Primeiro aniversário dos Coletes Amarelos. França receia novos tumultos

Etienne Laurent / EPA

O clima de tensão regressa a França, com os coletes amarelos a anunciarem a preparação de novas ações para assinalar o primeiro aniversário do início do movimento.

A 17 de novembro, o movimento Coletes Amarelos assinala o seu primeiro aniversário. Dois dos seus líderes adiantaram ao Expresso que estão a preparar ações “especiais” e a agitação vai começar já este fim de semana.

Além disso, algumas das principais centrais sindicais francesas anunciaram manifestações e greves “ilimitadas” a partir da primeira semana de dezembro. Nestas ações deverão participar os Coletes Amarelos.

Os dirigentes Jérôme Rodrigues e Priscilla Ludosky adiantaram ao semanário que o movimento estará presente nas manifestações sindicais. “Não estamos com os sindicatos, mas com as pessoas, vamos participar porque tudo piora e o povo vive com dificuldades cada vez maiores.”

Estão a ser contestados diplomas como a reforma do sistema das pensões – com que o Governo pretende avançar para um regime único e universal que acabe com nichos especiais, por exemplo nos caminhos de ferro – e a nova proposta governamental sobre desemprego, que reduz os direitos dos desempregados aos subsídios.

Com estas medidas, Emmanuel Macron, Presidente francês, pretende reequilibrar o défice do Estado de modo a cumprir os tratados da União Europeia. No entanto, para os manifestantes, ambas as medidas reforçam a ideia de que “este é um poder que só pensa nos ricos”.

“O direito ao subsídio de desemprego faz parte das nossas reivindicações. Mas não somos apenas um bando de desempregados, somos algo muito mais vasto que transformou em profundidade toda a sociedade francesa, nomeadamente no domínio da solidariedade”, explicam ao Expresso.

Há dias, Priscilla, Jérôme e outros dois outros líderes dos Coletes Amarelos escreveram uma carta a Macron na qual lhe propunham uma reunião para discutir as reivindicações do movimento. “Não somos um bando de selvagens!”, disse Jérôme ao diário, adiantando que listas dos Coletes poderão concorrer às eleições municipais francesas do próximo ano.

“Escrevemos e enviámos a carta ao Presidente e à comunicação social, mas ele não respondeu.” Segundo Priscilla, os Coletes Amarelos estão preparados para “comemorar dignamente o aniversário” e regressar às ruas.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A democracia terminou em França, o presidente Macron deve estar pregado e colado na cadeira do poder que nem com guerra civil pretende abandonar.

Há um "milagre da multiplicação" dos votos que os deputados querem travar

Todos os partidos concordam: é preciso travar o "milagre da multiplicação" dos votos na Assembleia da República. Estabelecer regras objetivas para o fazer é o mais complicado. Os deputados começaram esta quarta-feira a discutir como “regrar” …

Pensões entre 877 e 2600 euros têm aumento mínimo de 6,14 euros

Os pensionistas que ganham entre 877,6 e os 2558 euros brutos por mês vão ter aumentos acima dos 0,24% que inicialmente se calculou com base na taxa de inflação (sem habitação) apurada até novembro do …

PCP quer travar "ameaça de despejos" no final deste ano

O PCP entregou uma proposta de alteração ao Orçamento do estado para 2020 para manter congeladas as rendas antigas, quando os locatários tenham um rendimento inferior a cinco salários mínimos nacionais. O PCP quer manter congeladas …

CDS/Congresso: Carlos Meira disponível para acordo que vença João Almeida

Carlos Meira, candidato à liderança do CDS-PP, admite estar disponível para se unir a Filipe Lobo d'Ávila e Francisco Rodrigues dos Santos para vencer João Almeida e lutar "contra o sistema". Carlos Meira, militante de Viana …

Manuais gratuitos também no privado e no cooperativo. Iniciativa Liberal quer igualdade na Educação

O Iniciativa Liberal (IL) propôs uma alteração ao Orçamento do Estado para 2020 (OE2020) na área da educação, que passa por fornecer manuais escolares gratuitos a todos os alunos da escolaridade obrigatória, quer frequentem o ensino …

Bezos lembra que Governo saudita assassinou um jornalista. ONU pede investigação a pirataria

Dois peritos das Nações Unidas dizem que Mohammed Bin Salman acedeu a informações pessoais de Jeff Bezos para tentar influenciar cobertura do The Washington Post sobre a Arábia Saudita. Depois de uma investigação do The Guardian …

MAI abre inquérito à "atuação policial" no caso da mulher alegadamente agredida por agente da PSP

O Ministério da Administração Interna (MAI) já abriu um inquérito à "atuação policial" no caso da mulher alegadamente agredida por um agente da PSP, na Amadora, de maneira a apurar responsabilidades. "O Ministro da Administração Interna …

Ronaldo volta a marcar e Sarri só tem de agradecer a Dolores por criar um espécime assim

Cristiano Ronaldo leva quatro jogos consecutivos a marcar e mais de 30 golos esta temporada, entre clube e seleção. Sarri disse que o mérito é de Dolores, "por criar uma espécime assim". A Juventus derrotou, esta …

Ana Gomes apontada à Presidência. "Costa jamais permitirá"

O antigo eurodeputado socialista Francisco Assis lançou o nome da também antiga eurodeputada do PS Ana Gomes como possível candidata à Presidência da República, manifestando desde logo o seu apoio a uma eventual candidatura. "Acho …

Silas deve deixar o Sporting no fim da época (ou até antes)

O Jogo escreve que Silas deverá deixar o Sporting no fim desta temporada, havendo também a possibilidade de sair antes do fim do mês de maio. O desportivo, que avança a notícia esta quinta-feira, adianta …