Primeiro-ministro romeno garante que não se demite devido aos protestos

O primeiro-ministro e líder da coligação de centro-esquerda no poder na Roménia, Sorin Grindeanu, assegurou esta segunda-feira que o seu governo não se vai demitir, na sequência das maiores manifestações no país desde o fim do regime comunista.

As manifestações começaram há vários dias contra uma resolução especial do governo que na prática descriminalizava casos de corrupção que causassem danos ao Estado até aos 44 mil euros. Ou seja, acabava com as penas de prisão para os responsáveis da administração implicados desde que o Estado não fosse lesado acima desse montante.

O primeiro-ministro, que no domingo aboliu formalmente o polémico decreto, deixou ainda a ideia de que o executivo não vai avançar imediatamente com uma medida paralela com o objetivo de descriminalizar as más condutas.

Sorin Grindeanu admitiu que “o decreto causou divisões” e sugeriu que poderá afastar o ministro da Justiça no final da semana.

A tensão política na Roménia continua elevada, com centenas de apoiantes do Governo a concentrarem-se hoje ao final da tarde em frente ao palácio presidencial em Bucareste, culpabilizando o Presidente Klaus Iohannis pela crise. O Presidente foi um dos políticos que se opôs fortemente à medida.

No entanto, e pela sétima noite consecutiva, manifestantes juntaram-se perto dos edifícios governamentais na Praça da Vitória, local dos maiores protestos na Roménia desde que o regime comunista foi derrubado em 1989.

O líder dos sociais-democratas, Liviu Dragnea, reuniu-se hoje com os líderes dos partidos que apoiam a coligação governamental e afirmou que a sua formação “manifestou um apoio sem reservas pelo executivo… e pelo primeiro-ministro”.

Dragnea não pode ascender ao cargo de primeiro-ministro devido a uma condenação em abril de 2016, por fraude eleitoral.

O Governo já garantiu que vai apresentar uma nova versão do decreto ao Parlamento, onde os partidos que o suportam têm a maioria.

O Tribunal Constitucional romeno vai tomar uma decisão sobre a legalidade do decreto de descriminalização no final da semana.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Para onde caminhamos? A Bíblia diz: “E [o rei do norte = Rússia desde a segunda metade do século XIX. (Daniel 11:27)] tornará para a sua terra com muitos bens [1945], e o seu coração será contra a santa aliança [a hostilidade em relação aos cristãos. A União Soviética introduziu o ateísmo estatal]; e vai agir [isso significa alta atividade no cenário internacional], e voltará para a sua terra [1991-1993. A dissolução da União Soviética e o Pacto de Varsóvia. As tropas russas retornaram a sua terra]. No tempo designado voltará [isso significa crise, que irá eclipsar a Grande Depressão; a desintegração não só da área do euro, mas também da União Europeia e da NATO. Muitos países do antigo bloco de Leste voltará à esfera de influência russa].” (Daniel 11:28, 29a) Este será o último sinal antes de uma guerra nuclear global. (Daniel 11:29b, 30a; Mateus 24:7; Apocalipse 6:4)

RESPONDER

Irão disponível para negociações sobre acordo nuclear nas próximas semanas

O Irão retornará às negociações sobre a retomada do acordo nuclear de 2015 nas próximas semanas, avançou o Ministério dos Negócios Estrangeiros esta terça-feira, apesar das suspeitas das potências ocidentais sobre a estratégia de Teerão …

Depois do Loon, nasce o Taara. Projeto usou lasers para transmitir 700TB de dados

Depois da morte do Projeto Loon, no início do ano, nasceu o Projeto Taara, que utilizou lasers para transmitir 700TB de dados através do rio Congo. O projeto muda, o nome é diferente, mas a missão …

Vizela - Paços de Ferreira bateu recorde de assistência na I Liga

Maior número de adeptos do campeonato também foi registado nesta jornada, no Benfica-Boavista; mas em termos de ocupação do estádio, o Vizela deixou longe toda a concorrência. Desde os anos 80 do século passado que não …

150 anos antes da viagem histórica de Colombo, um frade italiano escrevia sobre a America

Por volta do ano 1340, Galvano Fiamma registou, na sua Cronica universalis, a existência de terras a oeste da Gronelândia habitadas "por gigantes". Trata-se da primeira menção documentada do continente americano no Mediterrâneo, cerca de …

Os antigos compadres zangaram-se de vez. Trump puxa os cordelinhos nos bastidores para correr com McConnell

A relação de altos e baixos entre os dois azedou de vez depois de McConnell ter reconhecido a vitória de Joe Biden. Trump quer agora que um Republicano concorra contra McConnell pelo cargo da liderança …

Bombeiros embrulharam a maior árvore do mundo em papel de alumínio. Tudo para a proteger

O incêndio consumiu milhares de acres na Califórnia e o National Park Service viu-se obrigado a intensificar os seus esforços para proteger as jóias naturais, incluindo as maiores árvores do mundo. Os incêndios Colony e Paradise …

EUA trocaram "guerra implacável" por "diplomacia implacável" no Afeganistão, diz Biden

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, disse esta terça-feira à Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) que o país se está a concentrar na "diplomacia implacável" e no encerramento de uma era de …

Presidente de El Salvador autodenomina-se "Ditador de El Salvador"

O Presidente de El Salvador, Nayib Bukele, alterou no domingo a descrição do seu perfil no Twitter para "Ditador de El Salvador", passando depois para "Ditador mais 'cool' do mundo mundial", situação registada após os …

Ordem dos Médicos abre processo disciplinar contra Fernando Nobre

O Conselho Disciplinar Regional do Sul da Ordem dos Médicos abriu um processo contra Fernando Nobre, por causa das suas declarações numa manifestação de negacionistas em frente à Assembleia da República. A Ordem dos Médicos (OM) …

Crise da energia obriga UE a enfrentar dependência do gás natural

Os países europeus estão a tentar proteger os consumidores de energia, numa região onde, desde o início do ano, os preços do gás aumentaram 250%, resultado de uma série de forças económicas, naturais e políticas.  Na …