, num ato descrito pelos críticos como um golpe de Estado, noticiou o Independent. Saied, que dissolveu o parlamento e anunciou que assumiria o controle como procurador-geral, afirmou que as suas ações são constitucionais e necessárias para restaurar a estabilidade política.

Contudo, de acordo com o Middle East Eye, Mechichi foi chamado ao palácio presidencial na terça-feira, tendo-lhe sido ordenado que se afastasse das funções. Quando recusou, terá sido espancado, sofrendo ferimentos “significativos”, revelou o site de notícias. As informações avançadas ainda não foram verificadas de forma independente.

Mechichi, de 47 anos, não foi visto em público desde que foi dispensado. Em comunicado, negou as alegações de que está em prisão domiciliar, informando ainda que não é um “elemento perturbador” e que estava preparado para entregar o poder a um novo primeiro-ministro nomeado pelo Presidente.

“Entregarei a responsabilidade àquele que será confiado pelo Presidente da República para chefiar o governo dentro do ano de deliberação que o nosso país tem seguido desde a revolução e no respeito às leis que cabem ao estado, desejando todo o sucesso para a nova equipa do governo”, referiu.

Apesar de várias figuras da oposição classificarem as ações de Saied como golpe, o Presidente – eleito com 70% dos votos em 2019 – mantém o apoio público.

Além de depor Mechichi e dissolver o parlamento, Saied enviou soldados para impedir que os parlamentares entrassem no edifício, estabelecendo o recolher obrigatório em todo o país e proibindo reuniões públicas com mais de três pessoas.

Fontes anónimas citadas pelo Middle East Eye afirmaram que oficiais de segurança do Egito estavam presentes quando Saied forçou Mechichi a renunciar e que estes estavam a dirigir a operação do suposto golpe.

Em maio, o mesmo órgão de comunicação revelou ter tido acesso a documentos sobre um plano de Saied para tomar o poder. Na época, o Presidente admitiu que o documento era genuíno, mas que se tratava apenas de um conselho do seu gabinete e não de uma proposta oficial.

Taísa Pagno //

PARTILHAR

RESPONDER

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …