Jean Castex apresenta a demissão. Elisabeth Borne é a nova primeira-ministra de França

O primeiro-ministro francês, Jean Castex, apresentou, esta segunda-feira, a demissão ao Presidente Emmanuel Macron. A escolhida para o suceder é Elisabeth Borne, até então ministra do Trabalho.

Jean Castex, primeiro-ministro francês, renunciou ao mandato esta segunda-feira. O Presidente, Emmanuel Macron, aceitou o pedido de demissão.

“O senhor Jean Castex apresentou hoje a demissão do Governo ao Presidente da República, que a aceitou“, disse a Presidência, em comunicado. O primeiro-ministro, tal como os restantes membros do Governo, vão manter-se em funções até à formação do novo Executivo.

Nomeado em julho de 2020, Jean Castex termina o mandato apenas dois anos depois.

“Obrigado Jean Castex, todo o seu Governo e toda a sua equipa. Durante quase dois anos, agiu com paixão e empenho ao serviço da França. Orgulhemo-nos do trabalho realizado e dos resultados obtidos em conjunto”, escreveu Macron, no Twitter.

Elisabeth Borne foi a escolhida do Presidente para suceder a Jean Castex. Este é o primeiro Governo francês liderado por uma mulher em mais de 30 anos.

A última (que foi também a primeira) mulher a liderar o Executivo de França foi Édith Cresson, que governou durante pouco menos de um ano, entre maio de 1991 e abril do ano seguinte.

Até agora ministra do Trabalho, Borne trabalhou com vários ministros do Partido Socialista antes de entrar no Governo de Macron. Em 2017, foi ministra dos Transportes e, por um breve período de tempo, ministra do Ambiente, em 2019.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.