Primeira menstruação antes dos 12 anos tem implicações na saúde da mulher

Segundo um estudo publicado recentemente, ter a primeira menstruação antes dos 12 anos aumenta os riscos de desenvolvimento de doenças cardíacas e acidentes vasculares cerebrais na idade adulta.

A idade média da menarca situa-se por volta dos 12 anos, mas há casos em que aparece mais cedo, podendo ter implicações no desenvolvimento físico, psicológico e na saúde da mulher.

Estudos anteriores relacionavam a primeira menstruação à obesidade. Agora, a menarca precoce é relacionada com um maior risco de doenças cardiovasculares e acidentes vasculares cerebrais.

De acordo com o Diário de Notícias, que cita um estudo observacional do The George Institute for Global Health da Universidade de Oxford, publicado em janeiro, os riscos de problemas cardiovasculares agravam-se quando a primeira menstruação surge antes dos 12 anos.

Segundo Margarida Dias, coordenadora de Medicina Familiar no Hospital CUF Descobertas, uma das consequências mais evidentes da menarca precoce “é uma estatura mais baixa quando adulta, pela alteração do crescimento do esqueleto, condição que pode implicar tratamento hormonal”.

Além disso, há maior incidência de obesidade infantil bem como o risco aumentado de hipertensão arterial, doenças cardiovasculares e acidente vascular cerebral devido à exposição precoce aos estrogénios.

Acresce ainda os problemas na esfera psicológica. “Se fisicamente a rapariga se sente diferente dos amigos, psicologicamente não está no entanto preparada para ‘enturmar’ com crianças mais velhas, e isso causa alguns desajustes”, explica ao DN Marcela Forjaz, especialista e ginecologia/obstetrícia.

Em Portugal, a idade média da primeira menstruação é 12,88 anos, mas tem vindo a diminuir. A menarca depende de vários fatores “como a geografia, a luminosidade do país e da estação em curso, o estado de nutrição, a prática de desporto, a genética”, explica a ginecologista. Na Europa, no século XIX, situava-se nos 16/17 anos.

A menarca antes dos nove anos tem uma incidência de uma em cada cinco a dez mil raparigas. Mas Margarida Dias alerta para as consequências da menarca precoce e, sobretudo, para a necessidade de uma avaliação médica.

As preocupações da família, neste caso, prendem-se apenas com questões “relacionadas com a sexualidade e a prevenção da gravidez e com o mal-estar físico decorrente da experiência da menstruação”, frisa a especialista.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Engenheiros construiram um ventilador caseiro. Pode servir como "último recurso"

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Vanderbilt, nos Estados Unidos, construiu um ventilador caseiro que pode ser usado como último recurso. A pandemia de covid-19 continua a desafiar as comunidades médicas e uma das ameaças …

Sepultura de genocídio encontrada no Ruanda pode conter 30 mil corpos

No Ruanda, foi encontrada uma sepultura que pode conter 30 mil vítimas do genocídio no país em 1994. Cerca de 800 mil tutsis e hutus moderados foram assassinados. Mais de 25 anos depois de um genocídio …

Belenenses SAD entra parcialmente em lay-off

"A indústria do futebol está entre as mais atingidas pelos efeitos da pandemia", que provocou a suspensão de praticamente todas as provas futebolísticas, destaca o Belenenses SAD. O Belenenses SAD, da I Liga de futebol, entrou …

Dois milhões de máscaras furtadas em Espanha podem ter sido vendidas em Portugal

O equipamento médico e sanitário furtado está avaliado em cinco milhões de euros e terá sido adquirido por uma empresa portuguesa que conhecia a proveniência do material. Um empresário de Santiago de Compostela foi detido por, …

Facebook terá tentado comprar um software de espionagem em 2017

O Facebook tem estado envolvido em vários escândalos e o mais recente está relacionado com a alegada compra da ferramenta Pegasus, usada para hackear iPhones. A empresa de segurança informática NSO Group, responsável pela Pegasus, alega …

Primeiro-ministro espanhol diz que coronavírus desafia o futuro da UE. E fá-lo em sete idiomas

O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez publicou no domingo um artigo em sete idiomas europeus, argumentando que o coronavírus pode ser a ruína da União europeia (UE) caso não sejam tomadas medidas mais drásticas para lidar …

Viseiras de Leiria despertam cobiça. Bélgica e EUA queriam comprar toda a produção

Várias empresas de moldes e plásticos da região de Leiria estão a fabricar viseiras de protecção contra a Covid-19. Uma adaptação em tempos de pandemia que está a levantar atenção no estrangeiro, com EUA e …

Apple vai começar a produzir um milhão de máscaras por semana

O presidente da Apple, Tim Cook, anunciou que a empresa poderá produzir um milhão de máscaras por semana a partir do próximo fim de semana. Tim Cook explicou, na sua conta da rede social Twitter, que …

Robert Weighton é o homem mais velho do mundo. Tem 112 anos

Com 112 anos completados no dia 29 de março, o britânico Robert Weighton tornou-se o homem mais velho do mundo. Robert Weighton nasceu no dia 29 de março de 1908, em Kingston-Upon-Hull, no Yorkshire. Ao longo …

ISEG prevê queda do PIB entre 4% e 8% em 2020

O Grupo de Análise Económica do instituto da Universidade de Lisboa revelou o intervalo indicativo de variação do PIB usando duas evoluções diferenciadas da crise, com duração mínima de dois meses. A economia portuguesa deverá ter …